Como ensinar as crianças a usar o banheiro e deixar a fralda?

23 de junho de 2018
Ensinar seu filho a usar o banheiro e deixar a fralda é uma tarefa esperada, porém temida para qualquer pai. Descubra aqui quando e como fazer sem falhar na tentativa.

Você já trocou mais de duas mil fraldas por ano e, provavelmente, está ansiosa para ajudar seu filho a tomar um novo caminho. Pois o momento mais esperado pelos pais na etapa de desenvolvimento do bebê é a hora de ensinar a usar o banheiro e deixar a fralda.

No entanto, o fato de deixar a fralda levanta uma série de dúvidas para os pais. Em que momento enfrentar a aprendizagem? Como saber se meu filho está pronto? Podemos conseguir superar esse novo conhecimento referente à higiene pessoal?

Poucos pais estão preparados para esse processo que consome muito tempo. Paralelamente, algumas crianças aprendem em poucos dias, enquanto muitas outras podem levar meses. Inclusive, ao contrário do que se pensa, quanto mais cedo começar a treinar, mais tempo a criança vai levar para aprender.

Por isso, é aconselhável que você considere algumas dicas que irão indicar que seu filho está pronto para deixar a fralda e aprender a usar o banheiro para logo ser capaz de concluir com êxito os passos básicos do treinamento. Descubra quais são neste artigo!

Quando começar a tentar?

Não existe uma idade exata em que a criança esteja pronta para deixar a fralda. No entanto, a maioria desenvolve as habilidades físicas e cognitivas necessárias entre 18 e 24 meses. Ainda assim, muitos pais preferem esperar até dois anos e meio ou três anos.

A decisão dos pais de esperar um tempo para investir na aprendizagem do uso do banheiro é correta. Se você se empenhar antes de a criança estar pronta, o processo geralmente se torna mais longo. Lembre-se de que antes do primeiro ano a criança não controla os esfíncteres e até mesmo aquelas que dão sinais de estarem prontos, talvez não estejam.

Além disso, muitas vezes os pais geralmente escolhem o verão para começar o treinamento de deixar a fralda. Essa época do ano é mais prática e confortável para esses fins porque o bebê pode ficar sem fraldas, acelerando os processos urgentes e evitando a catástrofe que provoca um mínimo escape.

usar o banheiro e deixar a fralda

Sinais que a criança está pronta para deixar a fralda

Sinais físicos

  • A criança tem equilíbrio e coordenação suficiente para andar e, inclusive, tem estabilidade ao correr.
  • Já não urina aos pouquinhos, mas o faz em quantidade e de uma só vez.
  • Começou a apresentar fezes macias, mas, sobretudo, bem formadas.
  • Consegue permanecer seca durante pelo menos três ou quatro horas.

Sinais comportamentais

  • A criança consegue se sentar e manter a posição entre dois e cinco minutos.
  • Ela se irrita ao ficar com a fralda suja.
  • Sente curiosidade e tenta imitar os adultos quando eles vão ao banheiro.
  • Expressa a partir do corpo que está fazendo suas necessidades (faz barulhos, se agacha ou avisa).

Sinais cognitivos

  • Obedece instruções simples.
  • Possui palavras capazes de definir as evacuações e a urina.
  • Reconhece o momento de ir ao banheiro pois percebe os sinais físicos. Na verdade, é capaz de antecipar o fato.
  • Consegue fazer a prova dos copos. Na pediatria se diz que se você der para a criança dois copos, um deles cheio de água, e a criança conseguir passar tranquilamente o líquido de um copo para outro sem derramar, significa que os esfíncteres estão preparados para iniciar o processo de aprendizagem.
usar o banheiro e deixar a fralda

Deixar a fralda: passo a passo

Tenha os elementos necessários

O primeiro passo é escolher, de acordo com a sugestão do pediatra da criança, um bom penico ou cadeirinha, ou algum assento ajustável ao vaso sanitário de seu banheiro. Seja qual for a escolha, verifique sempre que seja confortável e seguro. Também tome as medidas necessárias para que a criança tenha contato com o solo.

No caso do adaptador de vaso sanitário, é necessário comprar um banquinho adicional para que seu filho possa apoiar os pés no chão, porque este pequeno grande detalhe não só o ajudará a subir e descer do vaso sanitário facilmente, mas também irá lhe proporcionar firmeza e estabilidade, assim como maior capacidade para evacuar.

