Dicas para lavar as roupas do bebê

· 11 de novembro de 2018
Devido à delicadeza da pele do bebê, suas roupas devem ser lavadas levando em conta certas precauções. Você conhece os passos fundamentais para realizar essa tarefa?

As dicas para lavar as roupas do bebê se resumem em três princípios: usar produtos para crianças, evitar amaciantes e lavar separadamente e delicadamente todas as peças.

Geralmente,  a aplicação dessas três passos pode garantir que os bebês não sofram qualquer irritação na pele devido ao contato com as propriedades químicas dos sabões.

No entanto, quais são as recomendações mais recentes dos dermatologistas?

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, sabões comuns podem ser usados para limpar as roupas dos bebês. Exceções devem ser feitas apenas para crianças que sofrem de alergias.

Em qualquer caso, e pensando em crianças alérgicas e não alérgicas, as dicas para lavar as roupas dos bebês que apresentamos a seguir podem ser muito úteis.

Dicas para lavar as roupas do bebê

Sobre o sabão

Como foi abordado anteriormente, uma das orientações para lavar as roupas do bebê é não usar produtos comuns. O ideal, portanto, é recorrer a produtos específicos para bebês.

Este conselho pode ser aplicado para roupas de recém-nascidos e até que o bebê complete cerca de seis meses de idade.

Também pode ser útil usar produtos ecológicos, nos quais quantidades menores de componentes químicos são usadas.

Se, por outro lado, você considerar que o sabão que você usa tem uma fórmula delicada e deseja testar seu uso nas roupas do seu filho, recomenda-se lavar uma única peça de roupa e observar após o uso como a pele da criança reage.

Sobre o amaciante

O mesmo princípio do sabão aplica-se ao uso do amaciante. Se você quiser usar, é aconselhável fazê-lo após os seis meses de idade da criança.

Além disso, é importante sempre testar em uma única peça para ver como a pele do bebê responde.

No entanto, o problema fundamental sobre o amaciante é que ele é aplicado após o último enxague.

Então, presume-se que grandes quantidades do produto são absorvidas pelas peças de vestuário.

Uma dica para sua aplicação: se você for usá-lo, é melhor enxaguar bem a roupa ao final da lavagem.

O objetivo, portanto, é que nenhum dos elementos químicos presentes entrem em contato com a pele da criança.

lavar as roupas do bebê

Como as roupas devem ser lavadas

No que diz respeito à maneira de lavar as roupas do bebê, você pode escolher entre a limpeza à mão ou usando a máquina de lavar.

Caso você queira lavar à mão, é necessário prestar atenção especial ao enxague final. Assim, garantimos que nenhum vestígio de sabão permaneça na peça de roupa.

As roupas recomendadas para serem lavadas à mão são aquelas feitas com tecidos delicados, rendas e bordados.

Devido às suas fibras delicadas, elas sofrem um desgaste maior se forem colocadas na máquina.

Se você decidir usar a máquina de lavar, deve programá-la para trabalhar no ciclo delicado e com a função de duplo enxágue.

É extremamente desaconselhável que você lave as roupas do seu bebê junto com as roupas dos adultos ou de outros membros da família por qualquer motivo.

“Sim, você pode usar sabão comum para lavar as roupas dos bebês. No entanto, exceções devem ser feitas apenas com crianças que apresentarem alergias “

Sobre a frequência de lavagem das roupas

Uma das dúvidas frequentes, além das já citadas acima, está ligada à frequência com que a roupa deve ser lavada.

Claro, sabemos que as crianças se sujam muitas vezes. Para evitar manchar suas roupas ou recorrer a produtos químicos tóxicos e abrasivos, o ideal é lavar e esfregar a mancha logo em seguida.

lavar as roupas do bebê

É preciso ter em mente também que as toalhas de banho, travesseiros e roupa de cama em geral devem ser lavados com relativa frequência.

Pelo menos a cada duas semanas, no caso da roupa de cama. E uma vez por semana ou a cada três usos no máximo, no caso da toalha de banho do bebê.

Seguir essas dicas para lavar as roupas do bebê pode prevenir possíveis alergias ou alterações na pele delicada das crianças.

Sem dúvida, nenhum cuidado é demais quando o objetivo é cuidar da saúde dos seus filhos!