Como evitar os gritos em casa?

Se você sente que o ambiente pacífico da sua casa tem sido afetado por constantes gritos ultimamente, as seguintes dicas desse artigo poderão ser de grande ajuda.

Como evitar os gritos em casa? Essa é uma pergunta comum para muitas famílias. Vemos que aquilo que começou como uma conversa tranquila pode se transformar, de um momento para outro, em uma grande discussão cheia de gritos.

Apesar de essa situação ter se tornado muito comum hoje em dia, é possível, sim, estabelecer certo nível de tranquilidade em casa. Assim como é possível evitar os gritos que podem fazer mal à sua família.

6 conselhos práticos para evitar os gritos em casa

Geralmente, os desentendimentos e os gritos ocorrem por falta de uma boa comunicação na família e por não saber escutar.

1.- Reconhecer o problema

É fundamental que os pais reconheçam que o estresse e o mau humor têm um nível elevado de incidência quando surgem os gritos. Mas a única forma de enfrentar e mudar essa situação é ser sensato e reconhecer o problema.

Em seguida, para procurar uma solução, você deve aprender a escutar as opiniões de todos os membros da família.

 

2.- Estabelecer um compromisso

Estabelecer um compromisso em família para parar de gritar e falar com respeito pode ser uma solução. Explique às crianças e aos adolescentes que todos vão aprender a não gritar, inclusive vocês, os pais.

Mas cada um precisa da ajuda do outro. Por isso, vocês devem se esforçar e ter paciência. Se fizerem isso, em pouco tempo vão adquirir o hábito de falar sem levantar a voz.

3.- Tomar um tempo para se tranquilizar

A Associação Americana de Psicologia afirma que a raiva é um sentimento humano completamente normal e, em geral, saudável. No entanto, o que você deve evitar é deixar a ira aparecer. Se você sente que está a ponto de explodir e que vai gritar com alguém, a primeira coisa que você deve fazer é tomar um tempo para se acalmar.

O ideal é respirar fundo e ir para um lugar da casa mais calmo até você ficar tranquilo. Em um momento de ira, fazer isso não é nada fácil. Mas pense que ao se esforçar, aos poucos, sua casa não terá mais gritos.

4.- Antes de falar, pense no que dizer e como dizer

Em vez de dar uma resposta com um tom de voz muito alto para fazer a outra pessoa se calar, por que você não se coloca no lugar dela e escuta sem julgar? Evitar os comentários sarcásticos ou acusações que ferem vai permitir que a outra pessoa diminua também o tom de voz.

Além disso, é essencial ensinar as crianças a expressar suas emoções e frustrações de maneira tranquila e sem a necessidade de gritar.

5.- Pedir desculpas na hora 

Não permita que os sentimentos negativos façam você perder de vista seu objetivo: evitar os gritos em casa. Se você se deixou levar pela ira e gritou com alguém, o melhor a fazer é aceitar parte da culpa e pedir perdão.

Por outro lado, se foi seu filho, por exemplo, quem gritou, resista ao impulso de gritar com ele em resposta. Responda com um tom de voz tranquilo. Ou seja, dê o exemplo ao falar de forma gentil em um tom de voz adequado, mas firme.

Você pode dizer que não vai escutar até a pessoa parar de gritar. Além disso, você deve aceitar as desculpas com paciência e consideração.

6.- Evitar jogar lenha na fogueira

Se foi um dia difícil para a família, qualquer faísca pode acender a fogueira. Nessas situações, evite os comentários negativos que podem desencadear gritos e desentendimentos. Procure um lugar ou uma atividade que acalme os ânimos e que te faça se sentir melhor.

evitar os gritos em casa

Discipline seu filho sem gritar

Gritar com seu filho quando ele se comporta mal pode parecer um método de disciplinar mais rápido. Mas também pode ser a forma mais rápida de piorar os problemas de comportamento da criança, pois você estará ensinando a lidar com a frustração por meio dos gritos.

Para evitar os gritos em casa, você deve estabelecer regras claras e simples que seus filhos possam cumprir. Converse calmamente com seus filhos sobre as regras e utilize recursos que os ajudem a se lembrar delas. Uma boa ideia é fazer uma lista e colocar em um lugar visível da casa.

Explicar com antecedência as consequências de não cumprir as regras vai contribuir para melhorar o comportamento das crianças, especialmente se forem adolescentes, pois nessa fase costumam gritar mais quando se sentem frustrados.

Lembre-se: parece que os gritos são inofensivos, mas podem fazer muito mal ao aspecto emocional da sua família. Para evitar os gritos em casa, você vai precisar de autocontrole, paciência e empatia.

Recomendados para você