Como promover um bom relacionamento entre irmãos

Nossos irmãos são nossos primeiros amigos. Com eles, aprendemos a nos relacionar, e algumas disputas podem surgir no processo. Os pais serão responsáveis por ensinar os filhos a resolver seus conflitos.
Como promover um bom relacionamento entre irmãos

Última atualização: 20 Março, 2021

Os irmãos são a primeira interação com um igual na vida de uma criança. Com eles, elas aprendem a compartilhar e ser tolerantes. É comum que durante esse aprendizado ocorram conflito e disputas, porém, a atitude dos pais em relação a isso pode ajudar a desenvolver um bom relacionamento entre os irmãos.

Nossos irmãos são nossos primeiros amigos, confidentes e parceiros de vida. Com eles, experimentamos e moldamos nossos limites e nossa identidade social. Com eles, aprendemos a compartilhar nossos brinquedos, nossos espaços e até nossos pais.

Todos esses aprendizados não são uma tarefa fácil. Leva tempo para desenvolver habilidades de empatia, tolerância e cooperação. E são exatamente os nossos irmãos que são responsáveis por nos acompanhar nessa aventura. Portanto, não é surpreendente que surjam dificuldades no processo.

Bom relacionamento entre irmãos: é melhor prevenir

Se quisermos promover um bom relacionamento entre irmãos, a tarefa começa antes da chegada do segundo filho. É necessário preparar o primogênito para abandonar seu papel de filho único. Se não o ajudarmos na transição, podem surgir ciúme e rivalidade em relação ao novo bebê.

Irmãos sentados no chão com uma fruta na mão e se relacionando bem.

Para evitar essa situação, devemos envolver o irmão mais velho em todo o processo de acolhimento do novo membro da família. Temos que explicar o que vai acontecer e compartilhar com ele a ilusão de imaginar como será o novo irmãozinho e todas as coisas que eles serão capazes de fazer juntos.

Depois que o segundo filho nasce, temos que fazer um esforço para integrar o mais velho na nova dinâmica familiar. Podemos pedir para que ele ajude trazendo uma fralda, escolhendo roupas para o irmão mais novo ou cantando para ele dormir.

Dicas para promover um bom relacionamento entre irmãos

Ser um exemplo

Ao educar uma criança, nossas ações têm mais valor do que nossas palavras. Se quisermos que nossos filhos estabeleçam um bom relacionamento uns com os outros, devemos ser um modelo a seguir. Se tendemos a levantar nossa voz ou perder a postura, não podemos culpar nossos filhos quando eles fizerem isso também. Devemos tentar ser respeitosos e compreensivos com os outros.

A maneira como falamos e agimos com nossos próprios irmãos também é importante. Se os pequenos nos observarem interagindo com eles por amizade e carinho, vão internalizar esse modelo. Além disso, pode ser útil contar para eles algumas histórias da nossa infância nas quais compartilhamos cumplicidade e apoio com nossos irmãos.

Evitar comparações e distinções

Devemos aceitar e valorizar nossos filhos em sua singularidade. Toda criança tem o direito de desenvolver sua própria personalidade e ser amada por quem é. Portanto, não é aconselhável fazer comparações entre irmãos.

É desagradável e desanimador sentir que seus pais não valorizam você por quem você é, e sim em comparação com seu irmão. Tente, portanto, exaltar as virtudes particulares de cada um de seus filhos de forma independente.

Por outro lado, é importante não fazer distinções quanto ao tempo e atenção que dedicamos a cada criança. É verdade que algumas crianças são mais exigentes do que outras e que, em certos momentos da vida, uma delas precisará mais de nós do que os irmãos.

Irmãos com um bom relacionamento se abraçando.

No entanto, é importante fazer um esforço para não esquecer que o filho independente, aquele que não causa problemas, também precisa da nossa atenção e do nosso tempo, e devemos agir com ele da mesma forma que com o resto.

Mediar sem impor

Diante de um conflito entre nossos filhos, é fácil cair no papel de juiz e impor a solução para seu dilema. No entanto, é muito mais útil para eles orientá-los para descobrirem sozinhos. É importante que os ensinemos a dialogar, a respeitar a vez de falar e de ouvir o outro. Negociar, cooperar e chegar a acordos.

Compartilhar experiências

A melhor forma de estabelecer um vínculo afetivo entre irmãos é vivenciando experiências. Tente encontrar momentos e atividades que seus filhos possam compartilhar. Jogue jogos de tabuleiro em família, incentive-os a fazer as tarefas domésticas ou escolares juntos para que sejam momentos mais agradáveis para eles.

Se as crianças estiverem de acordo, dividir o quarto é uma boa forma de viver momentos de cumplicidade e confiança que sem dúvida fortalecerão os laços fraternos.

Pode interessar a você...
Como os irmãos influenciam o grau de socialização das crianças?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Como os irmãos influenciam o grau de socialização das crianças?

Com irmãos ou não, o grau de socialização de uma criança vai depender da educação que ela receba dos seus pais ou da sua capacidade de se integrar ao grupo.