Escoliose em crianças: tudo o que você precisa saber

· 8 de janeiro de 2018

A escoliose é uma doença que provoca uma curvatura natural na coluna vertebral. Sua evolução depende da origem e do diagnóstico precoce.

Escoliose em crianças: tudo o que você precisa saber

Na maioria das vezes, a causa exata da escoliose em crianças é desconhecida.  Essa doença provoca uma curvatura na coluna, de maneira natural. Pessoas com esta doença têm a coluna em forma de S ou C. Somente na Espanha, 900.000 crianças sofrem de escoliose. Quando as crianças começam a desenvolver essa doença, suas costas começam a dobrar-se para um lado.

Escoliose em crianças

Escoliose em crianças é muito comum hoje em dia. Esta doença rara faz com os pequenos sintam dores e sofram deformações no corpo. Além disso, essa curva anormal em toda a região das costas faz com que as crianças não consigam manter uma postura completamente reta.

A escoliose em crianças geralmente tem causa desconhecida. Este tipo de escoliose é chamado de idiopática. É o mais comum e é classificado de acordo com a idade.

Tipos de escoliose

  • Em crianças de 3 anos ou menos, é chamada de escoliose infantil.
  • Em crianças de 4 a 10 anos, diz-se escoliose juvenil.
  • Em adolescentes de 11 a 18 anos é chamada de escoliose adolescente.

Outra classificação

  • Escoliose congênita: este tipo de escoliose já existe quando a criança nasce. Isso se deve às costelas do bebê, que não se formaram de maneira correta e provocaram a deformação de outros tecidos ósseos.
  •  Escoliose neuromuscular: este tipo de escoliose ocorre devido a um problema no sistema nervoso, que afeta os músculos. Os problemas que podem surgir são: distrofia muscular, paralisia cerebral, pólio e espinha bífida.

Quem é mais afetado por esta doença?

Esta doença afeta geralmente as meninas. Além disso, algumas pessoas são mais propensas a sofrer da doença. A curva da coluna vertebral geralmente piora com o crescimento. Esta doença provoca fortes dores nas crianças, por isso às vezes a única maneira de corrigi-la e evitar as dores é através da cirurgia.

menina fazendo alongamento

Yoga para crianças é uma maneira de fazer uma atividade e passar um tempo de qualidade em família.

Causas externas

Às vezes a coluna das crianças é dobrada para o lado, mas a causa pode não ser a escoliose. É comum que, quando isso acontece, seja perceptível nos primeiros anos de vida.

Danos neuromusculares

Este tipo de escoliose é derivado de um problema no sistema nervoso central. Em longo prazo pode causar muitos problemas.

1- Malformações congênitas: isso acontece quando as vértebras ou costelas da criança não estão adequadamente formadas.

2-Estática da coluna danificada: acontece quando a pélvis se danifica e sua origem é nas pernas.

Possíveis tratamentos para escoliose

Alguns tipos de escoliose em crianças podem ser curados, tudo depende do tipo da doença e da gravidade.

  • Escoliose de grau leve. Este tipo de escoliose não é tão notório e o tratamento envolve exercícios fisioterapêuticos. O objetivo do tratamento é que os músculos se tornem mais fortes e as partes contraídas se alonguem. Com esses exercícios, o corpo pode adotar a postura correta.
  • Escoliose de grau médio. Para este tipo de escoliose em crianças deve-se usar um corset, de maneira que a coluna termine seu crescimento corretamente. Este tratamento deve ser complementado com exercícios terapêuticos.
  • Escoliose grave. Ocorre quando o desvio é muito claro, caso em que é necessário operar o paciente. A operação é normalmente realizada entre 10 e 12 anos de idade. Após a cirurgia, a criança deve fazer uma reabilitação através de exercícios. Exercícios fisioterapêuticos são necessários para que a recuperação seja completa.

Evolução da escoliose em crianças

Isso depende de vários fatores. A idade em que acontece o diagnóstico e a origem são dois aspectos fundamentais para determinar sua evolução. Por outro lado, a escoliose idiopática tem um prognóstico mais positivo que a escoliose congênita.

As escolioses congênita e muscular podem ser tratadas de acordo com sua evolução. No momento que o diagnóstico for feito, o tratamento deve ser iniciado, assim será possível controlar a doença.

Bebe com escoliose

A escoliose em crianças pode ser de diferentes tipos.

Diagnóstico tardio

Quando a escoliose em crianças é diagnosticada tardiamente, muitas complicações surgem. Se a coluna permaneceu muito tempo em uma posição incorreta, pode ter causado imobilidade em outras partes dos discos invertebrais. Isso acontece quando o corpo da criança sofre desgaste prematuro, como no quadril e nos joelhos.

Revisão periódica da coluna vertebral

A escoliose em crianças tende a causar muita dor. A curvatura da coluna faz com que as vértebras sejam pressionadas e a dor aumente. Para esses casos, devem ser usados analgésicos prescritos por um médico. Algumas destas doenças são intensificadas por não serem diagnosticadas a tempo ou por um mau tratamento.

Os pais devem garantir que seus filhos realizem exames de coluna, periodicamente. É importante descartar qualquer possível doença durante a fase de crescimento. Desde que se observe um desvio, é essencial que um médico o trate logo que possível. Em suma, é fundamental que os pais estejam muito atentos às posturas adotadas por seus filhos quando eles estão estudando ou enquanto caminham, por exemplo.