Conselhos para cuidar da sua pele durante a gravidez

· 1 de maio de 2017

Vamos imaginar que existe um Deus que nos dá de presente beleza e vida boa em troca de ingeri-lo. Se fosse assim, esse deus bondoso se chamaria água. Ela é sua maior aliada para cuidar da pele durante a gravidez.

Se você está grávida deve tomar de dois a três litros de água por dia, recomenda a Sociedade Espanhola de Nutrição Comunitária (SENC). A água é o melhor hidratante que existe, e além disso ajuda a evitar a prisão de ventre.

A água proporciona ainda mais benefícios. Ela é fundamental para aumentar o volume plasmático, manter a quantidade de líquido amniótico e proporcionar o correto desenvolvimento do feto.

O recomendado é consumir águas de baixa mineralização (baixo nível de sódio e com concentrações adequadas de cálcio, magnésio e flúor). Também são recomendados sucos naturais, leite ou bebidas isotônicas. É importante evitar as bebidas açucaradas e gasosas, acrescenta a SENC.

Nutra sua pele com cremes

Além de beber água em grandes quantidades, é benéfico hidratar a pele com frequência (duas ou três vezes ao dia) com um creme apropriado para a gravidez, realizando massagens que contribuam para uma melhor absorção.

Esses cremes também podem prevenir as celulites e as estrias.  É muito importante evitar a exposição solar direta. Além de utilizar filtros solares de alta potência desde o primeiro dia de gravidez. Dessa forma poderíamos conceituar os cremes e o protetor solar como semideuses.

Protetores solares com proteção total devem ser usados todos os dias, inclusive no inverno. Eles servem para evitar as alterações de pigmentação e evitar o fotoenvelhecimento, especialmente durante a gravidez, quando a pele fica mais sensível.

Você também deve evitar os sabões abrasivos e os produtos que irritam a pele, como os peelings e os dermoabrasivos.

Os alimentos contribuem para uma pele melhor. Assim, é recomendado aumentar o consumo das frutas e das verduras, e reduzir os carboidratos. Manter um peso adequado durante a gravidez, com um ganho progressivo sem mudanças muito bruscas também é ideal.

pele2

Conselhos para cuidar da sua pele

1. Manter uma alimentação adequada. Talvez seja uma das recomendações mais importantes, já que comer adequadamente previne o ganho excessivo de peso durante a gravidez. Assim, dessa forma o organismo não submete a pele a grandes estiramentos.

2. Uma dieta rica em frutas e verduras e beber muita água são hábitos que vão deixar a pele bem hidratada por dentro. Por outro lado, consumir proteína como a da carne, do peixe, ou do frango, de três a quatro vezes por semana, vai estimular a produção de novas fibras musculares. Evitando, assim, o aparecimento da flacidez pós-parto.

3. Também é recomendado usar cremes com efeito hidratante todos os dias. Preferivelmente os que previnem com produtos naturais as celulites e as estrias.

pele3

Problemas na pele durante a gravidez

As estrias afetam uma grande porcentagem das mulheres grávidas e são muito difíceis de eliminar. O doutor Hugo Vázquez, secretário geral da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereologia (AEDV) garante que a melhor maneira de lutar contra as estrias é trabalhar na prevenção.

São diversos os produtos e os componentes que tratam especificamente das estrias durante a gravidez. Mas, o doutor, apoiado em vários estudos e investigações científicas, indica o extrato de centelha asiática como o tratamento preventivo mais seguro e efetivo contra as estrias.

Outros especialistas classificam as estrias como o maior pesadelo de todas as mães. Elas costumam aparecer no terceiro trimestre de gravidez, como consequência do estiramento da pele motivado pelo aumento repentino de peso e volume.

Seu aparecimento também é influenciado pela maior concentração de relaxina. Um hormônio que proporciona maior elasticidade às articulações para facilitar a dilatação do canal do parto, mas que faz a pele perder muito da sua capacidade de sintetizar o colágeno.

Se as estrias estão rosas – ou seja, estão no estado inicial – ainda podem ser eliminadas. Se, ao contrário, estão brancas, significa que o tecido se rompeu. Nesses casos é possível somente atenuar a aparência.

As varizes

As varizes são frequentes, sobretudo no período final da gestação. Para preveni-las evite roupas apertadas e não fique parada em pé durante muito tempo. Descanse com as pernas elevadas. Algumas vezes é aconselhável utilizar meias elásticas.

Alguns especialistas sugerem que o aumento do volume e do fluxo da circulação sanguínea favorecem a formação de varizes nas pernas das mulheres grávidas.

Além das recomendações anteriores, é aconselhável evitar os saltos muito altos, não cruzar as pernas com frequência e tonificar as extremidades inferiores com duchas de água fria.

Pigmentação da pele: o melasma ou máscara da gravidez

Assim como define a AEDV, o melasma se caracteriza pelo “desenvolvimento de uma pigmentação manchada, ou o aparecimento lento de manchas e costuma desaparecer com o tempo”.

É bastante frequente em mulheres gestantes (aparece em 50% dos casos). Por isso essa alteração cutânea recebe também o nome de “máscara da gravidez”.

As manchas se formam até o segundo ou terceiro mês de gestação e aparecem geralmente na testa, nas bochechas e em cima do lábio superior. Aumentam progressivamente à medida que a gravidez avança. Mas, na maioria dos casos, elas desaparecem espontaneamente ao longo do ano seguinte do parto.

Outros problemas cutâneos na gestação

Pele seca: a perda de fluidos corporais pode provocar um maior ressecamento da pele durante a gravidez. Para manter a pele hidratada ao longo do dia, além de passar cremes hidratantes corporais e faciais recomendáveis para grávidas é preciso beber muita água e evitar as exposições frequentes ao sol.

Acne: as mulheres que já tinham acne antes de ficar grávidas podem apresentar um agravamento do problema durante a gestação, sobretudo, nos primeiros meses. Os especialistas aconselham, nesses casos, manter a pele sempre bem limpa e evitar o uso de cremes que contenham retinoides.

Celulite: a gravidez pode piorar a celulite em algumas mulheres. Para prevenir isso é recomendável ativar a circulação das pernas fazendo longas caminhadas, seguir uma dieta equilibrada e beber muita água para se manter hidratada.