Dicas para aliviar os sintomas da gravidez

· 29 de julho de 2018
São nove meses para que nosso corpo se adapte à mudança mais feliz e transcendental de nossas vidas. Porém, nem tudo é um mar de rosas e por isso te oferecemos as melhores dicas para aliviar os sintomas da gravidez.

Estar grávida é sem dúvida alguma uma enorme felicidade. Ainda que saibamos que seremos gratificadas com o maravilhoso dom da vida, a doce espera não é tão simples assim.

Durante essa fase, o corpo experimenta uma série de mudanças hormonais e físicas, que são o claro sinal de que um pequeno ser está crescendo dentro de nós.

Considerando isto, nunca é demais ter em conta algumas dicas que podem nos ajudar a aliviar os sintomas da gravidez.

Dicas naturais para aliviar os sintomas

aliviar os sintomas

A continuação, mencionaremos algumas das diferentes condições e suas possíveis soluções. O primeiro conselho é que o melhor é apelar para a medicina natural em vez de escolher um remédio logo de cara.

Um medicamento natural e que dá bons resultados é a infusão de gengibre. Com ele, poderemos dizer adeus às náuseas, aos vômitos e às tonturas.

Os vômitos e as tonturas são talvez uma das mais incômodas fases da gravidez. O primeiro que se deve fazer é aprender a identificar em que momento do dia as sentimos, já que isso é essencial para buscar uma solução.

Por exemplo, se as náuseas ocorrem nas primeiras horas do dia, uma boa opção é ingerir alimentos que contenham fibra logo depois de levantar. Uma bolacha de aveia ou passas é uma boa opção.

Uma recomendação pontual para diminuir a sensação das tonturas é nos afastarmos dos lugares fechados e quentes. E caso você já sinta tontura, o ideal será se deitar e colocar as pernas para cima, facilitando assim a circulação do sangue e de oxigênio por todo seu corpo.

No caso dos vômitos, isso requer um pouco mais de trabalho. O ideal será determinar quais alimentos provocam essa sensação ruim e eliminá-los do cardápio.

Um medicamento natural que dá bons resultados, sem dúvida nenhuma, é a infusão de gengibre, como já mencionamos. Entretanto, você deve conversar com seu médico antes de tomar.

Problemas de prisão de ventre

aliviar os sintomas

Esse é um problema que surge com muita frequência. A prisão de ventre  ocorre porque durante a gravidez, o processo digestivo é mais lento e o útero sofre um progressivo aumento. Esse aumento contrai vários órgãos, impedindo uma digestão normal.

Para solucionar esse inconveniente, o ideal é realizar um pouco de exercício. Caminhar de 25 a 35 minutos por dia é o mais saudável.

Da mesma forma, podemos consumir alimentos ricos em fibra tais como: ameixas, papaia, cereais e frutos secos. Eles estimularão os órgãos envolvidos na digestão e excreção.

Esse efeito causa a sensação de peso nas mulheres durante o processo da gestação. O pior é que quando se tem mais de 35 anos, as pernas e os pés inchados são propensos ao aparecimento de varizes.

Desconforto nos seios

Além do tamanho dos nossos seios, esse incômodo sempre costuma estar presente em toda mudança hormonal associada ao processo da lactação. O aumento da glândula mamaria é a causa dessa sensação. A tensão pode chegar a ser intolerável para muitas mulheres.

Não se desespere! Aplique bolsas de gelo, assim seus tendões relaxam e você poderá ficar um pouco mais tranquila. Também é preciso eliminar os sutiãs com armação, já que somente causarão mais dor.

Ainda que você não acredite, essa próxima dica talvez seja a melhor solução para todos os seus incômodos durante a gravidez. Consumir gorduras saturadas, bebidas gasosas, frituras, e carboidratos em excesso, somente piorará todos nossos sintomas. Uma dieta baseada em frutas, vegetais e verduras é fundamental para o desenvolvimento do bebê e para sua saúde.

O café e o chocolate devem ser consumidos com cuidado. Por outro lado, a ingestão de água em abundância é fundamental. O recomendável é beber de dois a três litros diariamente, podendo combinar com algumas infusões naturais.

Comer três vezes ao dia, alternando com alguns lanches, é uma solução para evitar a ansiedade. Concluindo, devemos estar conscientes de que estar grávida não é um processo fácil. Porém, é o caminho que nos prepara para a fase mais transcendental da vida de toda mulher: ser mãe.

Você terá que cultivar a paz mental e emocional, assim como levar a situação com tranquilidade. Talvez este seja o melhor conselho que possamos dar.