Como evitar que os adolescentes fumem?

Na adolescência nem tudo pode ser evitado, mas o consumo de cigarro deve ser advertido e controlado o quanto antes. Vamos vamos ensinar você a evitar esse vício em seus filhos.
Como evitar que os adolescentes fumem?

Última atualização: 13 fevereiro, 2022

Na sociedade atual, o consumo de cigarro foi normalizado e muitas vezes, sem uma real compreensão das graves consequências que acarreta. Em todo o mundo, estima-se que o tabagismo seja a principal causa de morte evitável. Dessa forma, espera-se que os pais se preocupem com o fato de seus filhos adolescentes fumarem e hoje vamos dar algumas dicas para que isso não aconteça na sua casa.

Fumar geralmente começa inocentemente na adolescência, mas pode terminar em um vício mantido ao longo do tempo. A maioria dos adultos que fumam começou nessa fase da vida e por essa razão. Por isso, a prevenção nos jovens tem um papel muito importante no controlo desse problema.

Consequências do tabagismo na adolescência

Se as crianças começam a fumar na adolescência, suas chances de desenvolver doenças relacionadas ao cigarro aumentam exponencialmente. Entre elas, alguns problemas respiratórios ou cardiovasculares, infertilidade ou câncer.

Além de tudo isso, o cérebro do adolescente ainda está em desenvolvimento, por isso é muito mais vulnerável a substâncias tóxicas, como a nicotina.

Uma das consequências negativas associadas ao consumo de cigarro é a maior predisposição a sofrer de depressão, razão pela qual é importante evitar esse vício desde cedo. Além disso, um jovem que começa a fumar na adolescência tem maior probabilidade de manter esse vício na vida adulta.

Outro dos efeitos nocivos associados ao tabagismo é o desenvolvimento de pequenas obstruções nas vias aéreas, o que se traduz em pior função pulmonar a longo prazo. Da mesma forma, aumenta o risco de desenvolver outras doenças respiratórias, como infecções.

Menina adolescente soltando fumaça de charuto.

Dicas para evitar que os adolescentes fumem

Muitos dos adolescentes que começam a fumar nessa fase fazem isso para serem aceitos pelo seu grupo de pares. Por essa razão, é importante que transmitir a eles todas as informações desde cedo, para que saibam como o o cigarro pode ser perigoso. Aqui estão algumas dicas para evitar que seus filhos comecem a fumar.

Seja o melhor exemplo

Não adianta dizer aos seus filhos para que não fumem se você fumar, porque eles verão isso como algo normal e até inofensivo. Se você fuma, também pode sofrer as consequências negativas, mas está a tempo de largar o hábito e impedir que seus filhos o adotem.

Incentive-os a praticar esportes

Adolescentes que praticam esportes têm muita clareza de que fumar reduz sua capacidade pulmonar, que eles têm menos desempenho e que se cansam mais. Por isso, o esporte é sempre um bom aliado para evitar o tabagismo na adolescência.

Não tenha medo de dizer não

Você pode pensar que não importa o quanto você diga aos seus filhos para não fumarem, eles acabarão fazendo isso se quiserem. Mas se você for constante na mensagem, ela certamente influenciará a longo prazo.

Deixe claro para eles que não é permitido fumar em casa, seja cigarro normal ou cigarros eletrônicos. Acredite ou não, sua rejeição ressoará em suas mentes muito mais do que você pensa.

Explique as consequências negativas desse consumo

Converse com seus filhos sobre as graves consequências do hábito de fumar. Embora a curto prazo pareça que não existem, a longo prazo pode até causar a morte.

Converse com eles o mais rápido possível e aproveite qualquer momento para fazer isso. Não é preciso esperar até a adolescência para tocar no assunto, pois a partir dos 6 anos a criança já é capaz de compreender os riscos de manter um mau hábito.

Considere a pressão dos colegas e ensine seus filhos a ficarem longe disso

Os adolescentes muitas vezes começam a fumar por causa da pressão dos colegas. Portanto, é importante que você forneça os recursos necessários para que saibam dizer não quando lhes for oferecido cigarro. Habilidades sociais e assertividade na comunicação serão seus grandes aliados.

Não brigue com eles!

Os adolescentes não gostam de sermões e broncas. Portanto, é melhor que você converse com um pouco de empatia para que consiga transmitir a ideia de que fumar não é saudável. E o mais importante, ouça os adolescentes, faça perguntas a eles e passe tempo com eles.

Converse com compreensão

Os jovens costumam começar a fumar para se encaixar no grupo, devido à rebeldia típica dessa fase ou para se sentirem independentes. É importante conversar com eles e perguntar o que eles sabem sobre cigarro e se seus amigos fumam.

Explique que as empresas de cigarro elaboram propagandas muito atraentes e glamorosas justamente para incentivar sua compra e consumo.

Mãe abraçando seu filho adolescente na cozinha em casa

Como evitar que os adolescentes fumem

Para evitar que os adolescentes fumem, o principal é reservar um tempo para fazer uma boa prevenção. Você deve evitar ultimatos e ameaças, porque nada disso funciona tão efetivamente quanto um diálogo empático.

Se seu filho começou a fumar, descubra por que ele está fazendo isso e busque uma maneira de ajudá-lo. Evitar ou parar de fumar é uma das melhores decisões que uma pessoa pode tomar se quiser manter uma boa saúde ao longo da vida.

Essas dicas podem ajudar você a evitar que seu filho comece a fumar. Portanto, não deixe de colocá-las em prática para o bem-estar do seu filho.

Pode interessar a você...
Consequências de fumar na frente das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Consequências de fumar na frente das crianças

Fumar na frente das outras pessoas é prejudicial, principalmente quando você faz isso na frente das crianças. Confira algumas consequências desse h...



  • Valdés, N., & Sánchez, S. (1999). El tabaco y las adolescentes: tendencias actuales. Organizacion Panamericana de la Salud.
  • Butler, S., Kegler, M. C., & Escoffery, C. (2009). INVESTIGACIÓN ORIGINAL. Visión de los padres acerca de las conversaciones con sus hijos adolescentes para evitar el consumo de tabaco en hogares afroamericanos de zonas rurales, mayo 2004-enero 2005. INVESTIGACIÓN, 6(2), 08_0066_es. Disponible en: https://www.cdc.gov/pcd/Issues/2009/apr/08_0066_es.htm
  • Rizo-Baeza, M., Noreña-Peña, A., Vázquez Treviño, M. G. E., Kuzmar, I., & Cortés Castell, E. (2018). Factores de riesgo de consumo de tabaco en adolescentes. Disponible en: http://rua.ua.es/dspace/handle/10045/86468