Esterilização de mamadeiras

16 de janeiro de 2019
O uso de mamadeiras é muito difundido em nossa sociedade, seja porque as mães não podem oferecer a amamentação ao bebê ou porque preferem assim. Com o uso de chupetas e mamadeiras, vem a importante questão da higiene, porém existem algumas diretrizes que devem ser seguidas.

Com a alegria da chegada ao mundo do bebê, também chegam responsabilidades e precauções. Um dos aspectos mais importantes é a alimentação, que também engloba a esterilização de mamadeiras e chupetas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) enfatiza a importância do aleitamento materno nos primeiros meses de vida. No entanto, algumas mães preferem não amamentar ou não podem fazê-lo por fatores fisiológicos. Neste ponto, o leite em pó para bebês começa a ser usado, o que envolve o uso de mamadeiras.

Esterilizar as mamadeiras, isso é mesmo necessário?

A resposta é sim, é necessário esterilizar as mamadeiras. Os bebês, quando nascem, não possuem um sistema imunológico totalmente desenvolvido. Isso significa que não possuem as defesas necessárias para prevenir infecções, vômitos ou diarreia. É por isso que a esterilização de mamadeiras é muito importante.

Há muitas maneiras de esterilizar mamadeiras e chupetas que são usadas pelos bebês. Todas são eficazes e variam de acordo com a necessidade e a possibilidade de cada pessoa.

Antes de manusear esses itens, é extremamente importante lavar as mãos com sabão e água. Dessa forma, a transmissão de germes será evitada.

Formas e tipos de esterilização de mamadeiras

Aqui estão os métodos mais comuns para esterilizar esses instrumentos:

1. Esterilização de mamadeiras com água fervente

Esse é um dos processos mais econômicos e sempre disponível para qualquer pessoa. Você deve ferver a água em um recipiente e lá introduzir as mamadeiras, chupetas e outros utensílios que o bebê leva à boca. Porém, apesar de ser o método mais econômico, não é o mais rápido.

Com esses sistemas tradicionais, os elementos devem permanecer na água fervente por cerca de 20 minutos. Uma vez que as mamadeiras são esterilizadas, elas devem ser usadas imediatamente. Do contrário, o efeito de esterilização será perdido.

Esterilização dos objetos do bebê

2. Esterilização de mamadeiras com vapor

Há no mercado uma enorme variedade de esterilizadores de mamadeiras a vapor. Nós os encontraremos com diferentes capacidades, em geral de quatro a seis mamadeiras. Isso é muito útil, pois serve para desinfetar vários elementos ao mesmo tempo.

O esterilizador de mamadeiras elétrico é muito fácil de usar. Basta colocar as mamadeiras dentro do aparelho e clicar no botão iniciar. Uma vez terminada a esterilização, as mamadeiras podem ser armazenadas no mesmo recipiente em que o processo de esterilização foi realizado.

3. Esterilização de mamadeiras no micro-ondas

Esse tipo de aparelho também é prático e bastante popular entre as opções de esterilização de mamadeiras. Para usá-lo, é necessário lavar as mamadeiras, colocá-las no esterilizador, adicionar a água e, por fim, levá-las ao micro-ondas.

Esses produtos são leves e econômicos. Eles variam de acordo com sua capacidade, que pode ser de duas a seis mamadeiras. Além disso, servem para esterilizar chupetas e outros elementos do bebê. Eles têm um custo reduzido e para usá-los você só precisa de um micro-ondas.

“Antes de manusear as mamadeiras, é extremamente importante lavar as mãos com sabão e água. Dessa forma, a transmissão de germes é evitada”

4. Esterilização de mamadeiras por produtos químicos

Conhecido como esterilizadores a frio, um comprimido é dissolvido em água fria e o processo de esterilização é realizado. A grande desvantagem desse método é que demora muito tempo. O processo leva entre 30 e 60 minutos.

No entanto, é fácil de usar e altamente recomendado para famílias que costumam viajarNão necessita de corrente elétrica e não apresenta riscos, pois o processo é realizado com água fria.

5. Mamadeiras auto-esterilizantes

Esse tipo de produto é muito prático quando você não tem os aparelhos usuais de esterilização disponíveis. Isso porque oferece a opção de esterilizar a mamadeira sem a necessidade do recipiente de esterilização. Você coloca água, depois coloca no micro-ondas e a mamadeira é esterilizada. Não é caro e serve para sair de apuros.

mamadeiras auto-esterelizantes

Dicas para limpar e preservar o esterilizador de mamadeiras

Uma dica para se ter em mente e conservar o esterilizador é garantir que não haja água no fundo. Antes de colocar as mamadeiras e chupetas a serem esterilizadas, elas devem estar bem secas, pois é na umidade que as bactérias se proliferam.

Depois de usar o aparelho, é importante aguardar que esfrie para remover os objetos. Também é essencial remover a água para manter o aparelho limpo e seco, bem como desconectá-lo após o uso.

Uma vez por semana, recomenda-se limpar as grades internas e a tampa do esterilizador. Da mesma forma, é útil passar um algodão com álcool do lado de fora do esterilizador. Não se esqueça da parte plástica do fio e do plugue.

Por fim, é aconselhável preparar uma mistura de água e vinagre branco mensalmente. O ideal é despejá-la no esterilizador e colocá-lo para funcionar. O vinagre funciona como um desinfetante, o que ajuda a limpar o esterilizador de maneira profunda.