Disciplina positiva para crianças com necessidades educacionais especiais

A disciplina positiva é imprescindível em qualquer lar, independentemente de incluir crianças com necessidades educacionais especiais ou não.
Disciplina positiva para crianças com necessidades educacionais especiais

Última atualização: 10 Agosto, 2021

No momento em que você soube que seu filho ou filha teria necessidades educacionais especiais (NEE), de alguma forma ficou claro que a paternidade seria um desafio constante. E você não estava errada.

Talvez você ache que é melhor se concentrar na disciplina permissiva, já que seu filho tem certas limitações e, por isso, você deve ser um pouco mais tolerante com ele. Mas não, porque todas as crianças, com ou sem NEE, precisam de uma boa educação.

A disciplina positiva é a estratégia que ajudará você a fornecer ao seu filho as ferramentas necessárias para se desenvolver corretamente, sabendo que existem regras que ele deve cumprir apesar de suas limitações.

Independentemente de suas habilidades, todas as crianças podem aprender o que é um bom comportamento.

É claro que para estabelecer limites não é necessário punir ou demonizar situações estressantes. O que você deve sempre ter em mente é que seu filho é uma criança que precisa de disciplina e amor acima de todas as coisas. Por essa razão, os limites e as regras devem estar presentes.

Ferramentas de disciplina positiva para crianças com necessidades educacionais especiais

A seguir, vamos explicar algumas ferramentas de disciplina positiva para crianças com NEE, para que dessa forma você compreenda que é possível e necessário aplicá-las.

Criança isolada com um ursinho de pelúcia.

Crianças, com ou sem NEE, sem limites e sem disciplina crescerão e se tornarão dependentes, inseguras e com problemas de desenvolvimento.

É importante encontrar um bom equilíbrio entre os limites e a liberdade na criação dos filhos. Portanto, a disciplina positiva sempre será a melhor opção para que seus filhos se desenvolvam plenamente: capazes de pensar por si próprios, resolver problemas e ter uma boa atitude perante a vida.

Todas as crianças devem saber o que se espera delas, tanto em casa como na sociedade. Portanto, confira as seguintes ferramentas.

Consistência na disciplina positiva

É necessário ter consistência para aplicar a disciplina positiva na educação, sejam crianças com NEE ou não. Os pequenos respondem bem à estrutura, às rotinas, aos limites e à disciplina quando estão cientes desses aspectos.

Você tem que dar prioridade à consistência e estabelecer rotinas para que as crianças saibam quais são as regras e quais limites elas devem seguir. Dessa forma, elas se sentirão mais confiantes com o ambiente, a família e consigo mesmas.

Informação

Antes de estabelecer uma disciplina positiva em casa, você deve conversar com o pediatra do seu filho. Dessa forma, poderá saber melhor quais são os fatores comportamentais, psicológicos e desenvolvimentais que você deve levar em consideração.

Sabendo disso de antemão, você poderá definir regras e limites com base na capacidade de compreensão da criança. Isso também lhe permitirá antecipar o que poderá encontrar no caminho, considerando as condições específicas do caso.

Expectativas na disciplina positiva

As expectativas devem ser claras e realistas. Ao definir as regras e os limites em casa, é importante começar com um comportamento simples, que leve em consideração os possíveis desafios que podem ocorrer a qualquer momento.

Dessa forma, você poderá prever as situações e enfrentá-las com a maior calma e integridade possíveis.

Consequências e recompensas

As consequências naturais são as melhores professoras para qualquer pessoa, incluindo as crianças. Um mau comportamento, acompanhado de consequências naturais, ajudará os pequenos a compreenderem rapidamente que seu comportamento deveria ser diferente.

Da mesma forma, o uso de recompensas também pode ser um bom reforço positivo quando a criança tem um comportamento desejado. É importante que a recompensa venha sempre depois da ação, e não antes, pois neste último caso seria um suborno, o que seria impróprio para uma boa educação.

Para as consequências, é fundamental levar em consideração a condição do seu filho. Por exemplo, ao se deparar com uma criança com autismo, a opção de deixá-la sozinha por alguns minutos até que ela se acalme pode ser algo gratificante para ela. Portanto, é provável que o mau comportamento se repita.

Por outro lado, se a consequência for a perda temporária do brinquedo favorito, a mensagem será que, diante de um comportamento melhor, essa consequência desagradável não acontecerá novamente.

 

Quadro de recomepnsas: crianças com necessidades educacionais especiais.

Concentre-se em seu filho para melhorar seu comportamento

Lembre-se de que, se uma criança quiser chamar sua atenção, ela fará de tudo para isso. Isso significa que se ela se comportar mal, mas você prestar atenção nela, mesmo que esteja com raiva ou gritando, esse comportamento provavelmente se repetirá.

Nesse sentido, lembre-se sempre de prestar mais atenção ao bom comportamento do que ao comportamento negativo, para evitar reforçar comportamentos indesejados.

Concentre-se nos pontos fortes do seu filho, confie nele, estabeleça rotinas, não seja muito punitiva e sempre converse com respeito, carinho e amor. Você logo perceberá como a disciplina positiva é a melhor estratégia de ensino para qualquer criança, independentemente de ela ter ou não necessidades educacionais especiais.

Pode interessar a você...
A disciplina positiva para educar crianças felizes
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
A disciplina positiva para educar crianças felizes

A disciplina positiva é caracterizada pelo uso de normas que orientam, mas não sufocam. É diferente dos métodos autoritários usados nas últimas déc...



  • García, T. (2019) Educar sin perder los nervios: Guía emocional para transformar tu vida familiar. Editorial: Vergara