Ensine sua filha a viver com naturalidade

· 26 de novembro de 2017

Por culpa das redes sociais, as meninas de hoje em dia são expostas em excesso à publicidade. Muitos desses anúncios têm a ver com o uso de produtos de beleza. Por isso, viver com naturalidade se tornou impopular entre as meninas. Elas não conseguem ser elas mesmas.

Hoje em dia, é comum ver meninas protagonizarem tutoriais que oferecem dicas de beleza. Na tela se vê jovens entre 8 e 12 anos de idade se maquiando em excesso e aconselhando as pessoas sobre como tratar as imperfeições do corpo. Essa tendência fez com que as jovens vivam a infância com mais rapidez do que o normal.

Viver com naturalidade é o desafio que os pais enfrentam. Ensinar às suas filhas a importância da beleza inerente a cada um de nós e também a importância da aceitação e do amor próprio.

 Viver com naturalidade

Quando estamos ensinando os nossos filhos a viver com naturalidade, o exemplo deve vir de casa. Em primeiro lugar, reforçando a segurança e a autoestima dos filhos.

O amor próprio

A base da naturalidade é aprender a gostar de si mesmo, de como você é. Para isso, é necessário evitar comparações e os estereótipos. É comum que as meninas procurem imitar os seus ídolos. O problema é que na maior parte dos casos, eles são adultos. Portanto, é importante lembrá-las de que cada coisa tem o seu tempo na vida.

viver com naturalidade

Além disso, devemos ensinar-lhes que nem todas as pessoas são iguais. A tendência indica que as meninas buscam se parecer umas com as outras e a querer ser iguais aos seus ídolos porque acham que sua naturalidade não é atraente aos olhos dos demais. Isso está completamente errado.

A beleza interior

Nem tudo o que brilha é ouro. A verdadeira beleza de um indivíduo se encontra na sua personalidade. É importante inculcar essa forma de pensar na cabeça das meninas para reforçar a importância da autenticidade. Uma personalidade consolidada pode aguentar a pressão social. De maneira equivocada, as meninas acham que se comportando como adultas vão conseguir ser populares. Em alguns casos, isso pode funcionar. No entanto, elas se expõem a muitos perigos ao aparentar uma idade diferente da que realmente têm.

A capacidade e as conquistas pessoais não estão associadas apenas à beleza exterior. São as habilidades e as capacidades das pessoas que as fazem alcançar suas metas. Estimular a confiança nas meninas, vai fazer com que elas se tornem mulheres capazes. Viver com naturalidade exige que a pessoa abrace as qualidade e os defeitos e saiba se valer de ambos, quando for necessário.

Quais são as idades certas?

Alguns especialistas sugerem que a idade indicada para começar a se maquiar é quando o círculo de amigas começa a buscar isso. No entanto, diante da precocidade das adolescentes de hoje em dia, é importante que prevaleça o critério dos pais.

  • Quando as meninas mostrarem interesse em se arrumar, a mãe deve se comportar como um modelo a ser seguido. A família deve ser o melhor exemplo para os filhos. Dizer uma coisa e fazer o contrário só faz com que mensagens contraditórias sejam transmitidas às crianças. Dessa forma, vai ser mais fácil estabelecer os limites entre o certo e o errado.
  • Alguns pais aceitam que suas filhas usem maquiagem em casa. Isso pode estimular a curiosidade e a ansiedade da menina em querer fazer disso um costume.
  • O ideal é que essas decisões venham acompanhadas de esclarecimentos. Você deve fazer sua filha entender que tudo tem o seu tempo e momento de acordo com as idades. Essa é a melhor maneira para que sua filha não queira desafiar você.
  • Um erro comum é proibir a todo custo a ação. Quando se proíbe uma criança de fazer algo, sua reação imediata é exatamente fazer o que foi proibido.
viver com naturalidade

Recomendações para os pais

Dar o exemplo

Em primeiro lugar, os pais devem dar um bom exemplo. Algumas mães acham divertido levar suas filhas pequenas ao salão de beleza, deixar que pintem as unhas ou que andem pela casa usando salto alto.

Sem ter a intenção, isso desperta a curiosidade nas meninas. À medida que o tempo passa, elas vão querer experimentar coisas novas, o que vai dificultar a tarefa dos pais de estabelecer limites claros.

Manter o diálogo

Na pré-adolescência, é importante manter um bom diálogo com os filhos. No caso das meninas, atender às suas curiosidades é vital. É preciso criar espaços onde exista a confiança para falar sobre seus interesses e nos quais também os pais possam trazer à discussão sua postura e as regras da casa.

Se a família não oferecer esses espaços de abertura com certeza a menina vai buscar isso fora de casa.

Principalmente, os pais devem saber que as regras e os conselhos que dão às suas filhas têm que ser o melhor para elas. Além disso, devem prestar atenção para não transmitirem mensagens contraditórias e tentar respeitar eles mesmos as suas próprias orientações.