Como identificar a apendicite em crianças?

22 Janeiro, 2019
Existem muitos sintomas associados à apendicite em crianças, mas que nem sempre são indicativos dessa doença. Em qualquer caso, o conhecimento dos possíveis sintomas nos ajudará a ter a reação correta. É muito necessário recorrer aos serviços de emergência o mais rápido possível.
 

Os sintomas clássicos sofridos por adultos não são confiáveis ​​para identificar apendicite em crianças: perda de apetite, náusea e vômitos não são indicadores exclusivos dessa condição.

O diagnóstico dessa doença em crianças não é simples. Na verdade, pode testar as habilidades do pediatra. Os sintomas de apendicite em crianças são semelhantes aos de outras doenças, como gastroenterite, intoxicação alimentar e distúrbios respiratórios.

Apenas 33% dos casos pediátricos apresentam os sintomas descritos na experiência médica. Portanto, é necessário aguçar os sentidos antes do surgimento de certos sinais de alerta para identificar a apendicite em crianças.

O que é a apendicite?

A apendicite é uma inflamação do apêndice e, geralmente, ocorre porque este se encontra bloqueado. Isso pode ser causado por fezes endurecidas, infecções ou uma inflamação dos gânglios linfáticos localizados no intestino.

É uma condição muito séria se o apêndice se romper. Quando isso acontece, as bactérias são liberadas na cavidade abdominal, o que pode causar uma infecção grave.

A apendicite tende a afetar principalmente adolescentes do sexo masculino e jovens em torno de 20 anos de idade. Em crianças entre um e quatro anos, a incidência média anual é de 1 a 2 casos para cada 10.000 pequenos.

No caso dos neonatos, entre 0 e 30 dias de vida, também foram detectados casos. Nesses casos, há risco de morte. Infelizmente, o diagnóstico de 80% deles é feito através de autópsias.

 
identificar apendicite em crianças

Como seus sintomas são difíceis de associar diretamente à apendicite, a assistência médica é fundamental. Entre 20% e 30% dos estudos pediátricos apresentam uma ruptura do apêndice.

Por razões fisiológicas, a propagação da infecção após a ruptura é iminente. Por essa razão, a peritonite é considerada uma doença grave, que pode ser fatal em alguns casos.

Identificar a apendicite em crianças

Na verdade, a apendicite não é muito comum em crianças. Isso faz com que seja o principal motivo para confundir seus sintomas com os de outras doenças. É necessário, então, estar atento principalmente a dores de estômago, que são um dos sintomas mais claros.

A dor da apendicite começa na região do umbigo e, após algumas horas, estende-se até a parte inferior e direita do abdômen. A primeira coisa seria determinar a gravidade da dor. Se a criança sente dor, mas continua brincando, comendo e rindo, provavelmente não é nada sério.

Se a criança se queixa de uma dor severa que limita as suas funções normaisé necessário ir imediatamente aos serviços de emergência. Em alguns casos, as crianças com apendicite se queixam de um desconforto na perna direita, devido ao reflexo da dor.

 

“A apendicite é uma inflamação do apêndice e geralmente ocorre porque este se encontra bloqueado. Isso pode ser causado por fezes endurecidas, por infecção ou por uma inflamação dos gânglios linfáticos localizados no intestino”

Sinais de alerta

Além da dor de estômago, é necessário prestar atenção a outros sinais para identificar a apendicite em crianças. Esses sintomas são:

  • Dor de estômago: a dor de estômago é acompanhada por vômitos com sangue. As fezes também podem conter traços de sangue.
  • Vômitos de fluidos verdes: esse fluido pode ser bile, um sinal de torção ou bloqueio do estômago ou intestinos. Nesses casos, estamos diante de uma emergência de saúde real.
  • Abdômen distendido: pode ser causado por apendicite, mas também por outros tipos de doenças.
  • Dor quando o abdômen é pressionado: especialmente se for pressionado e liberado repentinamente. Geralmente, essa dor significa que o revestimento peritoneal, a membrana que reveste a cavidade abdominal, está inflamada.
  • Adoção de postura fetal: ocorre quando a criança se queixa de dor abdominal e deita de lado com as pernas voltadas para o abdômen.
  • Dificuldades para manter a postura ao caminhar: a criança se queixa de dor abdominal e caminha dobrada ao meio. 
identificar apendicite em crianças
 

Tratamento da apendicite

Os tratamentos para a apendicite exigirão a remoção cirúrgica do apêndice. Se o apêndice da criança não foi rompido, ela receberá antibióticos para diminuir a infecção e removê-lo a seguir. Quando o apêndice se rompe, além de sua extração, será necessária a atenção para irrigar a cavidade peritoneal.

Uma vez dispersas as bactérias do apêndice, é necessária uma cirurgia maior como parte do tratamento. O objetivo é garantir que as bactérias presentes não migrem para outras partes do abdômen e causem uma infecção grave.

As crianças cujo apêndice se rompeu devem ficar mais tempo no hospitalÉ importante começar a receber antibióticos intravenosos, porque o risco de infecção é muito alto.

 
  • Vital Jr, P. F., & Martins, J. L. (2005). Estado atual do diagnóstico e tratamento da apendicite aguda na criança: avaliação de 300 casos. Revista Do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. https://doi.org/10.1590/S0100-69912005000600005