Complicações que surgem por engordar demais durante a gravidez

18 de fevereiro de 2019
O ganho de peso durante a gravidez depende de diversos fatores: a genética, o peso do bebê e, certamente, a dieta. No artigo a seguir, vamos te contar sobre algumas complicações que surgem por engordar demais durante a gravidez.

Durante os nove meses de gravidez, as mulheres geralmente adicionam alguns quilos à sua silhueta. Entretanto, o ganho de peso deve ser controlado regularmente, pois as complicações causadas por engordar demais durante a gravidez devem ser levadas em consideração.

Certamente, é necessário ser consciente quanto à qualidade e à quantidade de alimentos que as mulheres grávidas consomem. É normal que em certos momentos da gravidez o apetite aumente.

De fato, a gravidez provoca um aumento de peso em todas as mulheres. Isso, por sua vez, é muito bom, pois há necessidades maiores à medida que a gravidez avança. Nesse sentido, é aconselhável não exceder um aumento de 12-13 quilos por causa da gravidez.

A importância de não exceder esse limite está no fato de que o excesso de peso diminui as chances de ter um filho e aumenta o risco de complicações durante a gravidez. Nesses casos, a nutrição adequada e a atividade física moderada e regular devem ajudar a permanecer dentro dos limites recomendados.

Fazer um pouco de exercício permite que você permaneça dentro desse marco. E é principalmente na última parte da gravidez que se percebe a diferença entre uma mulher ativa e uma mulher sedentária.

Engordar demais durante a gravidez

O ganho de peso durante a gravidez deve ser regular e gradual. Em teoria, as mulheres não devem ganhar peso durante o primeiro trimestre.

A partir do segundo trimestre, entretanto, elas costumam aumentar 1 quilo por mês. Nos últimos três meses, é normal ganhar 2 quilos por mês.

O peso ideal que uma mulher deve adicionar ao seu corpo durante a gravidez é de 9 a 12 quilos. No entanto, vários fatores são levados em conta para um ganho de peso harmonioso.

 Complicações que surgem por engordar demais durante a gravidez

As mulheres que ganham mais peso geralmente são mulheres magras, que podem aumentar até 20 quilos. Pode parecer um pouco assustador, mas durante o parto as mulheres perdem cerca de 7 quilos, em média, devido ao peso da placenta e do bebê. Da mesma forma, a amamentação também ajuda a recuperar um peso saudável.

No entanto, algumas mulheres não ganham muito peso durante os nove meses de gravidez devido a alguns problemas. Durante o primeiro trimestre, as futuras mamães podem experimentar episódios de náusea e até mesmo vômitos severos, o que impede o ganho de peso.

Além disso, o refluxo gastroesofágico é comum no último trimestre. Nesse caso, o aumento dos ácidos reduz o apetite da gestante.

Finalmente, deve-se levar em conta que qualquer problema de sobrepeso durante a gestação deve ser discutido com os profissionais da saúde antes, durante e após o parto. Eles vão fornecer as respostas para as perguntas e vão encontrar soluções para limitar os riscos que possam surgir.

“Uma nutrição adequada e a atividade física moderada e regular devem ajudar a permanecer dentro dos limites de peso recomendados”

Complicações por engordar demais durante a gravidez

Na gravidez, a obesidade pode ter consequências negativas tanto para a mãe quanto para o feto. No primeiro caso, os riscos incluem o desenvolvimento de diabetes gestacional ou pré-eclâmpsia.

Por sua vez, os riscos fetais correspondem principalmente a anomalias congênitas, parto prematuro ou mortalidade fetal ao nascer.

Em resumo, é possível destacar as seguintes complicações da gravidez relacionadas ao sobrepeso:

  • O risco de mortalidade perinatal é multiplicado por dois.
  • As mães com excesso de peso podem ter filhos com um peso elevado ao nascer; isto é, mais de 4 quilos.
  • A futura mãe tem uma maior probabilidade de dar à luz por cesariana do que por meios naturais.
  • Certamente o risco de diabetes aumenta para as mães com excesso de peso e seus descendentes.
  • Há um risco aumentado de pré-eclâmpsia, devido à elevação anormal da pressão arterial, que pode levar à morte no útero.
  • Maior probabilidade de a mãe desenvolver doenças cardiovasculares e hipertensão.
  • A criança corre o risco de desenvolver obesidade e doenças cardíacas.
a obesidade pode ter consequências negativas

Por tudo isso, é importante que a gestante com excesso de peso tenha uma dieta saudável e faça atividade física de forma regular, mesmo durante esse período. Caminhar e nadar são, entre outras coisas, exercícios recomendados para evitar engordar demais durante a gravidez.

Além disso, a atividade não deve ser intensa e deve ser adaptada a esse contexto específico. Quanto às mudanças na dieta, recomenda-se consultar um nutricionista ou outros profissionais da saúde, por exemplo.

Para concluir, lembre-se de que, ainda que você esteja grávida, não é necessário comer demais nem comer por dois. Nesse sentido, opte por regras alimentares simples: cozinhar a vapor, eliminar bebidas açucaradas e deixar de lado a gordura animal, por exemplo.

Assim, com essas medidas simples ,certamente o bebê vai conseguir o que precisa para continuar crescendo.

  • Moreira, M., Pinto da Costa, F., Ferreira, R., & Ferreira da Silva, M. (2015). A importância do peso na gravidez: antes, durante e depois. Revista Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo. https://doi.org/10.1016/j.rpedm.2014.11.003