Como lidar com a hospitalização do seu filho

As hospitalizações são difíceis, especialmente quando há um sentimento de que mais coisas precisam ser feitas, mas não se pode fazer nada. Aqui vamos dar algumas recomendações para lidar com essa situação da melhor maneira possível.
Como lidar com a hospitalização do seu filho

Última atualização: 30 Junho, 2021

Pode ser que um dia seu filho tenha que ficar alguns dias internado no hospital. Essa é uma situação complicada, tanto para a criança quanto para você, que tem que cuidar do seu pequeno dia e noite, e também não se deixar desmoronar.

A hospitalização infantil é um acontecimento importante na vida de qualquer criança. É uma situação capaz de gerar reações diversas, tornando-se uma experiência potencial que afeta a criança em todas as suas facetas. São muitas as mudanças que o pequeno precisa encarar ao mesmo tempo.

Além disso, não é apenas a criança que sofre nos âmbitos emocional e físico com a doença, pois os pais encaram uma grande carga emocional que devem aprender a administrar em questão de horas. Eles precisam tomar decisões importantes, tanto em relação à criança hospitalizada quanto organizacionais em tudo que envolve sua vida diária.

 

A criança hospitalizada

Quando uma criança precisa ficar muito tempo internada no hospital, ela precisa receber muito mais cuidado e carinho. Trata-se de normalizar a situação, dentro do possível, e tentar por todos os meios tornar essa estadia o menos enfadonha possível, e aproximá-la do cotidiano do pequeno.

As crianças entendem a admissão hospitalar de maneiras muito diferentes. Tudo depende da sua idade, da sua personalidade e, principalmente, de quantos dias ela terá que ficar lá. Também são fatores importantes de sua hospitalização e de sua estadia a doença que a acometeu, se ela sente dores e se sua aparência sofreu mudanças.

Quando a criança volta para casa, depois de passar muitos dias no hospital, é uma alegria para todos. É normal que o caráter e o humor da criança se alterem nos primeiros dias após o retorno do hospital.

Com certeza ela estará feliz por voltar para casa, mas levará tempo para se acostumar aos velhos hábitos novamente. Nada que o carinho e o amor da mamãe não consigam remediar.

 

A hospitalização infantil.

A hospitalização da mãe

Quando uma criança fica doente, a vida cotidiana é interrompida. Conciliar o trabalho e a vida familiar se torna muito difícil e as prioridades são invertidas.

Devemos interromper nossas atividades diárias para estar perto de nosso filho. Por exemplo, A Carta Europeia dos Direitos da Criança Hospitalizada reconhece o direito das crianças de estarem com os pais ou tutores legais 24 horas por dia.

A hospitalização de uma criança é muito melhor quanto mais perto a mãe estiver de seu filho.

A mãe se transforma na melhor cuidadora do próprio filho doente, e também uma excelente e insubstituível colaboradora da equipe hospitalar. A internação de um filho é uma situação difícil para qualquer família, mas para a mãe é ainda mais difícil, se é que isso é possível.

Além disso, se o seu filho ainda é pequeno e se alimentar por meio da amamentação idealmente você deve continuar a oferecer o alimento do seu pequeno no hospital. Para muitas mães, é um alívio saber que poderão continuar amamentando seu bebê, apesar da hospitalização.

O leite materno continua a ser o melhor alimento que o seu filho pode ingerir e é certo que nessa situação o ajuda em sua recuperação.

Mamãe, algumas dicas que você não pode esquecer:

  • O sono. Não se esqueça de dormir uma quantidade razoável de horas. O ideal seria que você pudesse ir para casa descansar melhor, mas se não puder, tente dormir um pouco enquanto seu filho estiver dormindo.
  • Coma bem. Todos sabemos que a comida do hospital não é das melhores. Contudo, talvez alguém possa trazer um sanduíche ou alguma coisa quente.
  • O banho. Com certeza, você espairece e se sente bem melhor.
  • Suporte emocional. Seu parceiro, sua família e até os amigos têm um papel fundamental. Muitas vezes é necessário chorar e desabafar, então faça isso.
  • Livros e revistas. Talvez a TV acabe irritando e seja uma boa hora para ler aquele livro que você queria, o que mantém sua mente ocupada.
  • Celular e carregador. É importante estar sempre acessível.
  • A família. Eles podem fazer visitas, mas é você quem decide quando. A família tem que ser uma válvula de escape, não mais um fardo nesse momento.
  • Ter informações. Fazer perguntas aos médicos e às enfermeiras para saber o que você está enfrentando é muito importante porque traz paz de espírito e segurança.

Não podemos deixar de mencionar o apoio emocional dos funcionários da saúde com os pais de crianças hospitalizadas. Médicos e enfermeiras devem transmitir confiança e apoio, criar um clima de confiança e reduzir o medo e a ansiedade.

Pode interessar a você...
Do que um bebê precisa ao sair do hospital?
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Do que um bebê precisa ao sair do hospital?

Não perca os detalhes do que deve estar preparado para quando você sair do hospital com o seu bebê para voltar para casa. Isso será muito útil!