É normal bebê dormir muito?

· 17 de abril de 2018
É normal e bastante recomendável que os bebês durmam muito. O fato de descansar pelo tempo suficiente e de ter um sono profundo favorece seu desenvolvimento físico e mental.

A natureza é perfeita e se manifesta nos recém-nascidos de uma forma muito evidente. Durante os seus primeiros meses de vida, o bebê segue as necessidades de seu corpo por instinto. Por isso, os motivos que levam o bebê a dormir muito têm a ver com seu crescimento e desenvolvimento.

Um recém-nascido dorme entre 16 e 18 horas por dia, em intervalos de duas ou três horas. Geralmente, acorda quando sente fome ou porque precisa que troquem sua fralda, para em seguida continuar dormindo. Conforme vai crescendo, os intervalos aumentam e as horas de sono vão ficando mais espaçadas.

Ainda que a rotina de sono seja diferente em cada criança, é importante estabelecer uma desde pequenos. Alguns bebês conseguem passar mais horas dormindo porque seu estômago comporta uma maior quantidade de leite. Além disso, os bebês com pouco peso precisarão comer mais frequentemente.

É normal o bebê dormir muito?

Sim, é normal e, além disso, totalmente recomendável. Dormir bastante beneficia o bebê fisicamente e cognitivamente; as horas de sono estão diretamente relacionadas com o seu desenvolvimento. Enquanto o bebê dorme bastante, seus neurônios, órgãos e sistema imunológico irão se fortalecendo.

 A seguir, veremos outros benefícios que o bebê obtém durante o sono:

  • O sono alimenta. Dormir bastante faz com que o bebê aumente de peso rapidamente. Além disso, o sono reparador estimula o apetite dos pequenos.
  • Consolida o conhecimento. Enquanto dormem, os bebês repassam mentalmente o que aprenderam durante o dia: cores, figuras, texturas, rostos, etc. Este aprendizado lhes estimula a continuar adquirindo conhecimento e a explorar mais o mundo à sua volta.
  • Quanto mais sono, mais estatura. O crescimento está relacionado com as horas de sono, porque o hormônio responsável por ele se ativa durante o descanso. Por isso, é importante respeitar o sono do bebê, sobretudo durante a etapa de desenvolvimento.
bebe-dormindo-com-bracos-na-cabeca

Ciclos de sono do bebê

Assim como os adultos, os bebês têm ciclos de sono que se diferenciam em função de sua profundidade. Em geral, nos primeiros meses de vida, o bebê se mantém na fase de sono REM. Esta é a fase em que ocorre o movimento dos olhos durante o sono.

O sono REM está associado à atividade cerebral, de onde se pode deduzir que o bebê está sonhando vivamente. Também há indícios de que a memória é consolidada durante esta fase, apesar de não existirem estudos comprovados até o momento.

Conforme vão crescendo, os bebês passam deste tipo de sono para ciclos mais longos e mais profundos. A partir dos três anos, seu sono se torna mais regular, principalmente durante a noite; durante a fase de crescimento, a criança é capaz de dormir durante mais de 10 horas seguidas.

“Uma criança recém-nascida dorme entre 16 e 18 horas por dia, em intervalos de duas ou três horas. Geralmente, acorda quando sente fome ou porque precisa que troquem sua fralda”

Como melhorar o sono do bebê?

Na etapa inicial, a melhor forma de contribuir com o sono do bebê é propiciar um ambiente acolhedor e confortável. Para isso, o bebê deve ser mantido limpo e fresco e não se deve interromper seu sono para lhe dar de comer. Quando ele sentir fome, vai acordar sozinho.

Após algumas semanas, é importante fazer com que o recém-nascido se acostume ao dia e à noite; desta forma, poderá aprender a diferenciar e a interiorizar os hábitos de cada período. Durante o dia, deve-se manter o bebê ativo e a casa iluminada; à noite, é recomendável manter o ambiente escuro e silencioso.

À medida que vão crescendo, é aconselhável estabelecer uma rotina de sono para as crianças; assim, terão o hábito saudável e natural de ir dormir. Esta rotina consiste em comer, tomar banho e se deitar sempre na mesma hora.

bebe-profundamente-adormecido

E se dorme pouco, o que deve ser feito?

Nem todos os bebês tem a mesma rotina de sono. Alguns não dormem tanto quanto os outros, ou não tão continuamente; diante de alguma dúvida sobre o padrão de sono do recém-nascido, a primeira coisa a fazer é consultar um especialista.

Existem alguns sinais que podem indicar que o bebê está dormindo pouco; o sintoma mais evidente é quando o bebê demonstra estar sonolento durante a maior parte do dia. Também se sua pele se torna pálida ou se há uma importante perda de peso.

Todos estes sintomas serão levados em consideração pelo pediatra, para avaliar se existe algum problema patológico. É o especialista quem irá orientar as mudanças ou o tratamento específico que deva ser seguido.