É possível não apresentar sintomas durante a gravidez?

· 28 de julho de 2018
Na maioria dos casos, as gravidezes são diagnosticadas após certos sinais do organismo. Mas, na verdade, é muito possível não apresentar sintomas durante a gravidez.

As principais pistas são dadas pela manifestação de elementos que podem ser facilmente confundidos com condições de saúde variadas; contudo, há sintomas infalíveis, como o desaparecimento da menstruação.

No entanto, há casos em que a mulher não apresenta sinais característicos de uma possível gravidez. Além disso, é possível que as mudanças mais marcantes também não se apresentem.

Por outro lado, sabemos que cada organismo reage de maneira diferente; ou seja, as situações da gravidez podem variar de pessoa para pessoa. Por isso, é comum que uma mulher não apresente todos os sintomas específicos.

Na maioria dos casos, os sintomas da gravidez só se apresentam durante os primeiros três meses de gestação. Em outros, durante todo o processo. Porém, existe uma porcentagem minoritária de mulheres que não descobrem que estão grávidas até quando entram em trabalho de parto.

Quando não há sintomas da gravidez?

  • É provável em casos de mulheres que sofrem frequentemente de amenorreia, ou tenham seus ciclos menstruais irregulares. Essa situação permite que estas mulheres não se preocupem com a ausência de sua menstruação. Outras mulheres podem sofrer de menopausa prematura e, por isso, podem considerar um sintoma da gravidez como algo normal devido à sua condição.
  • Outra circunstância que não é nada normal é a presença de sangramento, pois leva a crer que durante um tempo depois de engravidar, segue-se o processo menstrual, em certas situações.
  • Um sintoma que pode ser reconhecido é o aumento de volume do abdômen. Mas pode passar despercebido se se trata de uma mulher com obesidade. Apesar de poder ocorrer o movimento fetal, esse sinal muitas vezes é atribuído a problemas estomacais comuns.
  • Algumas doenças como a anemia provocam sintomas semelhantes aos da gravidez; razão pela qual as náuseas, os enjoos, o sono e o cansaço podem ser negligenciados se a mulher estiver nessa condição.
sintomas durante a gravidez

Consciência e tranquilidade

Embora para algumas de nós possa parecer uma alegria que certas mulheres não apresentem sintomas durante a gravidez, sabe-se que para elas passa a ser uma situação preocupante. Nesse sentido, estas mulheres se sentem inquietas e podem entrar em estados depressivos ou de ansiedade. Mas não conhecem as razões de seu transtorno.

“As mulheres que não têm sintomas normalmente sentem-se inseguras quanto ao crescimento do feto. Além disso, podem se sentir menos mães e sofrer de depressão durante ou após o parto.”
-Roberto Ricaurte, Ginecologista. Especialista em perinatologia.-

A família e o círculo de amigas têm grande influência na preocupação das mães, pois começam a comentar como foram suas gravidezes, o que gera dúvidas acerca do bem-estar de seu bebê. É possível que tenham dúvidas sobre a veracidade de sua gravidez, sobretudo se tiverem esperado a notícia com ansiedade, se for gravidez assistida ou se tiverem passado muito tempo tentando engravidar.

Esse tipo de gestante prefere fazer consultas constantes com o especialista para fazer ecografias e exames que permitam certificar-se de que tudo está em perfeito estado com relação à sua gravidez. Uma mulher que não apresenta sintomas de gravidez se sente vulnerável a qualquer situação de risco.

sintomas durante a gravidez

Não apresentar sintomas durante a gravidez não é uma doença

Na verdade, trata-se de uma gravidez normal com a exceção de que não há sintomas. Contudo, é compreensível que as mulheres que vivem essa situação se preocupem além da conta. Há casos em que a futura mãe não fica sabendo de seu estado até o último momento. Mas na maioria dos casos não passa de uma notícia tardia.

Nem todas as gravidezes são iguais. Por isso, o desenvolvimento desta não deve se alterar por ser assintomática. Com relação a isso, os especialistas enfatizam que a ausência de sintomas não é indicativo de que a gestação esteja indo por um mau caminho; também a sensibilidade perante seu estado varia entre as mulheres e de acordo com o momento que esteja vivendo a gestante.

Por outro lado, é possível que em uma segunda gravidez, os sintomas diminuam e que a sensibilidade da mãe não seja tão intensa como quando se tratava se sua primeira experiência. No entanto, também é possível que em certos casos se trate de uma condição anormal. Recomenda-se procurar um especialista em caso de:

  • Sangramento vaginal intenso
  • Dores fortes e persistentes na região abdominal
  • Vômitos recorrentes, agravados pelo empecilho da alimentação
  • Quadros de febre intensa