Como evitar o enjoo das crianças em viagens

28 de janeiro de 2019
Se o enjoo durante a viagem afeta o seu filho, não deixe de ler as dicas que apresentaremos a seguir. Com elas, os pequenos vão poder enfrentar as viagens sem complicações.

Saber evitar o enjoo das crianças em viagens ou durante os percursos de carro é uma tarefa indispensável para qualquer pai ou mãe.

A cinetose é um distúrbio no corpo causado pelo movimento. Geralmente provoca sintomas tão desagradáveis que, além da conhecida náusea, podem causar vômito e mal-estar geral no corpo.

Entre os 3 e 12 anos de idade, as crianças são particularmente sensíveis ao enjoo. De fato, é possível que essa condição possa durar até a idade adulta.

Entretanto, uma vez detectada a predisposição infantil ao enjoo durante as viagens, o objetivo é conseguir prever essa situação para poder minimizar os sintomas.

O que é o enjoo e por que isso acontece?

A cinetose ou o enjoo de movimento é definida como a falta de controle no organismo gerado pelo movimento.

O que acontece especificamente é que o ouvido médio e o sistema musculoesquelético se desequilibram devido à falta de coordenação entre a visão e as sensações corporais.

Isso ocorre porque o corpo da criança está parado enquanto tudo ao redor está em movimento. Uma vez que o cérebro percebe erroneamente que o indivíduo está se movendo, envia sinais que perturbam o seu organismo.

Sintomas

Entre os sintomas que acompanham o enjoo das crianças em viagens estão:

  • Sensação de vertigem e instabilidade na cabeça
  • Palidez
  • Perda de equilíbrio
  • Mal-estar estomacal
  • Vômito
  • Suores ou sensação de frio
Os pais devem saber evitar tonturas de crianças em viagens para se movimentar sem problemas.

Como evitar o enjoo das crianças em viagens

Existem diferentes maneiras de evitar o enjoo das crianças em viagens. O menos recomendado é o uso de medicamentos, pois é melhor que a criança consiga regular gradualmente as sensações que alteram o ouvido médio.

Como comentamos na introdução, essa condição pode se estender até a idade adulta.

“No enjoo, o ouvido médio e o sistema musculoesquelético se desequilibram por causa da falta de coordenação entre a visão e as sensações corporais”

Com isso em mente, os pais devem colocar as crianças sentadas em carros ou aviões em posições específicas. Desse modo, evita-se que elas façam movimentos bruscos. Veja como:

Medidas antes da viagem

Antes de sair, considere pelo menos duas coisas para evitar que a criança tenha enjoo. A primeira é que ela deve ser alimentada pelo menos uma hora e meia antes de sair.

Também é preciso se certificar de que a criança não esteja muito cheia. Assim, em caso de náuseas, o estômago não será afetado a ponto de ter que vomitar.

Os alimentos recomendados antes da viagem são legumes e proteínas de carne magra. É recomendável evitar pratos como macarrão ou hambúrgueres porque causam a sensação de peso no estômago. No caso de uma viagem de avião, também produzem mais gases.

O segundo aspecto a se levar em consideração é tentar viajar durante as horas em que a criança geralmente cochila ou mesmo durante a noite. O desequilíbrio no ouvido médio não ocorre quando a pessoa está dormindo.

Por essa razão, será de grande ajuda fazer com que a criança viaje dormindo ou que adormeça nos primeiros momentos, logo no início da viagem.

Os pais devem saber evitar tonturas de crianças em viagens para se movimentar sem problemas.

Medidas durante a viagem

As medidas mais eficazes durante as viagens são:

  • As crianças devem ir sentadas em sua cadeirinha especial ou, quando forem mais velhas, com o cinto de segurança. Elas devem tentar manter os olhos fixos no horizonte ou, no máximo, com a cabeça levemente virada na direção da janela.
  • Jogos no celular, tablets, brinquedos ou livros devem ser evitados, pois fazem com que a cabeça fique inclinada para baixo ou se mexendo.
    • Nesse caso, a visão fica concentrada em um ponto fixo. Então, quando ela levanta a cabeça e percebe o movimento rápido do carro, o cérebro não é capaz de se adaptar rapidamente à mudança brusca, o que causa o enjoo.
  • Não é recomendável que a criança coma durante a viagem. A sugestão é que somente beba água e em pequenas quantidades. Caso a viagem seja longa, ela deve comer durante as paradas.
  • Temperaturas extremas devem ser evitadas dentro do carro, isto é, colocar o ar condicionado com temperaturas muito baixas ou aquecer demais. Caso a criança já esteja enjoada, é melhor permitir a circulação de ar fresco no interior do veículo.

Como recomendações finais, se a criança já estiver enjoada, incentive-a a fazer exercícios de respiração. Além disso, leve sempre consigo lenços umedecidos, sacos para vomitar e medicamentos prescritos pelo pediatra.