Cozinhas de brinquedo e o seu apelo durante a infância

06 Março, 2020
Na infância, as atividades recreativas com brinquedos são essenciais para o desenvolvimento saudável das crianças. Além da diversão, também proporcionam bem-estar para os pequenos da casa em muitas áreas do seu desenvolvimento.

As cozinhas de brinquedo são um clássico dentre os brinquedos da infância há décadas. Mas vale a pena se perguntar: por quê? É pelo design colorido ou pelo brinquedo em si? Embora essa pareça uma questão muito simples, há muito a se pensar sobre esse assunto.

Sem dúvida, o formato desempenha um papel importante para atrair a atenção das crianças. O tamanho adaptado à altura delas, as cores vivas e os diferentes compartimentos (que, por sua vez, podem incluir surpresas ocultas) são extremamente atraentes para elas.

No entanto, o charme das cozinhas de brinquedo vai além do seu formato. Elas oferecem uma forma de brincar muito simples que pode ser resumida da seguinte forma: invente o seu próprio cenário.

Dessa forma, as crianças podem brincar de cozinhar em casa, ser um chef profissional ou o anfitrião de uma festa e assim por diante. Não há limites para imaginar situações e histórias.

A estrutura das cozinhas de brinquedo

As crianças não se importam com o preço da cozinha de brinquedo, mas sim com o quanto podem brincar com ela, tanto individualmente quanto em grupo. De fato, os pequenos sempre gostam de integrar os seus familiares à brincadeira.

Cozinhas de brinquedo e o seu apelo durante a infância

Geralmente, as cozinhas de brinquedos têm uma estrutura simplificada dos elementos básicos de uma cozinha real. Portanto, têm um fogão, um forno, espaços de armazenamento, uma pia e alguns acessórios legais, tais como: um relógio de cozinha, algum eletrodoméstico (como um micro-ondas ou uma geladeira, por exemplo), uma janela, um cesto de lixo, uma caixa registradora e assim por diante.

Sem dúvida, a estrutura das cozinhas de brinquedos pode variar. Dessa forma, é possível encontrar desde modelos de cozinhas mais tradicionais até modelos de carrinhos de comida ambulantes ou mini-supermercados.

Em algumas delas, é possível brincar em pé enquanto outras são projetadas para as crianças brincarem sentadas no chão ou em um banquinho (que pode ou não estar incluído entre os acessórios).

Vale destacar que, como são feitas de plástico e têm peças grandes, as crianças não correm risco de asfixia. No entanto, os acessórios podem ser de um tamanho menor e, por isso, é necessário sempre tomar cuidado. Sem dúvida, quanto menores as crianças, mais supervisão elas precisarão durante a brincadeira.

O segredo do seu apelo

O grande apelo das cozinhas de brinquedo para as crianças está no fato de que elas permitem imitar, de uma maneira ou de outra, as atividades feitas pelos adultos na vida real. Em outras palavras, elas convidam a desenvolver um jogo de representação e a matam a curiosidade sobre a vida adulta que as crianças veem ao seu redor.

As cozinhas de brinquedo permitem que as crianças explorem o mundo da cozinha e da alimentação de uma maneira segura e adequada à sua idade.

O que elas promovem?

Assim como muitos outros tipos de brinquedos, as cozinhas promovem principalmente a criatividade. No entanto, em um nível secundário, também promovem a atenção, a memória e, até mesmo, a resolução de problemas.

Por exemplo, a criança deve ser capaz de lembrar onde colocou um acessório ou outro para poder localizá-lo rapidamente quando ele for necessário para a brincadeira. Por outro lado, ela também deve descobrir para que serve cada peça (aqui a solução de problemas se torna evidente).  

Cozinhas de brinquedo e o seu apelo durante a infância

Outras vantagens

Além de convidar as crianças a dar asas à imaginação e promover a sua criatividade, as cozinhas de brinquedo também têm outras vantagens. Por exemplo, ao ensinar os pequenos a organizar os acessórios e o seu espaço para brincar, eles também aprendem a serem responsáveis ​​e a colaborarem com a organização da casa.

Como consequência, esse tipo de brinquedo permite estabelecer as primeiras noções básicas dos valores de cooperação necessários em casa e, posteriormente, em outras áreas.

Da mesma forma, ao se sentirem úteis e recompensadas ​​pela alegria dos seus pais ao verem os seus esforços, as crianças se sentirão motivadas a serem cada vez mais organizadas e prestativas.

Outra vantagem das cozinhas de brinquedo (e outros jogos inventados a partir delas) é que permitem que as crianças aprendam a seguir instruções e a executar ações de maneira consciente. Por exemplo, elas perceberão que, para preparar uma receita, é necessário seguir as instruções e que, antes de servir uma refeição, há várias etapas a serem seguidas.

Em resumo, brincar é uma forma de aprendizado que não deve ser ignorada. Além disso, ao assimilar por meio da brincadeira, as crianças se divertem muito, enquanto o trabalho dos pais é facilitado.