Como lidar com o ressentimento entre irmãos

· 26 de novembro de 2017

É natural que os irmãos briguem todos os dias e por motivos que costumam ser irrelevantes. No entanto, a capacidade de solucionar, de maneira saudável, as suas diferenças os manterá longe de sentir ressentimento um pelo outro. 

Os irmãos sempre vão ter as suas diferenças, assim como muitas vezes os casais também têm e, inclusive, os seres humanos em geral. Por isso, uma das formas de resolver essas diferenças está na qualidade de comunicação que os irmãos têm com a família. 

A família deve estar aberta, ser sincera e respeitar todos os seus integrantes. Todos sempre devem ter a oportunidade de se expressar com a mesma igualdade. Se você permitir isso, conseguirá que os seus filhos se sintam ouvidos, amados e, também, valorizados.

Por que surge o ressentimento entre irmãos?

Existem muitas razões para que o ressentimento entre irmãos ocorra. No entanto, a psicoterapeuta nova-iorquina, Jeanne Safer, explica que existem dois tipos de personalidade propensas a se ressentirem.

Trata-se de pessoas que são muito hostis e dos “colecionadores de queixas”, como são apelidados por Safer. “Os ‘colecionadores de queixas’ são aqueles que dizem: ‘você nunca me agradeceu pelas flores que eu te dei em 1982’. Isso estressa muitas pessoas”, afirma a psicoterapeuta.

Nesse artigo extraído do website Psychology Today, ela também explica que o crescimento é outra das razões pela qual surge o ressentimento entre irmãos. Ela justifica essa afirmativa com o seguinte argumento: Os irmãos são programados para serem rivais e competirem por um dos recursos mais cruciais da vida: a atenção dos pais.

O problema está justamente aí: na forma como os pais tratam e dão atenção para os seus filhos. É importante tratar ambos da mesma forma e ser o mais justo possível. Essas pequenas coisas farão toda a diferença.

 

ressentimento entre irmãos

Estratégias para lidar com o ressentimento entre irmãos

Tratamento igualitário

É natural que os pais sintam mais afinidade por um filho do que por outro. No entanto, o segredo para lidar -ou, inclusive, evitar- o ressentimento entre irmãos é que os pais se esforcem para que os seus filhos sintam que as suas necessidades são levadas em consideração e que eles não são diferenciados de nenhuma maneira.

É preciso que todos os membros da família sintam que recebem a mesma quantidade e qualidade de atenção. Além de sentirem que recebem o mesmo afeto. 

Regras justas

As regras ou normas da casa devem ser claras para todos os integrantes da família. Além disso, a forma de aplicar os castigos e a disciplina devem ser as mesmas para quem infringir as regras da casa.

O ideal é que exista um equilíbrio entre o pai e a mãe. Eles, através de um acordo mútuo, devem definir como vão corrigir os seus filhos. Ambos devem garantir que tratam os pequenos da forma mais justa possível.

Evite fazer comparações

Assim como acontece com todos os seres humanos, as crianças se sentem incomodadas quando são comparadas com algum de seus irmãos ou com outras crianças.

Evite o máximo que puder comparar os seus filhos. Todas as crianças são diferentes. Com certeza, muitos pais às vezes querem ressaltar as qualidades ou os defeitos de um de seus filhos para que os outros filhos aprendam com isso. No entanto, é fundamental escolher muito bem as palavras.

Lembre-se de que as crianças são muito sensíveis e podem interpretar de maneira errada as palavras e as intenções dos pais e dos irmãos. Essa má interpretação pode criar ressentimento entre os irmãos.

Os pais devem se focar na ideia de fazer com que os seus filhos sintam que as suas necessidades são levadas em consideração e com que eles não se sintam diferenciados de nenhuma maneira.

Compartilhe os momentos com todos os seus filhos

Tente oferecer a mesma qualidade e quantidade de tempo para cada um de seus filhos. É importante que você compartilhe momentos com eles de maneira individual e também de maneira grupal. Escolha as atividades que eles possam aproveitar com seus gostos em comum, e aproveite esse tempo com eles.

 

ressentimento entre irmãos

Esteja atenta às etapas pelas quais os seus filhos estão passando

Muitas vezes, os pais não se dão conta de que os seus filhos sentem ressentimento em relação aos seus irmãos. Mas essa situação pode ser notada quando as crianças não conseguem resolver as suas diferenças de maneira saudável.

Se isso acontecer dentro da sua família, lembre-se de que é natural que as crianças de famílias numerosas sintam a necessidade de competir pela a atenção dos seus pais. Inclusive, em certas idades, o ciúmes entre irmãos é mais frequente. Principalmente, entre os 6 e 7 anos de idade, que é exatamente quando a criança começa se tornar mais independente e a formar a sua personalidade.

Essa idade é vital para que você faça com que seu filho entenda o quanto você o ama. Se você tem um filho nessa idade, faça com que ele sinta de uma forma clara, e sem exageros, que ele sempre pode confiar em você. A adolescência é outra etapa difícil. É necessário que você esteja perto deles e que entenda as suas emoções.

No geral, cuidar das emoções dos seus filhos e estabelecer uma comunicação aberta e sincera com eles, fará com que o ambiente na sua casa seja propício para que todos os integrantes da família se sintam em harmonia.