Eu vou conhecer o novo companheiro da minha mãe

30 Maio, 2018
Se você for conhecer o novo companheiro da sua mãe, é recomendável que leia antes algumas dicas. Lembre-se: a premissa básica deve ser o apoio a sua mãe.
 

Você vai conhecer o novo companheiro da sua mãe? Na verdade, muitas mulheres separadas, divorciadas ou viúvas decidem refazer a vida e aproveitar outra oportunidade com uma nova pessoa depois de algum tempo e já recuperadas do impacto do término anterior.

Embora as mulheres se vejam regeneradas, contentes e felizes, bem lá no fundo sentem um certo receio ao imaginar como seus filhos irão reagir quando souberem que existe outra pessoa em suas vidas e se irão aceitar ou não.

Como filho, você deve entender que a vida continua e que é preciso oferecer todo o apoio necessário para a sua mãe. Esse amor de casal que precisava e ansiava não está em nossas mãos para oferecer-lhe.

Por outra parte, quando já somos maiores de idade, buscamos alcançar novos voos para deixar o “ninho” e construir uma vida só nossa que, por direito, nos corresponde. No entanto, temos que estar preparados e com a mente aberta para saber que, a qualquer momento, a nossa mãe poderá conhecer um novo homem e terá a oportunidade de retomar a sua vida amorosa. 

Se sentirmos ciúmes, raiva ou nos desentendermos com ele, até certo ponto é normal, pois desenvolvemos um temor natural de que ela possa ser ferida ou sofrer com ele.

Conhecer o novo companheiro da minha mãe: a felicidade deve estar sempre em primeiro lugar

Se ficarmos ao seu lado, nos daremos conta de que talvez não tenha sido nada fácil para ela encontrar um novo amor e ter confiança suficiente para apresentá-lo a sua família.

 
casal na praia

Como devo agir?

Não devemos nos deixar levar pela primeira impressão. Talvez ao conhecer o novo companheiro da nossa mãe não gostemos da sua aparência. No entanto, é importante nos permitirmos conhecê-lo tal como é.

É importante consultar a nossa mãe sobre como ele é para ir buscando afinidades; dessa forma, quando chegar o momento do encontro, poderemos conversar sobre algum tema ameno.

Devemos mostrar sempre empatia com nossa mãe e com o seu novo companheiro. Para conhecê-lo, podemos propor um encontro em algum lugar agradável, como em um restaurante, por exemplo.

“Deve-se entender que a vida continua e que é preciso oferecer todo o apoio necessário para a sua mãe. Esse amor de casal que precisava e ansiava não está em nossas mãos para oferecer-lhe.”

Imponha limites

É importante impor limites. Não devemos achar que, só porque vamos apoiar a nossa mãe, estaremos traindo o nosso paiNão é isso; lembre-se de que eles são adultos com bastante experiência e ele saberá compreender a decisão da sua mãe. Já que com certeza ele também estará em busca de um novo amor.

É fundamental ter uma comunicação aberta e constante com a nossa mãe. Se sentirmos que tem alguma coisa errada, devemos falar para chegar a um ponto de compreensão mútua. Seguramente, ela saberá agradecer o grau de confiança que você sente por ela e a segurança e o apoio depositados.

 

Quando alcançamos esse ponto de confiança, podemos perguntar tudo o que nos causar inquietudes, e ela sem dúvida alguma irá responder todas as nossas dúvidas. Isso nos permitirá lidar melhor com essa nova situação.

Nesse sentido, devemos manter a mente aberta ao conhecer o seu novo companheiro. E, é claro, esperar que seja o começo de uma etapa de felicidade para o ser humano que nos deu a vida.

“Como filho, você deve entender que a vida continua e que é preciso oferecer todo o apoio necessário para a sua mãe.” 

casal cozinhando

Aceitar o inevitável

A aceitação é um valor que precisamos cultivar e podemos começar dentro da nossa famíliaNão é necessário que ao conhecer o novo companheiro de nossa mãe nos enchamos de alegria.

Temos que nos permitir pouco a pouco para conhecer cada detalhe dessa pessoa que está entrando em nossas vidas. Se no primeiro momento não gostarmos dela, não devemos transparecer isso. O ideal a ser feito é esperarmos até ficarmos sozinhos com a nossa mãe e dizermos o nosso ponto de vista de maneira sutil.

No fim das contas, o importante é a felicidade de todos. E se nossa mãe estiver feliz, então, nós também estaremos. Quem sabe o novo companheiro da nossa mãe não acaba se tornando uma surpresa agradável, diferentemente do que imaginávamos.