Como escolher o berço do bebê?

· 17 de abril de 2018
Que características deve ter o berço do bebê? Além da estética e do conforto para o pequeno, a segurança deve ser a questão prioritária.

Escolher os móveis para decorar o futuro quarto do bebê é uma tarefa entusiasmante. Uma das decisões mais importantes é em relação à compra do berço do bebê. No mercado, existe uma quantidade cada vez maior de tipos e cores. É conveniente conhecer bem todos os detalhes para identificar qual é a melhor opção para o seu filho.

Pode ser difícil escolher uma cor que combine com o restante dos móveis. Porém, há certos requisitos que devem ser cumpridos para satisfazer as necessidades da criança.

Os pediatras recomendam que este lugar onde os bebês passarão suas horas de descanso seja amplo e cômodo. Além disso, há vários acessórios funcionais aos quais também é preciso prestar atenção.

Que requisitos o berço do bebê deve cumprir?

  • Deve ser livre de tinta, verniz e farpas. O bebê pode vir a lamber ou morder algumas partes do berço, e isto poderia provocar algum tipo de intoxicação e inclusive alergias. Com os móveis de madeira, é preciso se assegurar de que não tenham farpas para evitar ferimentos.
  • Altura adequada. É recomendável que o berço tenha uma altura de 60 centímetros, desde a base até a parte mais alta. Do contrário, quando a criança começar a brincar e se mover, ela pode cair pela parte de cima. Não podemos nos esquecer de que o crescimento é rápido e que as crianças pequenas adoram subir nas coisas.
requisitos que o berço do bebê deve cumprir

  • O colchão deve ser especial. É necessário que seja semirrígido e respirável, com uma altura de aproximadamente 10 centímetros.
  • Base do berço rígida e reta. O colchão deve estar apoiado sobre uma base sólida. Desta forma, toma-se cuidado com o desenvolvimento da coluna vertebral do bebê. É necessário ter em mente que o bebê passará muitas horas neste lugar.
  • Grades paralelas. Se o berço tiver grades, a separação entre elas deve ser de quatro a seis centímetros. Desta forma, se evita que a cabeça do bebê passe entre elas.
  • Rodinhas com freios. Alguns tipos de berço possuem rodinhas para sua movimentação. Deve-se assegurar de que pelo menos duas dessas rodinhas possuam um sistema de freios. Isto evitará deslocamentos ou acidentes causados por movimentos inesperados.

Como podemos ver, o berço do bebê deve ser confortável e seguro. Na hora de escolher, é preciso saber que a estética é importante. Mas a segurança da criança, seu conforto e a facilidade para que receba os cuidados adequados são ainda mais importantes.

Uma vez que estejam esclarecidos os pontos chave para escolher o berço do bebê, o passo seguinte será selecionar o modelo mais adequado. Conforme o espaço ou as viagens que a família faça, entre outros fatores, pode-se optar por diferentes tipos.

o berço do bebê

Existe um tipo de berço para bebês que se acopla na cama dos pais.

Tipos de berço para bebês

  • Berço tradicional de madeira com grades. Pelo seu tamanho, se estima que a criança o utilizará até os dois anos. Os modelos mais modernos incluem altura dupla para colocar o colchão e também outros móveis anexos.
  • Para pais ativos e que viajam com frequência, há os berços fáceis de transportar, que podem ser montados e desmontados com extrema facilidade. São menores que os convencionais e podem ser utilizados para dormir ou como área para brincar. No caso de se optar por este berço como permanente, é recomendável colocar mais um colchão.
  • Muitos pais optam por fazer uma extensão de sua própria cama para ter o bebê ao lado. Este dispositivo tem três partes e se adapta à cama.

Às vezes, os pais acham que deve haver um bom número de brinquedos ao alcance da criança em seu quarto. Porém, há questões mais importantes que devem prevalecer sobre a estética. O berço do bebê deve estar livre e desobstruído.

Brinquedos e localização do berço

Os bichinhos de pelúcia e almofadas podem ser bonitos, mas não é aconselhável que fiquem dentro do berço. Por exemplo, quando a criança está dormindo, a presença de objetos se transforma em um sério perigo; entre outras coisas, por riscos como o de asfixia do bebê, alergias na pele, etc.

Quanto à localização do berço do bebê, o importante é que esteja distante de outros objetos; nada que possa cair e provocar um ferimento deve ficar ao alcance do bebê. O quarto onde o berço deve ficar é decisão pura e exclusiva dos pais, ainda que seja positivo que nos primeiros meses o berço permaneça próximo deles, para controlar o sono do bebê.