Comunique-se com o seu filho adolescente com cinco palavras mágicas

16 Outubro, 2020
Existem cinco palavras mágicas que você pode usar para melhorar a comunicação com o seu filho adolescente.

Comunicar-se com o seu filho adolescente pode ser  um pouco complicado. Ao falar com ele, perguntar o que ele planeja fazer em vez de dizer o que você acha que ele deve fazer ajudará a abrir um mundo totalmente novo de comunicação e respeito. Comunicar-se com os adolescentes pode ser difícil, mas essas cinco palavras mágicas – “O que você quer fazer?” – podem abrir muitas portas.

Comunique-se com o seu filho adolescente com cinco palavras mágicas: “O que você quer fazer?”

Essas palavras juntas podem consertar a relação para sempre. Os adolescentes têm idade suficiente para saber o que devem fazer e precisam da sua ajuda para descobrir como lidar com as situações. Mas eles também querem estar no controle e desejam poder escolher entre as diferentes alternativas.

As cinco palavras mágicas – “O que você quer fazer?” – transmitem respeito, pois com elas você passa a responsabilidade para o seu filho, ajudando-o a desenvolver boas habilidades de planejamento. Estas são cinco palavras muito poderosas, muito mais do que você pode imaginar. Quando você começar a usá-las, tudo mudará entre vocês, para melhor.

Talvez a princípio você possa ficar relutante, pensando que o seu filho é desorganizado e que você sempre precisa lembrá-lo das responsabilidades. No entanto, é uma boa ideia que ele aprenda com os próprios erros.

Comunique-se com o seu filho adolescente com três palavras mágicas

Os adolescentes geralmente querem fazer as coisas quando têm vontade, e não quando você quer que eles façam. Não é preciso discutir. Eles simplesmente devem saber que há prazos que devem ser cumpridos e que, se não forem, haverá consequências.

Além de usar as cinco palavras mágicas, é uma boa ideia manter outras estratégias de comunicação. Dessa forma, você poderá garantir que a relação com os seus filhos seja fluida e, assim, poderá transmitir suas mensagens com mais eficácia.

Mantenha uma conversa aberta juntamente com as cinco palavras mágicas

Se você colocar o seu filho na defensiva, ele vai esconder a verdade ou mentir porque não quer te decepcionar, mas ele também vai querer fazer o que ele acha que é melhor em cada circunstância. É importante manter o respeito mútuo para que as linhas de comunicação permaneçam abertas o tempo todo. Se você quiser manter a calma em uma conversa, siga estas dicas:

Primeiramente a empatia, depois as consequências

Olhar para a situação a partir do ponto de vista do seu filho vai te ajudar a orientá-lo para que ele tome decisões melhores no futuro. Na próxima vez que o seu filho chegar em casa com uma nota inaceitável, tente dizer algo como, por exemplo: “Me dá um abraço”, “Posso fazer alguma coisa pra te ajudar?”; “O que podemos fazer juntos para melhorar os resultados?”

Permita-se uma pausa para se comunicar com o seu filho adolescente

Você não precisa responder imediatamente quando estiver irritada ou chateada. Permita-se um tempo para se acalmar. No calor do momento, é bom dizer: “Você não pôs a mesa, mas sabia que essa era sua responsabilidade. Vamos cuidar disso depois que eu tiver um tempo para me acalmar”.

Não grite e use as cinco palavras mágicas para se comunicar com o seu filho adolescente

Reaja primeiramente com empatia para depois apresentar a consequência. Em algumas circunstâncias de conflito, a resposta natural é se irritar, mas a raiva apenas expressa os seus sentimentos, deixando que se derramem como se fossem leite fervendo. Na verdade, a raiva não comunica nada. Você deve dar um passo para trás e olhar a partir do ponto de vista do seu filho. Diga as cinco palavras mágicas.

Comunique-se com o seu filho adolescente com três palavras mágicas

Não repreenda

A repreensão nasce do desejo de que o seu filho não cometa erros. No entanto, a infância e a adolescência têm a ver com aprender por meio das tentativas e dos erros. Deixar o quarto bagunçado, não estudar para uma prova e se esquecer de fazer as tarefas são erros que não colocam a vida dos filhos em risco e que eles podem cometer para, então, enfrentar as consequências.

O aborrecimento estressa vocês dois e não ensina o valor de levar mais a sério as próprias responsabilidades. Um lembrete é o suficiente. Se você sempre repreender os seus filhos sobre alguma coisa, eles vão esperar que você sempre continue a repreendê-los. Lembre-os das coisas apenas uma vez e, se não cumprirem, eles deverão enfrentar as consequências.

Não seja uma solucionadora de problemas

Seu trabalho como mãe (ou pai) é ensinar o seu filho a tomar boas decisões e a pensar de forma independenteVocê não precisa ter todas as respostas e também não precisa de boas respostas. Você só precisa iniciar uma conversa em terra firme. Por exemplo, você pode dizer algo como: “Me deixe pensar a respeito e então veremos o que podemos fazer juntos”. O mais importante é que os seus filhos usem a razão.

Quando você estiver prestes a ter um desentendimento com o seu filho adolescente, permita-se um tempo para decidir como você vai reagir antes de responder. Muitas vezes, a resposta é fundamental. Descubra como você gostaria de ser tratado e aja da mesma maneira. Além disso, use as cinco palavras mágicas: “O que você quer fazer” ou, também, “Como você quer fazer isso?”.