Cuidar da tireoide durante a gravidez

7 de maio de 2017

Cuidar da tireoide durante a gravidez é um dos conselhos que frequentemente costumamos escutar. Durante o processo de gestação acontecem muitas mudanças físicas e emocionais. Por isso, cuidando de nós mesmas protegemos também a vida do nosso bebê.

Desde o primeiro momento que ficamos sabendo que seremos mamães, o corpo e, especificamente, a glândula tireoide aumentam consideravelmente suas funções. Isso ocorre porque a tireoide é a única fonte de hormônios do bebê durante as primeiras semanas.

É muito provável que se não tomarmos as medidas corretivas necessárias frente a qualquer indício ou sintoma que percebemos de hipotireoidismo, nossa saúde e a formação do bebê podem ficar comprometidos e inclusive em perigo.

Conheça os sintomas de hipotireoidismo durante a gravidez

tireoide

  • O tom de voz muda, geralmente fica um pouco rouca.
  • Lentidão ao falar.
  • Queda de cabelo.
  • Você vai notar a pele mais seca e áspera.
  • Vai sentir as mãos dormentes.
  • Vai perceber certa confusão ao falar e ao pensar.
  • Palmas das mãos e/ou dos pés apresentam tons alaranjados.

Você está com alguns desses sintomas? Cuidado! Você pode estar entre os 5% das mulheres grávidas que sofrem de hipotireoidismo. Se perceber algum desses sintomas, é necessário consultar um médico imediatamente. Se você não sente nenhum deles, não se descuide e fique atenta a sua tireoide durante toda a gravidez.

Quais são os riscos quando não cuidamos da tireoide?

Você deve saber que se nosso corpo não fornecer hormônios suficientes ao bebê e a nós mesmas, poderá ser muito perigoso e poderemos correr alguns riscos. Tais como:

  • Aborto no primeiro trimestre de gravidez.
  • Possivelmente ter um parto prematuro.
  • Pré-eclâmpsia e hipertensão.
  • Dores musculares.
  • Anormalidades na placenta.
  • Hemorragia pós-parto.
  • Insuficiência cardíaca.

Em casos graves, o hipotireoidismo pode aparecer até 6 meses após o nascimento do nosso bebê.  Os efeitos e os riscos ao bebê são complicados e de extrema importância. Entre eles:

  • O peso do bebê será muito baixo, em comparação com a média.
  • Pode sofrer de hipotireoidismo congênito.
  • Danos cerebrais que podem acarretar um coeficiente intelectual mais baixo.
  • Sofrer de transtornos no desenvolvimento psicomotor.

Esses efeitos podem ser tratados a tempo, evitando assim o perigo durante a gravidez. É preciso estar conscientes de que o crescimento do nosso bebê implica muitas mudanças às quais precisamos ficar atentas e fazer um acompanhamento com um especialista. Esclarecer todas as dúvidas na primeira consulta é uma boa forma de começar.

Algumas recomendações para cuidar da sua tireoide

Se você perceber alguma mudança no seu organismo ou algum dos sintomas mencionados anteriormente, é possível que você esteja sofrendo de hipotireoidismo na gravidez. Mas se tratamos a tempo, pode resultar em uma condição completamente passageira.

Conseguimos isso somente com o diagnóstico de um especialista e seguindo algumas das seguintes recomendações:

  • Acompanhamento rigoroso, desde que suspeitarmos que alguma coisa esteja acontecendo.
  • Uma série de exames físicos que determinem o nível da doença.
  • Realizar um exame de tireoide a cada 6 ou 8 semanas.

Dessa maneira, você terá as respostas que precisa para saber se há necessidade de um tratamento adequado.

É muito importante tentar evitar um famoso sofrimento causado pela tireoide: “Estou engordando”, “Não consigo emagrecer!”.

Certamente você se preocupa com seu estado físico e percebe que está ganhando ou perdendo peso. Isso é normal quando estamos com hipotireoidismo e se deve à excessiva retenção de sal e água no nosso corpo.

Mesmo quando estamos seguindo um tratamento e ingerindo os hormônios que deveriam ser produzidos pela tireoide, somente os exames médicos poderão determinar as causas, os efeitos e os próximos passos para tratar e, dessa forma, curar você definitivamente.

Curta sua gravidez! É uma fase muito bonita, mesmo com tantas mudanças.

tireoide

Pode acontecer de relacionarmos qualquer sintoma estranho àqueles que deveriam ser os primeiros sintomas da gravidez. Esse é um erro grave. Por isso devemos sempre ficar atentas a nossa saúde e sempre consultar um médico.

A leitura sobre temas relacionados à gravidez e, em especial, aos cuidados com a tireoide são primordiais devido ao aporte de conhecimentos que trazem. Além disso, podem nos estimular a cuidar de nós mesmas com mais consciência.

Então, sua primeira opção sempre deve ser buscar cuidados médicos e também cuidar do próprio corpo. Dessa forma nossa saúde terá mais importância para, assim, oferecermos aos nossos filhos um corpo saudável, no qual poderão crescer e se formar.