Como explicar aos seus filhos de onde vêm os bebês

7 de julho de 2018
Explicar aos seus filhos de onde vêm os bebês pode parecer uma tarefa complicada. É normal que as crianças sintam curiosidade pelo tema. Não se desespere! Neste artigo vamos mostrar a você como tratar sobre o assunto.

Quando nossos filhos começam a ter mais consciência do mundo ao redor, do mundo em que vivem, surgem dezenas de perguntas nas suas cabecinhas. O ideal é, como mães, estarmos preparadas para sempre dar respostas cabíveis e, sobretudo, o mais realistas possíveis.

É importante lembrar que nós somos um exemplo e um modelo a seguir. Quanto mais sinceros nós somos, mais confiança nossos filhos terão em nós. Assim, eles vão saber que sempre poderão perguntar qualquer coisa. Agindo dessa forma você estará cuidando e educando seu filho. Pois, uma criança com informações corretas é menos vulnerável.

A pergunta: “Mamãe, de onde vêm os bebês?” pode nos surpreender, nos fazer rir ou deixar nossas mãos suadas. Mas você não tem com o que se preocupar. Entenda que esse tipo de inquietação é inevitável. Isso vai fazer com que você entenda como deve responder da melhor forma e, consequentemente, não demonstrar desconhecimento ao seu filho. Para não ser pega de surpresa, você deve ver essas perguntas exatamente como elas são: um ato de curiosidade absolutamente natural.

De onde vêm os bebês, mamãe?

de onde vêm os bebês

A origem dos bebês é algo que sem dúvidas vai despertar a curiosidade dos seus filhos. O nascimento de um irmão ou um primo pode fazer com que eles perguntem como os bebês vêm ao mundo. Quando a pergunta chega, você deve responder e estar preparada para outras perguntas que podem aparecer sobre o mesmo assunto.

Agora que já sabemos que falar sobre o tema, em algum momento, será obrigatório e que não podemos ser pegas desprevenidas, existem alguns aspectos a se considerar na hora de dar uma resposta ao seu filho sobre a origem dos bebês. Esses aspectos são: a idade do seu filho, o lugar em que vocês estão e quem está em volta.

A idade que seu filho tem vai determinar a linguagem que você vai utilizar para explicar. Quanto mais velho ele for, mais explicita você poderá ser. Se, pelo contrário, seu filho for muito novo, as palavras que você vai usar devem ser mais sutis ou talvez você possa se utilizar de alguma analogia. Mas deixe no passado a velha história da cegonha!

As crianças chegam ao mundo cada vez mais prontas. Não as subestime!

A pergunta sobre a origem dos bebês talvez chegue no momento e no lugar menos adequados. Mas está nas suas mãos o poder de lidar com a situação. Talvez o supermercado não seja adequado para conversar, muito menos se você estiver pedindo produtos no açougue e muitas pessoas estiverem a sua volta. Definitivamente, esse lugar não é conveniente, mas pode acontecer.

As crianças são espontâneas e devem ser tratadas como tais. Nunca deixe de respondê-las. Se você considera que não estão no lugar mais adequado, responda que você vai sanar as dúvidas dela em um lugar mais tranquilo, onde vocês poderão conversar mais tranquilamente.

Uma explicação para cada idade

de onde vêm os bebês

  • Entre os 3 e 4 anos de idade já começa a surgir esse tipo de perguntas. Se seu filho pergunta, é porque ele está pronto para receber a resposta. Nesses casos, é conveniente fazer uma analogia como a de semear uma semente. Além disso, conte para seu filho como ele chutava dentro da sua barriga ou como se mexia dentro de você. Certamente ele vai gostar.
  • Se a criança tem entre 5 e 6 anos, as perguntas costumam ser um pouco mais específicas. Assim, não tenha medo de chamar as coisas pelos nomes que elas possuem. Alguns livros ou ilustrações podem ser extremamente úteis para explicar ao seu filho de onde vêm as crianças. É como dizem, uma imagem vale mais do que mil palavras.
  • Entre os 7 e 8 anos as crianças têm mais consciência do próprio corpo e das diferenças claras entre meninos e meninas. Elas sabem que os meninos têm pênis e as meninas vagina. Assim a linguagem que você vai usar para responder deve ser mais clara.
  • Aos 9 e 10 anos, as crianças já têm alguma ideia sobre sexo e é preciso dizer que os bebês vêm ao mundo quando os pais têm maturidade. Sobretudo por ser um ato realizado a partir do consentimento de ambas as partes.

Escute seu filho com atenção. Às vezes, uma resposta simples é suficiente para esclarecer todas as dúvidas. Não tente desviar do assunto ou terminar a conversa o mais rápido possível. Isso somente vai aumentar a curiosidade do seu filho.

Não ache estranho se seu filho não voltar a falar sobre o tema depois de ter recebido uma resposta. O importante é sempre estar por perto para oferecer todas as informações que ele precisar.

Recomendados para você