Como estimular o pensamento científico nas crianças

18 Dezembro, 2020
É importante estimular o pensamento científico nas crianças, pois isso traz muitos benefícios para a formação tanto acadêmica quanto pessoal dos pequenos.

Estimular o pensamento científico nas crianças traz enormes benefícios, não apenas a nível acadêmico, mas também para o seu dia a dia e para a sua formação como pessoa. O desenvolvimento do raciocínio e da lógica será decisivo para ajudá-las a resolver os problemas que encontrarem e para que se adaptem às novas situações que enfrentarem.

Quando falamos de pensamento científico, não estamos nos referindo apenas ao que se relaciona com a ciência (matemática, natureza, biologia, engenharia, medicina, geometria), mas a esse pensamento que também está relacionado à capacidade de ser autônomo e de resolver os problemas da vida cotidiana.

Quais são os benefícios de estimular o pensamento científico nas crianças?

Conforme já dissemos, é muito importante estimular esse tipo de pensamento nos pequenos. Eles estão em pleno desenvolvimento e tudo o que proporcionar uma estimulação cognitiva será muito positivo para o seu desenvolvimento acadêmico e como pessoas autônomas. Por isso, veremos os benefícios de estimular o pensamento científico nas crianças.

estimular o pensamento científico nas crianças

  • Melhora o aprendizado para resolver problemas em situações reais.
  • Aumenta a capacidade de observação e análise da criança sobre o que está acontecendo ao seu redor.
  • Melhora a sua capacidade de raciocínio e promove a construção de ideias mais complexas.
  • Trabalha a sua habilidade de dedução e permite que aprenda estratégias para encontrar as próprias soluções.
  • Aumenta a relação da criança com o ambiente e a maneira como ela o percebe.
  • Ajuda a construir o próprio aprendizado.
  • Aperfeiçoa a percepção dos espaços e a sua relação com o meio físico (formas, partes, todo, etc.).

Esses são apenas alguns dos benefícios pelos quais é importante estimular o pensamento científico em nossos filhos. Dessa forma, eles serão capazes de enfrentar e resolver situações difíceis e serão capazes de analisar a partir de diferentes pontos de vista, tendo uma visão global do mundo em que vivem.

O que deve ser levado em consideração para estimular o pensamento científico adequadamente?

Para que o desenvolvimento do pensamento científico seja adequado, alguns aspectos essenciais devem ser levados em consideração. A seguir, veremos alguns deles:

  • Usar o pensamento científico no dia a dia da criança.
  • Usar a lógica para resolver situações complicadas.
  • Fornecer as habilidades e técnicas necessárias para que a criança seja capaz de observar e analisar o ambiente para agir de acordo.
  • Incentivar as crianças à tentativa e erro. Elas devem experimentar soluções e, se não funcionarem, devem mudá-las. O erro é uma oportunidade de aprendizado e isso deve ser incutido nos nossos filhos.

Dicas para estimular o pensamento científico nas crianças

O pensamento científico ajuda os pequenos a relacionar fatos, ideias e causas com os seus efeitos. Se utilizarmos algumas práticas simples no nosso dia a dia, vamos ajudá-las a desenvolver esse pensamento, a lógica e a dedução. Veremos algumas dicas que você pode seguir para isso.

Estimular a sua curiosidade sobre o mundo

Devemos encorajá-las a investigar todos os objetos ao seu redor, para que possam entender como as coisas funcionam e para que servem. Além disso, devemos deixar que manipulem os objetos e façam testes de tentativa e erro para perceber os mecanismos que fazem com que as coisas funcionem.

Desde pequenos, os pais devem permitir a manipulação de todos os objetos (desde que não sejam perigosos, é claro), materiais, roupas, brinquedos, objetos, etc.

A princípio, por meio do tato e da visão, as crianças vão determinar as diferenças entre os objetos em termos de cor, forma, tamanhos e vão investigar as suas características e funções. Conforme forem crescendo, podemos usar alguns experimentos caseiros para analisar a relação de causa e efeito.

Fazer perguntas para despertar o seu interesse pelas coisas

Há crianças muito curiosas que perguntam e tocam em tudo, enquanto outras não são dessa forma. Para estas últimas, devemos despertar o seu interesse fazendo perguntas sobre o mundo ao seu redor e encorajá-las a investigar para encontrar uma explicação para tudo o que não entenderem.

Permitir que coloquem em prática e tentem resolver os problemas que encontrarem

Desde que isso não seja perigoso, devemos deixar que busquem soluções de forma autônoma, seguindo os seus critérios diante dos problemas que surgirem ao manusear ou ligar algum objeto. Isso sempre deve ser feito com a nossa supervisão, paciência e aconselhamento.

estimular o pensamento científico nas crianças

Usar as brincadeira e a imaginação

Podemos propor desafios simples para que tentem resolvê-los. Também podemos começar uma história e pedir para que continuem e expliquem o que acontece aos protagonistas, como eles pensam, como reagem, etc.

Usar histórias para incentivar o pensamento científico nas crianças

As histórias podem ser uma ótima ferramenta para promover o pensamento científico nas crianças. A princípio, nós é que vamos ler a história para elas e depois faremos perguntas para que desenvolvam o raciocínio e a compreensão.

Mais tarde, quando forem mais velhas, o mais provável é que sempre que estiverem lendo, elas procurem responder às dúvidas que possam surgir, consultando e pesquisando outros livros para obter respostas, etc.

Direcionar o seu aprendizado com delicadeza

Quando estiverem diante de um problema que não souberem como resolver, não vamos dar a solução. Podemos dar pistas ou fazer perguntas para direcioná-las à solução enquanto pensam. Assim, serão elas que vão encontrar a solução.

Como você pode ver, é muito importante que os pais estimulem o pensamento científico nas crianças. Isso vai ajudá-las não só no âmbito acadêmico, no qual será muito importante que ele seja desenvolvido, como também para a sua formação como pessoa independente e capaz de resolver os problemas enfrentados.

Lembre-se sempre de que os pais são os seus guias nesse caminho de aprendizagem e que com paciência, amor e trabalho podemos fazer dos nossos filhos grandes pessoas em todas as áreas.