Estudo revela o porquê da puberdade precoce nas meninas

· 28 de julho de 2018
As pesquisas revelaram que a puberdade nas meninas se adiantou em até sete anos nos últimos 150 anos.

Segundo esses estudos, as meninas alcançavam a puberdade em média aos 16 anos em 1860. Essa idade tem diminuído até uma idade média de 9 a 10 anos atualmente.

Esses resultados levaram a pesquisas posteriores, as quais buscaram estabelecer as causas do aceleramento da puberdade nas meninas durante os últimos anos. As principais suspeitas estiveram dirigidas a fatores ambientais. Dentre os quais, a alimentação e o estilo de vida foram os mais relevantes.

Sem dúvida, novos enfoques poderiam estar direcionando a investigação a causas genéticas. Nesse sentido, se determinou com certa convicção que se pode falar que a fisionomia da menina motive a puberdade precoce.

Ainda, dados refletem que o aumento de peso entre os três e os nove anos de idade tem determinado o crescimento mamário e outros sintomas da puberdade. Para os cientistas, isso significa que um alto índice de massa corporal poderia desencadear o início do processo biológico que leva ao desenvolvimento das funções hormonais desse sistema.

Meninas com excesso de massa corporal atingem a puberdade precocemente

De acordo com especialistas, as mudanças que determinam o processo biológico que desenvolve a puberdade são motivados pelo hormônio hipotalâmico. O aumento desse hormônio dá lugar à maioria das reações que condicionam os hormônios sexuais. Nesse sentido, quando existe sobrepeso se acelera o crescimento e a fusão óssea, o que contribui para certa “confusão” no organismo.

“Nas meninas que têm sua puberdade de forma adiantada, há um grupo que deve ser tratado porque correm os riscos de uma puberdade precoce: mudanças anímicas antes do tempo e fechamento das placas de crescimento dos ossos, o que pode comprometer sua estatura final”

-Ethel Codner. Endocrinóloga infantil-

puberdade precoce

Uma menina que em de três anos dobra seu peso estaria enviando uma mensagem de crescimento aos seus hormônios. Isso traria como consequência a estimulação de outros sistemas dirigidos a desenvolver os ovários. Originando, portanto, os demais sinais da puberdade.

A alta taxa de estrogênio nos alimentos, como a carne ou o frango, está relacionado tanto ao excesso de peso na população infantil quanto na superexposição hormonal, que está causando tal aceleração. Neste particular, se determinou que os disruptores endócrinos poderiam, além disso, estar presentes em outros produtos que permanecem em contato e podem influenciar no processo.

Mas também há outras condições

Apesar de ser permitido falar que o excesso de peso e a obesidade podem incidir na puberdade precoce das meninas, ainda não é um problema de saúde. Isso ocorre porque se fala dentro de uma idade normal para que o processo se inicie. Ou seja, encontramos meninas “grandes” em tamanho, que apresentam problemas psicossociais, mas que não se enquadram na puberdade precoce.

No entanto, outras consequências graves associadas ao excesso de peso e à obesidade são motivo de preocupação nestes casos. Não só falamos de meninas “grandes” que biologicamente já são mulheres. Mas, sim, do possível aparecimento de doenças como diabetes, hipertensão, colesterol e problemas cardiovasculares.

puberdade precoce

Fatores genéticos poderiam ser os responsáveis pela puberdade precoce nas meninas

Se uma menina “grande” em tamanho, pode ser afetada por distorções hormonais que acelerem a chegada de sua puberdade, isso também pode acontecer nos meninos; porém, já esta comprovado que as meninas tendem a chegar a essa etapa com mais rapidez. Por isso, novas pesquisas concluem que fatores do tipo genético podem ser a causa principal desse padrão.

Segundo estes estudos, os genes herdados são os supostos causadores da puberdade precoce, pois existem algumas mutações que condicionam o aparecimento da primeira menstruação. Entretanto, essa responsabilidade se atribui aos genes somente quando nos referimos à puberdade precoce. Ou seja, quando ela ocorre aos oito anos de idade ou menos.