Como se preparar para uma reunião com o professor do seu filho

· 22 de fevereiro de 2018
Os pais costumam ficar aflitos quando são convocados pelos docentes para conversar sobre o rendimento ou comportamento do filho. Fique tranquila: você pode tirar muitas coisas positivas dessas reuniões.

Ser chamado para uma reunião com o professor do seu filho pode causar nervosismo ou sentimento de incerteza. No entanto, é importante que você saiba que ambos compartilham o mesmo objetivo. A missão do professor não é julgar ou criticar você, pelo contrário.

Se existe alguma situação que é angustiante para os pais, é serem chamados para uma reunião na escola. Quando isso acontece, a primeira coisa que nos perguntamos é o que fizemos de errado para que nosso filho tenha tirado notas baixas ou, pior, que tenha se comportado mal.

No entanto, isso não deveria ser assim. A missão do professor ou tutor é colaborar com o desenvolvimento da criança. No seu caso, sendo firme no processo de aprendizagem. O fato de ser chamado para uma conversa nem sempre está ligado a coisas negativas, pode ser o contrário.

Quando tudo vai bem com a criança na escola, é o momento ideal para estimulá-la a se jogar em novos desafios ou potencializar suas habilidades. Assim, não tenha medo e não imagine o pior.

Por que as reuniões com os professores são importantes

É indiscutível que a função da escola é ensinar, já que a educação propriamente dita começa em casa. No entanto, existe um ponto em que essas duas instituições necessariamente se conectam.

Em algum momento da aprendizagem será extremamente positivo que os maiores responsáveis pela formação moral e intelectual da criança se tornem aliados na coordenação dos esforços e na comparação dos resultados. Cada um deles analisará a criança em contextos distintos. Isso vai possibilitar observar sua adaptação e sua resposta em diferentes ambientes.

“O fato de ser chamado para uma conversa nem sempre está ligado a coisas negativas, pode acontecer o oposto”

Desse modo, será possível detectar a tempo possíveis indícios de problemas de aprendizagem, problemas comportamentais, sintomas que indiquem probabilidade futura de fracasso ou evasão escolar ou muitos outros problemas.

Por isso, quanto mais gente ficar de olho na criança a fim de orientá-la nesse processo, melhores serão os resultados obtidos.

Temas mais frequentes nas reuniões com o professor

Em geral, esse tipo de reunião trata das seguintes temáticas:

  • Comportamento da criança.
  • Notas: podem ser baixas ou, ao contrário, destacar-se.
  • Comportamento diferente do habitual, considerando a personalidade ou a idade da criança.
  • Relação com os colegas de turma.
  • Ambiente familiar: nesse caso, podem ser analisados o tempo que se dedica aos deveres de casa e ao estudo em casa, e detalhar práticas para favorecer a realização de atividades extracurriculares.
  • Atitude e motivação que demonstra na hora da aula e o respeito com os colegas e as autoridades escolares.
reunião com professor

Conselhos para uma reunião com o professor do seu filho

Embora não seja recomendável se preocupar por antecipação sem saber o que está acontecendo, também não é bom “ir para ver o que está acontecendo”. Você pode discutir previamente com seu cônjuge qual pode ter sido o problema apresentado, em qual tema você precisa de apoio de um profissional ou de que modo ajudar a estimular determinadas capacidades no seu filho.

Além disso, é fundamental que você abandone desde o começo a atitude defensiva. Lembre-se de que a finalidade da reunião com o professor não é acusar você de ser uma mãe ruim ou de não se dedicar ao seu filho. Nesse sentido, se surgir alguma recomendação sobre uma possível correção na sua relação com a criança leve em consideração que o objetivo é melhorar o processo de aprendizagem dele.

E, se você tiver uma ideia do que possa estar acontecendo, seria aconselhável que você falasse (por telefone ou por e-mail) com o professor antes da reunião para que possa juntar a informação necessária. Dessa forma, você também poderá oferecer soluções ponderadas e personalizadas.

Algumas perguntas aconselháveis

Como mencionamos anteriormente, você pode levar algumas anotações com os temas que gostaria de receber uma orientação do professor. Vamos apresentar três perguntas comuns que costumam surgir em uma reunião com o professor do seu filho:

1. Você acha que a criança reflete a transmissão de valores que procuramos ensinar em casa?

2. Quais comportamentos, atitudes ou capacidades você sugere que eu melhore ou reforce?

3. O rendimento do meu filho está dentro do esperado ou é necessário ajudá-lo?

Por sua vez, o professor pode ter preparado sugestões de como encarar o processo de formação do seu filho que vão ser de grande utilidade.

mãe e filho tendo reunião comprofessor

De quanto em quanto tempo devem ser feitas essas reuniões?

O intervalo de tempo entre uma reunião com o professor do seu filho será determinado por muitos fatores. Alguns deles podem ser o tipo de instituição educacional em que seu filho está matriculado, o modelo de ensino que propõem os diretores, a personalidade e o compromisso do professor e, não menos importante, o rendimento e o comportamento da criança.

Em geral, acontecem duas reuniões: uma no começo do ano letivo, que pode servir para traçar prioridades e objetivos, e outra no final, para avaliar os resultados. Isso não impede que haja outras no decorrer do ano.

Em suma, podemos destacar que dessa interação apenas sairá um beneficiário principal, que será a criança. A aliança entre pais e professores é essencial para que tudo seja mais simples na jornada da educação.