Diferença entre avaliação formativa e somativa

Para avaliar o processo de ensino-aprendizagem, podem ser utilizadas as avaliações formativa e somativa. A seguir, explicamos como elas se diferenciam.
Diferença entre avaliação formativa e somativa

Última atualização: 25 janeiro, 2022

A avaliação é muito importante na educação, pois permite analisar, avaliar e refletir sobre os resultados alcançados ao longo do processo de ensino-aprendizagem. Hoje em dia, existem várias maneiras de avaliar. Neste artigo, vamos explicar a diferença entre avaliação formativa e somativa.

Ambos os tipos de avaliação são válidos e úteis. Mas no sistema educacional atual é conveniente apostar na formativa, pois ela se adapta às necessidades educacionais de todos os alunos.

Diferença entre avaliação formativa e somativa

Antes de entender em que consiste a avaliação formativa e a somativa, é preciso ter clareza sobre o conceito de avaliação educacional. Assim, segundo Mercedes Babío Galán e outros, esse conceito pode ser definido como:

“Um processo de análise estruturado e reflexivo, que nos permite compreender a natureza do objeto de estudo e fazer julgamentos de valor sobre ele, fornecendo informações para ajudar a melhorar e ajustar a ação educativa”.

-Mercedes Babío Galán-

Criança pensando nas diferenças entre avaliação formativa e somativa.

Avaliação formativa

A avaliação formativa é utilizada para obter informações sobre o nível de compreensão que cada um dos alunos atingiu ao longo do processo de ensino-aprendizagem.

Essas informações são utilizadas para analisar, enriquecer, planejar e melhorar as ações educativas, de forma a que a intervenção se ajuste às necessidades dos alunos para que todos possam atingir o nível máximo de desempenho nas diferentes áreas do conhecimento.

As consequências do uso da avaliação formativa na educação são:

  • O processo de ensino-aprendizagem é regulado, adaptando-se às características dos alunos.
  • Professores e alunos recebem feedback sobre o processo de ensino-aprendizagem.
  • Os professores aprimoram suas práticas docentes e pedagógicas.
  • Promove um acompanhamento personalizado de cada aluno.
  • Reconhece e presta atenção aos diferentes ritmos e formas de aprendizagem.
  • Cada aluno é ativamente envolvido para atingir certos objetivos. Ou seja, eles são responsáveis por seu próprio aprendizado.
  • Aumenta o desempenho acadêmico dos alunos.

Alguns exemplos de avaliação formativa são:

  • As rubricas de avaliação.
  • As escalas de observação.
  • Os testes ou provas que medem o nível inicial.
  • As listas de presença.
  • As questões principais.

Avaliação somativa

A avaliação somativa é aquela usada no ensino tradicional. Consiste em avaliar o nível de aproveitamento dos alunos em relação à aprendizagem adquirida e transformar essa avaliação em notas, que são atribuídas com base na comparação com a média do grupo. Trata-se de realizar uma avaliação final, sem levar em consideração todo o processo, para verificar os resultados obtidos no final de um bloco, uma etapa, uma aula, uma unidade didática, etc.

As consequências do uso da avaliação somativa na educação são:

  • É possível conhecer e certificar o nível de domínio e conhecimento dos alunos sobre um determinado conteúdo.
  • Os alunos conhecem suas conquistas ao final do processo de ensino-aprendizagem.
  • Os alunos estudam para a nota final, então eles tendem a se esforçar no último minuto.
    Criança assustada olhando para uma pilha de livros.
  • As necessidades educacionais específicas de cada aluno não podem ser identificadas.
  • Os professores não podem aprimorar suas ações educativas ao longo do processo, e sim precisam aguardar para aperfeiçoar sua intervenção no período letivo seguinte.

Alguns exemplos de avaliação somativa são:

  • A combinação de questões dissertativas e questões de múltipla escolha em um teste.
  • Avaliações orais, como exposições ou apresentações.
  • Provas parciais.
  • Provas finais.

Em conclusão

A título de conclusão, pode-se dizer que a avaliação formativa busca avaliar todo o processo de ensino-aprendizagem, enquanto a avaliação somativa busca avaliar um resultado final. Portanto, esta última se enquadra em um modelo de escola tradicional.

Mas atualmente existe uma nova concepção em relação à educação, por isso é mais aconselhável utilizar ferramentas ou instrumentos de avaliação formativa. Na verdade, esse tipo de avaliação é ideal para:

This might interest you...
Teste para avaliar a inteligência das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Teste para avaliar a inteligência das crianças

Para avaliar a inteligência das crianças, é necessário usar algum tipo de teste psicométrico. Mas também deve-se realizar uma observação exaustiva.