A educação compartilhada melhora a relação do casal

Segundo a ciência, casais que compartilham as responsabilidades de criar os filhos têm melhor qualidade de vida. Conheça algumas dicas para conseguir chegar a um acordo!
A educação compartilhada melhora a relação do casal

Última atualização: 15 março, 2022

Todos sabemos que quando temos filhos a relação harmoniosa entre o casal começa a fraquejar. Mesmo assim, pesquisas mostram que a educação compartilhada melhora a relação do casal, e é justamente sobre isso que vamos falar neste artigo.

Dessa forma, é impressionante como ambos os pais ficam mais felizes ao dividir as responsabilidades da casa e o cuidado com os filhos. Você quer saber por que isso acontece? Vamos contar tudo neste artigo.

A educação compartilhada melhora a relação do casal

De acordo com uma pesquisa realizada pelo sociólogo Daniel L. Carlson, dividir as tarefas de educação das crianças aumentará o tempo de convivência dos casais com filhos. Carlson diz que quando ambos os parceiros são cooperativos na criação de seus filhos, isso tem um efeito positivo no casal, tornando-o mais harmonioso e estável.

Esse estudo revelou que os casais que dividem as tarefas e responsabilidades dos pais também expressaram níveis de satisfação e maior intimidade no relacionamento e também discutiram menos.

Pelo contrário, naqueles casos em que a mulher assumiu a maior parte ou a totalidade da responsabilidade com a educação, seu nível de satisfação era muito menor e os conflitos no casal eram maiores.

De qualquer forma, segundo Carlson, esse estudo tem algumas limitações, uma vez que as tarefas que foram solicitadas aos pais estavam relacionadas à brincadeira com as crianças ou ao fato de fazê-las cumprir as regras. Não ficou totalmente claro o que acontecia dentro de casa com as demais tarefas domésticas, como cozinhar ou limpar.

Saiba como a educação compartilhada melhora a relação do casal

Qual é o fato mais interessante sobre esse estudo?

Esse estudo destaca que os casais que partilham o trabalho de criação dos filhos têm uma relação mais harmoniosa e maior satisfação em sua intimidade sexual e no relacionamento, ao que se pode acrescentar também que houve menos discussões.

“Estar satisfeito reflete a estabilidade do relacionamento, então é uma boa forma de prever se os casais ficarão juntos”

– Carlson-

Isso significa que, uma vez que uma mulher engravida, ela não precisa fazer todo o trabalho quando o bebê nasce. Também não é justo que a mãe cuide de tudo e depois, como agradecimento, o pai lhe dê um presente de Dia das Mães. Isso não é paternidade compartilhada.

Outro estudo, realizado pela pesquisadora Margaret L. Usdansky, da Syracuse University, mostra que, atualmente, os homens passam mais tempo com os filhos, em média 7 horas em relação às 3 horas que passavam há 3 décadas. Isso acontece porque em muitos lares a renda de ambos os pais é necessária, de modo que ambos trabalham e compartilham o tempo e a educação dos filhos.

Recomendações para colocar em prática a paternidade compartilhada

Já vimos que o fato de compartilhar a criação afeta a felicidade do casal, tanto no relacionamento quanto na intimidade. Mas o que podemos fazer para educar em equipe? Vejamos algumas recomendações:

  • Haver diálogo entre os membros do casal, no qual se estabelecem as responsabilidades da parentalidade e como distribuí-las de forma equitativa.
  • Ao tomar decisões, é necessário sempre manter a calma.
  • Se algum dos membros do casal se sentir sobrecarregado com as tarefas e responsabilidades da paternidade, deverá expressar o que sente ao outro para tomar a melhor decisão sobre isso.
  • Ambos precisam entender que ser pai é cansativo, então trabalhar em equipe aliviará essa fadiga e estresse.
  • Nunca discuta as questões da criação e educação dos filhos na frente deles, independentemente de sua idade.
  • Quando uma consequência é imposta após o mau comportamento de uma criança, é importante que ambos os pais concordem. Por isso, é fundamental que haja um diálogo prévio sobre as regras e as consequências do descumprimento das regras.
  • Trabalhe em equipe e, se um dos dois estiver em um dia ruim e responder mal à criança, o outro pode ajudar a regular essa reação adequadamente.
  • Seja paciente, fale de forma clara e concreta e, acima de tudo, tenha certeza quando chegar a acordos.
Saiba como a educação compartilhada melhora a relação do casal

Sobre a educação compartilhada e a melhoria na relação do casal

De acordo com o que vimos neste artigo, a educação compartilhada melhora o relacionamento do casal, bem como sua satisfação sexual. É importante que os pais compartilhem responsabilidades e tarefas para que ambos tenham tempo para si e para seus filhos. Isso, ao final, levará a um relacionamento mais satisfatório e harmonioso, tanto no casal quanto na família.

Portanto, se você acredita que não está compartilhando a educação de seus filhos, pode começar a colocar essas dicas em prática. Mãos à obra!

Pode interessar a você...
Por que os pais precisam estar de acordo quanto à educação dos filhos?
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Por que os pais precisam estar de acordo quanto à educação dos filhos?

Estar de acordo quanto à educação dos filhos é essencial para que os pais não caiam em contradições. A seguir, mais detalhes!