Esta fase requer muito tempo, paciência e concessões para com o pequeno. Portanto, deixe-o decorar seu penico com adesivos ou brincar com ele quando quiser. E não se esqueça de ter roupas íntimas com os desenhos animados favoritos de seu filho.

No caso de roupa íntima, os pais tendem a escolher entre cuecas ou calcinhas ou fraldas de pano, ou as novas fraldas descartáveis que podem subir e abaixar como se fossem roupas íntimas, porque facilita para que a criança as coloque e as tire sozinha.

Explique o processo, mostre como se faz e diga adeus à fralda

Agora sim, é hora de começar! Primeiramente, coloque o penico em um lugar acessível e confortável, de preferência em algum lugar onde a criança passe grande parte do dia para que esteja acessível, disponível para quando o pequeno desejar utilizá-lo.

Explique ao seu filho que os adultos não usam fraldas, mas devem fazer suas necessidades no banheiro, enfatizando a conexão entre suas evacuações e o vaso sanitário. Inclusive, quando ele sujar a fralda, você pode levá-lo ao banheiro, o sentar e lembrá-lo de que ele deve fazê-lo lá.

Não se preocupe ou fique com raiva se ele não quiser se sentar e sob nenhuma circunstância o force a ficar sentado ou o pressione para acelerar um processo que requer tempo e dedicação. Evite que a criança se sinta pressionada, pois é um fator que tende a retardar o processo.

usar o banheiro e deixar a fralda

Nessa fase, explique ao seu filho que você está ensinando a fazer as necessidades como a mamãe e o papai fazem. Lembre-se de que as crianças aprendem imitando os adultos. Assim a maneira mais eficaz para ajudá-las nessa lição é ver você fazendo.

Quando você mostrar à criança como usar o vaso sanitário, é bom que você explique o que você faz e lhe mostre que você se limpa, se veste, abaixa a tampa e, por fim, lava as mãos. Ver você fazendo isso o ajudará a entender o processo.

E leve em consideração os seguintes detalhes, dependendo do sexo do seu filho: se você tem um menino, recomenda-se que ele comece a fazer xixi sentado e, em seguida, você o ensine a urinar em pé. Se for uma menina, certifique-se de que se limpe da frente para trás para reduzir o risco de infecções urinárias.

Motive-o a deixar a fralda

Deixe claro para seu filho que sempre que ele precisar de sua ajuda para usar o penico, ou o adaptador de vaso sanitário, ou para subir e descer calças ou roupas íntimas, ele pode recorrer a você. Além disso, lembre-o de que pode usar quando quiser.

Não se esqueça de que quanto mais tempo seu filho ficar sem uma fralda, mais rápido ele aprenderá. Sim, mesmo que você precise limpar um ou outro acidente. Tenha calma e convide-o a permanecer sentado durante pelo menos um minuto, fazendo-lhe companhia e, até mesmo, oferecendo livros de histórias.

Claro, não hesite em bajular e elogiar a criança toda vez que ela usar corretamente o penico. Dessa forma, ela vai entender que a aprendizagem envolve uma conquista. No entanto, tenha moderação e não exagere na comemoração, pois pode ser que o bebê comece a ficar nervoso ou envergonhado depois de tanta atenção.

Lide com os “acidentes” com calma e bom humor

Nem toda criança domina facilmente logo pela primeira vez a arte de ir ao banheiro sozinha sem antes sofrer outro “acidente”. Perante cada deslize, não fique zangada, não a castigue nem repreenda. Pode ser que talvez o seu filho ainda não tenha desenvolvido completamente os músculos para segurar a urina e as fezes.

Você pode reduzir o risco de vazamentos vestindo seu filho com roupas fáceis e rápidas de retirar. No caso de não conseguir evitar um acidente, mantenha uma atitude positiva e amorosa enquanto estiver limpando, lembrando-o que deve usar o banheiro.

Em suma, mais cedo ou mais tarde, seu filho vai aprender a deixar a fralda e usar o banheiro sozinho, e toda esta fase difícil será nada mais do que uma recordação de outra batalha vencida como uma mãe dedicada e bem sucedida.