Enurese noturna em crianças

29 Julho, 2020
Há crianças que, após os 5 ou 6 anos de idade, continuam a molhar a cama. Isso deixa os pais preocupados. Aqui, você vai descobrir por que isso pode acontecer e o que você pode fazer para melhorar o problema, desde que não se trate de algo fisiológico.

A enurese noturna em crianças é um distúrbio que ocorre com frequência em crianças entre os 5 e os 6 anos de idade. Mas também existem casos de crianças mais velhas, de 12 a 14 anos, que continuam a molhar a cama. Essas últimas são as que mais sofrem por causa das implicações sociais envolvidas.

A enurese geralmente melhora conforme a criança vai crescendo. Aos 18 meses, aproximadamente 50% das crianças controlam a micção durante o dia e 10% também à noite. Mas, até os 2 ou 3 anos de idade, esse controle dos esfíncteres ainda não está estabilizado, e é justamente quando os pequenos começam a controlar o xixi à noite.

Nem todas as crianças alcançam o controle nesse intervalo de tempo. Algumas demoram mais e outras podem chegar à adolescência sem conseguir fazer esse controle por diversas razões: fisiológicas, distúrbios psicológicos, falta de receptores ou baixa produção do hormônio vasopressina, que regula a micção durante a noite.

Você quer saber mais sobre a enurese noturna em crianças? Então, continue lendo.

O que é a enurese noturna em crianças?

A enurese noturna é a incapacidade de controlar a urina durante a noite e ocorre em uma idade na qual é esperado que já exista o controle voluntário da micção.

  • Enurese primária. Ocorre quando a criança nunca consegue controlar a urina durante o sono. Esse tipo de enurese geralmente ocorre por causas fisiológicas.
  • Enurese secundária. Ocorre quando a criança já conseguiu ficar sem fazer xixi na cama durante um período de 6 meses a um ano, mas deixa de controlar a micção durante a noite novamente. Isso pode ocorrer por causa de problemas psicológicos.
Enurese noturna em crianças

Consequências da enurese noturna em crianças

Diminuição da autoestima e da autoconfiança

As primeiras reações da criança são de vergonha e medo. Elas vão crescendo e percebendo que as outras crianças não fazem mais xixi na cama, e elas sim. Isso gera insegurança e baixa autoestima.

Prejudica a qualidade do sono

As crianças com enurese geralmente têm um sono de baixa qualidade, pois a fase de sono leve é ​​mais longa do que a fase de sono profundo. Ao se sentirem molhadas, elas podem acordar várias vezes durante a noite e, assim, o sono se torna menos reconfortante.

Aumenta problemas comportamentais

As crianças com enurese são mais propensas ao estresse, e isso pode levar ao desenvolvimento de problemas comportamentais, além de maior dificuldade de concentração.

Dificuldade de socialização

Quando as crianças sofrem de enurese, elas têm dificuldade para socializar, ficam isoladas e não querem ir dormir na casa dos amigos por medo de fazer xixi na cama e os outros rirem delas, tornando-se vítimas de piadas. Esse problema geralmente aumenta conforme elas vão crescendo e ficando maiores, quando há mais socialização.

Alguns exercícios para combater a enurese noturna em crianças

Exercício para controlar os músculos envolvidos na micção

Quando a criança for ao banheiro, podemos pedir para que ela interrompa o jato. Ou seja, quando a criança estiver fazendo xixi, devemos pedir para que ela pare e segure a urina durante alguns segundos.

É importante não pedir que isso seja feito mais de duas vezes, pois pode levar a uma infecção urinária. É melhor que isso seja feito quando ela estiver quase terminando, pois assim haverá menos pressão da bexiga.

Enurese noturna em crianças

Acordar para fazer xixi durante a noite

Podemos programar um despertador e acordar a criança 3 ou 4 vezes durante a noite para levá-la fazer xixi. Esse exercício é muito eficiente para que as crianças se acostumem a se levantar quando forem urinar.

Dessa forma, a criança vai se tornar consciente dos seus reflexos e perceber a vontade de ir ao banheiro. Assim, pouco a pouco, isso poderá ser feito automaticamente.

Exercício para segurar um pouco o xixi

Esse exercício serve para estimular a capacidade da bexiga e melhorar o controle do xixi. Podemos pedir para que a criança segure o xixi até não aguentar mais.

Inicialmente, aguentar alguns segundos já será o suficiente. Posteriormente, podemos aumentar um pouco mais esse tempo. Assim, vamos estimular os músculos pélvicos. Isso sempre deve ser feito com cuidado e sem extremos, sempre de forma controlada.

Agora você já conhece um pouco mais sobre a enurese noturna em crianças. É importante que você consulte o pediatra se seu filho nunca tiver conseguido controlar a micção em nenhum momento.

E, se ele chegou a controlar, mas voltou a fazer xixi na cama, você pode experimentar esses exercícios para ver se ele melhora. Caso contrário, também é aconselhável consultar um especialista.