Como cuidar do cordão umbilical do bebê após o parto?

· 7 de março de 2019
Há muitos pais que enfrentam a grande incerteza de não saber como cuidar do cordão umbilical do bebê após o nascimento. Para eles, essas indicações podem ser muito úteis.

Após nascer, nosso filho não precisa mais daquela conexão que o manteve vivo durante os nove meses de gravidez. No entanto, ainda conserva uma pequena porção dela por mais alguns dias. Por isso, neste artigo, vamos te contar como cuidar do cordão umbilical do bebê após o parto.

Cuidar do cordão umbilical do bebê após o parto

Enquanto o bebê está no útero, o cordão permite a entrada de microrganismos e nutrientes através dos vasos sanguíneos que contém.

Após o momento em que o menino ou menina nasce, a equipe da maternidade ou o obstetra se encarregam de cortar o cordão umbilical que une o bebê à sua mãe.

O pequeno pedaço que permanece é ‘fechado’ com uma pinça e não deve ser removido, pois cai sozinho dentro de 8 a 15 dias. Quando isso acontece, falta esperar no máximo uma semana para que esteja completamente cicatrizado.

Muitas mães se perguntam como cuidar do cordão umbilical após o parto, mas a verdade é que não há uma resposta única.

Há quem diga que o cuidado deve ser feito com álcool, enquanto outras pessoas falam em passar um antisséptico. Por outro lado, há quem afirme que ele deve ser deixado como está e que vai cicatrizar sem a nossa intervenção.

É aconselhável usar produtos como os antissépticos?

Já que as bactérias podem se proliferar no cordão,  há várias décadas os médicos recomendam o uso de antissépticos para prevenir infecções.

No entanto, um grupo não pequeno de profissionais indica que é melhor manter a área limpa e seca porque o uso de qualquer elemento adicional atrasa o tempo que o cordão leva para cair. Portanto, isso não seria justificado.

 É aconselhável usar produtos como os antissépticos

Então, o que devemos fazer? Uma opção viável é desinfetar, mas sem abusar dos produtos. Os mais recomendados são o álcool 70% e a clorexidina, um líquido antisséptico transparente que previne infecções.

Naturalmente, até que o cordão caia, o umbigo deve ficar bem protegido, seco e coberto. Durante esses primeiros dias, não é necessário dar banho no bebê completamente. Só é preciso passar uma toalha úmida pelo restante do corpo, sem molhar a barriga.

Cuidar do cordão umbilical do bebê após o parto: passo a passo

Um bom momento para cuidar do cordão do bebê é quando você troca a fralda. Escolha uma das muitas vezes nas quais o bebê precisa ser trocado diariamente (por exemplo, de manhã e à noite) para higienizar o cordão.

Para executar essa tarefa, você deve ter disponível gaze estéril, ataduras ou faixas elásticas, álcool 70% ou clorexidina. Iodo ou similares não são recomendados, principalmente porque mancham e não nos permitem ver a evolução do ferimento.

Lave muito bem as mãos com água e sabão neutro antes de manusear a gaze que envolve o pedaço de cordão e a pinça. Se estiver grudado, não o puxe. É melhor umedecê-lo um pouco com a solução antisséptica escolhida.

Instruções

Primeiramente, pegue uma gaze e umedeça com o antisséptico. Limpe toda a área do umbigo e arredores com toques muito suaves. Então, seque muito bem com outras gazes. É fundamental que você não use algodão, pois pode soltar fiapos e causar infecções ou atrasos no processo de cicatrização.

Até que o cordão caia, o umbigo deve ser mantido bem protegido, seco e coberto.

Cuidar do cordão umbilical do bebê após o parto

Em seguida, pegue uma gaze embebida em álcool, enrole-a ao redor do cordão e coloque uma atadura de rede ou de malha. Depois de limpar bem os genitais do bebê, coloque a fralda, deixando o cordão umbilical do lado de fora para respirar.

Se for verão ou se estiver fazendo calor, você pode deixar da barriga um pouco exposta para, dessa forma, acelerar a cicatrização.

Finalmente, coloque roupas de algodão para cobrir a área e tente fazer com que não ocorra nenhum tipo de atrito quando o bebê dormir ou ao se alimentar. Repita esse procedimento de duas a quatro vezes por dia.

Seguindo essas instruções, você não deve ter problemas. No entanto, é necessário consultar o pediatra caso o umbigo sangre de forma abundante, exale um mau cheiro ou não tiver caído após três semanas do nascimento. Além disso, se a base supurar ou caso você note um pequeno caroço mole, também é recomendável procurar o médico.

  • Malheiros G.C., A. A. M. O. W. (2016). Características morfológicas do cordão umbilical. Revista Científica Da FMC. https://doi.org/10.1068/a3324
  • Imdad, A., Bautista, R. M. M., Senen, K. A. A., Uy, M. E. V., Mantaring, J. B., & Bhutta, Z. A. (2013). Umbilical cord antiseptics for preventing sepsis and death among newborns. Cochrane Database of Systematic Reviews. https://doi.org/10.1002/14651858.CD008635.pub2