Palavras mágicas: “obrigado”, “perdão” e “por favor”

· 14 de fevereiro de 2018
O uso das palavras mágicas na convivência diária reduz as tensões e ajuda a formar adultos prestativos e agradecidos. Orienta as crianças com bons modos em cada fase da infância e contribui para que sejam sempre respeitosos.

As palavras mágicas fazem parte do que se conhece como boa educação e bons modos. Por essa razão, ensinar essas palavras aos seus filhos os tornará crianças respeitosas e dignas de admiração, agora e no futuro. No entanto, isso não é fácil. Requer muita dedicação.

Descubra neste artigo como incluir “obrigado”, “perdão”, “desculpa”, “com licença” e “por favor” no vocabulário das crianças para desfrutar do poder dessas palavras.

Importância das palavras mágicas nas crianças

Sem dúvidas, escutar “bom dia”, “obrigado”, “perdão” e “por favor” de uma pessoa muda por completo a percepção que se tem sobre ela. Isso é ainda mais importante nas crianças, já que aumenta seu nível de socialização e elas se adaptam de melhor maneira ao ambiente em que convivem.

Essas palavras vão permitir que as crianças interajam de forma eficaz com seus semelhantes, provocando reações positivas e uma melhor inclusão ao contexto social.

Maneiras de ensinar as palavras mágicas às crianças

A melhor forma de ensinar as palavras mágicas aos seus filhos é com o exemplo. Você deve inclui-las nas suas conversas diárias com familiares, amigos, vizinhos e, até mesmo, com a própria criança. Também existem outras técnicas que vão estimular o uso frequente dessas palavras de educação:

Ensine o significado das palavras

Quando as crianças já tem certa idade, você pode explicar o significado dos bons modos. Por exemplo:

  • Obrigado(a). Demonstra agradecimento pela generosidade expressada por qualquer pessoa. Ensinar as crianças a falarem essa simples palavras as tornarão pessoas agradecidas que valorizam o esforço dos outros.
  • Por favor. Essa expressão ensina às crianças que não se obtém as coisas pedindo de forma desrespeitosa. Ajudar os pequenos a reconhecer o direito das outras pessoas de compartilhar ou fazer o que desejam cria pessoas educadas.
  • Perdão. Pedir perdão sincero ajuda a criança a reconhecer seu erro e a se esforçar para corrigir suas ações.
  • Bom dia. Cumprimentar todas as pessoas indica que todos merecem um tratamento justo e amável.
palavras mágicas

Faça ser divertido

Incluir essas palavras mágicas no vocabulário das crianças não precisa ser algo chato. Prefira fazer músicas, brincadeiras e contar histórias que mostrem a relação entre o uso dos bons modos e sua consequência positiva. Alguns contos empregados para estimular a educação são, por exemplo: “A cigarra e a formiga” ou “João e Maria”.

Estimule os bons modos com os amigos

O primeiro contato dos pequenos com outras crianças é no jardim de infância. É ali onde convivem com colegas e professores. Ensine seu filho a cumprimentar quando chegar, a pedir os brinquedos usando a palavra mágica “por favor” e a pedir perdão depois de um erro.

Tenha paciência

Incorporar as palavras mágicas requer esforço, paciência, constância e muita dedicação. Implica se lembrar delas frequentemente e repetir até que a ação se torne um hábito. Quando a criança esquecer, uma boa alternativa é perguntar: “E a palavra mágica?”. Dessa maneira, ela vai se lembrar.

“Sem dúvidas, escutar “bom dia”, “obrigado”, “perdão” e “por favor” de uma pessoa muda por completo a percepção que se tem sobre ela”

Faça sessões práticas e estabeleça metas realistas

Ensine ao seu pequeno que quando se usa palavras de gentileza as pessoas que as recebem vão se sentir bem, assim como ele. Pratiquem com cumprimentar um vizinho, quando falar obrigada, quando pedir perdão ou desculpas. Isso vai preparar a criança para esse desafio.

palavras mágicas

Não force o aprendizado

Durante esse processo, há atitudes que você não deve adotar, como:

  • Não humilhar a criança nem forçá-la a cumprimentar se estiver com vergonha. O processo é diferente para cada criança e costuma demorar um pouco mais se ela for tímida.
  • Não negociar com a criança para que ela seja educada. Ela deve aprender a agir assim sem esperar nada em troca.
  • Não contar aos outros o processo pelo qual seu pequeno está passando.

Explique os efeitos positivos de ser educado

Ensine as crianças a estabelecer a relação que existe entre suas ações e as consequências que elas geram. Uma excelente opção é dizer, por exemplo, “Sua avó ficou muito contente quando você falou por favor”. Reconhecer que a criança agiu corretamente vai incentivá-la a colocar em prática o que você ensina.

Para concluir, ter filhos educados e respeitosos é possível com muita dedicação e esforço contínuo. Você deve elogiar quando seu filho agir corretamente, observar para que as más companhias não desfaçam os bons hábitos adquiridos e reforçar de forma positiva esses aprendizados. Essas palavras mágicas, com o tempo, vão se transformar em oportunidades de vida.