Ensine ao seu filho o respeito pela diversidade

· 27 de dezembro de 2018
Ninguém é igual a ninguém e isso faz com que a espécie humana possa ser vista como uma fusão na qual todos nos unimos, mas cada um mantém suas diferenças.

O respeito pela diversidade é a aceitação de que o mundo é composto por raças, crenças, concepções, características físicas, sentimentos, valores e ações de todos os tipos.

Ensine ao seu filho o respeito pela diversidade para que ele não seja rejeitado e conviva harmoniosamente com quem o rodeia.

Educar em igualdade

Para transmitir ao seu filho a necessidade de respeitar as diferenças, o primeiro passo é educá-lo com base na igualdade, apagando todos os sentimentos estereotipados e ensinando-o a ser tolerante, acima de tudo, com os defeitos alheios.

Você deve transmitir a ele que somos iguais porque todos pertencemos à raça humana, sejamos brancos, negros, índios, etc., mesmo que pensemos de uma forma ou de outra.

Como ensinar o respeito pela adversidade a uma criança?

respeito pela diversidade

Você está ensinando ao seu filho como valorizar e apreciar aqueles que o rodeiam se você lhe disse como combater o machismo e defender a igualdade entre ambos os sexos, independentemente do papel que cada pessoa deve desempenhar (segundo antigos dogmas) ou a orientação sexual que tiver.

Você também faz isso quando mostra a ele como estabelecer uma boa relação de amizade com pessoas de diferentes religiões e culturas. Ou quando fala sobre o respeito por alguém que, por uma razão ou outra, os outros o vejam de forma diferente.

Seu filhos devem aprender a aceitar seus iguais, sejam feios ou bonitos, magros ou gordos, etc. Porque, na verdade, não devem existir tais condições.

Todos os homens são iguais em ao menos um aspecto: seu desejo de ser diferente

William Randolph Hearst

Os cânones que estabelecem essas e muitas das categorias que hoje em dia são utilizadas no mundo são ditados precisamente por aqueles que ocupam os lugares mais altos, aqueles que são considerados os mais perfeitos.

O tratamento igualitário baseado no respeito pela diversidade e na tolerância das diferenças é a plataforma que sustenta ou deveria sustentar as relações humanas.

A não discriminação

Se educar o seu filho em igualdade já seria ter andado meio caminho, depois de falar sobre a não discriminação, você terá percorrido a segunda parte.

Ensine-o a rejeitar a discriminação que encobre alguns seres humanos e exclui muitos, a submissão de um sexo por outro, o tratamento diferenciado.

Uma pessoa não vale mais ou menos só porque nasceu nesse ou em outro país ou porque pratica uma determinada religião. Não é porque ela nasceu mulher que precisa abaixar a cabeça diante do homem que está ali para mantê-la abaixada.

Todos nós temos o direito de desfrutar dos mesmos benefícios, oportunidades e alegrias.

Para ensinar o respeito pela diversidade, a igualdade e a não discriminação, você deve ensinar seu filho a pensar, sentir e agir de forma inclusiva.

Ensinar ao seu filho o respeito pela diversidade

respeito pela diversidade

Após ter falado sobre respeito pela diversidade, igualdade, tolerância, não discriminação e inclusão, é importante comentar sobre o respeito.

Mesmo quando você transmite a seu filho milhares de conceitos que abordam a inclusão, não vale a pena fazê-lo memorizar palavras quando ele não sabe o significado da palavra respeito.

Mamãe, respeito não é obediência cega, submissão ou medo. É cordialidade, harmonia e equilíbrio nas relações humanas. Quando os povos se tratam com respeito, dizem uns aos outros que se aceitam mesmo com suas diferenças.

Eduque também seu filho para que se respeite como pessoa, pois essa é a única forma de saber como respeitar e ser respeitado.

Ele necessita aprender que o respeito não é deixar de defender suas opiniões, gostos, crenças e sentimentos para trocá-los pelos dos outros.

Seu filho deve entender que as diferenças podem ser tratadas com respeito. De fato, quando existem diferenças e ambas as partes se respeitam, pode-se chegar a um acordo mútuo sem que exista desigualdade, falta de tolerância, falta de respeito e discriminação.

Por isso, quando falar ao seu filho sobre o respeito pela diversidade, fale também sobre todo o resto.