Como viver feliz o período da amamentação?

· 20 de outubro de 2018
Se você tiver dúvidas para tirar sobre o processo de amamentação, não hesite em levá-las para quem puder ajudar. No entanto, trata-se de uma etapa natural e preciosa: vamos dar a você recomendações para vivê-la com plenitude.

Dentre todas as fases que compõem a maternidade, o período da amamentação é um das mais especiais.

Nele, são criados laços inigualáveis entre a mãe e seu bebê. Além disso, ser fonte de alimento é uma responsabilidade e uma honra para ela.

Em meio a tantas emoções e tarefas, é preciso deixar espaço para viver feliz o período da amamentação.

A amamentação é tão importante que, na verdade, começa quando o bebê tem minutos de vida.

Isso tem duas funções: primeiramente, proporcionar ao bebê uma conexão imediata com sua mãe e testar seus reflexos para sugar; em segundo lugar, também é importante que absorva e digira os nutrientes essenciais que o colostro contém.

Especialmente para as mães de primeira viagem, nessa fase podem surgir determinadas dúvidas.

Para que você possa viver com felicidade o período de amamentação, do jeitinho que você e seu bebê merecem, nós trazemos algumas recomendações importantes para você.

Conselhos para viver com felicidade o período da amamentação

1. Não hesite, nem sinta vergonha

A amamentação é um processo totalmente natural e inato.

Pense nos animais, que são mamíferos como nós. Eles não têm a capacidade raciocinar, mas ainda assim são perfeitamente capazes de alimentar seus bebês.

Você também não deve se deixar atemorizar por aqueles que defendem que isso não deve ser feito em público ou que você deve “se esconder” para amamentar.

Não há maior mentira que essa. Sempre se sinta no direito de amamentar seu bebê quando ele precisar.

período da amamentação

2. Encontre a postura correta

Durante o período da amamentação, é natural que a princípio você não se sinta confortável com a posição clássica para amamentar o seu bebê.

Na verdade, existem muitas opções. A escolha vai se basear exclusivamente no seu conforto e no do seu bebê.

Uma má postura pode causar pouca produção de leite e irritação do mamilo, devido à má força de sucção que o bebê vai exercer ao não conseguir mamar de maneira confortável.

No entanto, também não constitui um fator com o qual você terá que se preocupar demais. Com tempo, você vai observar qual das muitas posições é melhor para você e seu bebê.

“A amamentação é tão importante que, na verdade, se inicia quando o bebê tem minutos de vida. No entanto, você pode ter dúvidas, principalmente as mães de primeira viagem “

3. O que devo comer?

O bebê recebe os nutrientes que a mãe tem em seu corpo através do leite materno. Evidentemente, eles são obtidos da alimentação.

Como consequência, é recomendável deixar de lado os hábitos não-saudáveis – ou seja, continuar como na gravidez – e seguir uma dieta completa e variada.

De acordo com os especialistas, os nutrientes essenciais no período da amamentação são o cálcio, o ferro, os carboidratos, as proteínas e as gorduras saudáveis.

Além disso, não se esqueça de se manter hidratada constantemente.

4. Já é hora de parar?

Algumas mães se incomodam quando a amamentação se estende demais.

As preocupações se devem, por um lado, ao medo de não estar produzindo leite suficiente para saciar as necessidades do bebê; e por outro, causar algum mal ao bebê por não abandonar a tempo.

Quanto ao primeiro medo, é importante que, a partir dos seis meses, você comece a oferecer outros alimentos para variar a alimentação do pequeno.

Em relação à produção de leite, não há porque haver algum problema: o mecanismo de regulação do organismo vai se encarregar disso.

Quanto ao segundo medo, a amamentação prolongada não apresenta nenhum risco.

Ela pode se estender até os cinco, seis e até sete anos de idade, se ambos desejarem.

No entanto, costuma haver muita pressão social em relação a isso. E mais uma vez destacamos: aqueles que decidem são você e seu filho.

As críticas, na verdade, se devem à falta de informação da sociedade.

período da amamentação

5. O que pode dar errado?

Assim como todo o processo novo que enfrentamos, sentimos medo de que algo possa nos causar problemas.

A maioria das mães consegue amamentar de maneira bem-sucedida, mesmo as de primeira viagem.

É claro que pode haver problemas. Os mais comuns são inflamação ou dor nos mamilos e uma doença chamada mastite.

No entanto, nenhum deles é grave. Você vai ser capaz de superá-los perfeitamente tomando determinados cuidados e, claro, com a ajuda de seu médico de confiança.

Por fim, lembre-se de que você não está enfrentando esse processo sozinha. Seu cônjuge, sua família e seus amigos estão aí para ajudar e aconselhar você.

Guardar para si os medos é a última coisa que você deve fazer. Assim, exteriorizá-los é a melhor forma de ficar mais tranquila.