Ensine seus filhos a aplicar os quatro acordos

Durante a infância, assimilamos informações com as quais criamos nossos próprios padrões de pensamento. Os quatro acordos são mensagens valiosas e poderosas que nutrirão a mente do seu filho.
Ensine seus filhos a aplicar os quatro acordos

Última atualização: 01 Outubro, 2021

Os quatro acordos são um compêndio do conhecimento da cultura tolteca e constituem um verdadeiro convite à adoção de um estilo de vida que nos aproxima da liberdade e da felicidade.

Os adultos podem decidir mudar suas crenças e paradigmas a qualquer momento de suas vidas. Mas você consegue imaginar o presente de criar um filho com base em valores e preceitos tão benéficos?

Quando somos pequenos, nossa mente assimila as informações que recebemos e cria seus próprios padrões que governarão nossa perspectiva futura. Por isso, alimentamos as mentes das crianças com ideias ricas e positivas, ajudando-as a estabelecer as bases de uma existência plena.

Como ensinar seus filhos a aplicar os quatro acordos?

É preciso considerar que todos partem da ideia de que tanto a felicidade quanto o sofrimento são, em grande medida, uma escolha pessoal. A perspectiva que adotamos ao olhar para a realidade condiciona as emoções que nos acompanharão ao longo do caminho. Portanto, essas quatro propostas constituem um guia básico para quem escolhe ser feliz.

1. Seja impecável com suas palavras

O primeiro acordo contradiz o conhecido ditado “as palavras são levadas pelo vento”. Na realidade, cada palavra é importante, tendo a capacidade de destruir ou edificar, ferir ou curar. Nossa linguagem molda nossos pensamentos, e com ela influenciamos muito a nós mesmos e aos outros.

Filha dando um abraço na mãe.

Portanto, devemos acostumar os pequenos a falar sempre com amor. Lembrando disso com palavras e pensamentos que refletem que são valiosos, amados, importantes, corajosos e inteligentes.

Nós, adultos, temos uma tendência horrível de nos julgar e criticar constantemente. Devemos, contudo, ajudar as crianças a crescerem com uma conversa interna saudável que as oriente a confiar em si mesmas e a não colocar pedras no próprio caminho.

Da mesma forma, devemos transmitir a elas o valor de falar aos outros com respeito, de cuidar das palavras direcionadas aos outros. Vamos ensinar a eles empatia, mostrando que são capazes de se colocar no lugar dos outros e pensar nas consequências de suas palavras.

2. Não leve nada para o lado pessoal

Quando os outros nos julgam ou nos repreendem, geralmente pulamos como uma mola, nos defendemos e entramos em conflitos. Portanto, ensine seus filhos a não levar as ações de outras pessoas para o lado pessoal.

Quando alguém joga veneno em você, você tem a capacidade de escolher entre aceitar ou rejeitar. E, se você rejeitá-lo, ficará imune a ele. Um presente não aceito ainda pertence a quem o trouxe.

Portanto, ensine seus filhos a ter uma ideia clara e firme de quem são e quais são seus valores. Dessa forma, eles serão capazes de não se sentir afetados ou perturbados pelas ações dos outros. Ensine-lhes que o que o outro faz e diz fala apenas dele.

3. Não suponha

Muitas vezes cometemos o erro de pensar que os outros devem ler nossas mentes, que devem saber o que queremos. Da mesma forma, às vezes, somos rápidos em interpretar situações sem ter informações suficientes.

A assertividade é um grande valor que devemos transmitir aos nossos filhos para que não tenham medo de pedir explicações claras, não tenham medo de pedir o que querem ou precisam. Isso os poupará de muitas discussões e desconforto no futuro.

Pai lendo uma história para a filha e começando a aplicar os quatro acordos em sua educação.

4. Sempre faça o seu melhor

A culpa e a frustração são duas emoções fortes que nos deixam infelizes, e a melhor maneira de evitá-las é sempre fazer o melhor.

Quando, por exemplo, seus filhos enfrentarem um teste, incentive-os a se concentrar no processo e não no resultado. Ou seja, eles têm que estudar e fazer o que estiver ao seu alcance para entender a tarefa. Mas, uma vez feito isso, sua missão estará cumprida.

Não podemos controlar os resultados de tudo nessa vida, mas temos controle sobre nosso comportamento. Quando sabemos que fizemos o nosso melhor, podemos seguir em frente sem culpa.

Os quatro acordos, um estilo de vida

Mais do que tarefas específicas, os quatro acordos devem se tornar um modo de vida. Portanto, a infância é o momento ideal para começar a aprendê-los. Uma criança que assimila e aplica esses preceitos desde os primeiros anos, sem dúvida, desfrutará de uma existência mais plena e pacífica e de relacionamentos mais saudáveis.

Pode interessar a você...
4 frases para acabar com as birras das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
4 frases para acabar com as birras das crianças

Acabar com as birras das crianças não é impossível. É apenas uma questão de agir corretamente e encerrar qualquer discussão com as seguintes frases...