Evite o ciúmes de seu filho com a chegada do bebê

Evite o ciúmes de seu filho com a chegada do bebê

Última atualização: 23 Janeiro, 2017

Os ciúmes nas crianças são um processo normal, mas que geralmente preocupa os pais, que em sua maioria não sabem lidar com isso. Existem muitos motivos pelos quais a criança pode sentir ciúmes, mas é a chegada de um novo bebê um dos principais detonantes.

Esse sentimento não deve ser considerado como negativo, pois é uma das principais manifestações de que a criança sente apego por sua família e que na verdade sente medo de perder a atenção e o carinho de seus pais. Contudo, é necessário orientá-lo para que a emoção não se transforme em algo mais complicado.

Ainda que os pais cheguem a se preocupar com isso antecipadamente, no geral não começam a preparar seu filho para a iminente chegada do irmãozinho. É tão importante preveni-lo quanto trabalhar os ciúmes que já tenha se manifestado, por isso o convite é refletir sobre as maneiras de ajudá-lo a superar seus medos.

Facilite o processo de adaptação

Sabemos que nem todas as crianças reagem de forma igual, ou seja, alguns vão manifestar seus ciúmes e outros não, inclusive alguns nem sequer vão senti-los. Por isso, é importante realizar o mesmo exercício com as crianças que vão receber um irmãozinho, por meio de um processo de adaptação em sua nova vida.

Antes da chegada do bebê a criança deve saber que muitas coisas vão mudar. É possível que ela não tenha percebido, por isso você deve deixar isso claro. A atenção e o cuidado que requer um recém-nascido vai levar a maior parte do tempo dos pais. Por isso, não queremos que essa situação se torne uma surpresa para ela.

Não podemos obrigá-la a sentir da forma como queremos. Dessa forma, recomendamos ter paciência, ser compreensivos e tolerantes com a manifestação de suas emoções. É possível que as crianças superem isso rapidamente, e devemos estar atentos mas sem mais preocupações.

Quando o bebê chegar em casa, ele compreenderá melhor o que o foi conversado antes. Por isso, comece o processo de facilitar a adaptação da situação atual. Algumas famílias optaram por controlar a aproximação dos irmãos até que o mais velho tenha se estabilizado emocionalmente. 

Como ajudar  seu filho a evitar os ciúmes do novo bebê?

ciume-bebe

Talvez esse processo não seja fácil, porque as crianças não vão mudar seus sentimentos muito rápido, ainda mais se não corrigirmos corretamente. Porém, com amor e paciência podemos conseguir que essas emoções vão embora de maneira eficaz.

Para ajudar seus filhos com o problema dos ciúmes pela chegada do bebê podemos usar essas sugestões que tem ajudado muitas famílias.

crianca-beija-bebe

  • Ajude na aproximação da criança e do bebê  permitindo que o toque e pegue no colo com sua supervisão.
  • Certifique-se de que o resto da família e os amigos que chegarem para visitar possam dar atenção ao outro filhos e não apenas ao recém-nascido. 
  • Evite que o bebê fique no lugar onde dormia o filho mais velho, o quarto ou algum espaço pessoal.
  • Dedique atenção exclusiva diariamente ao filho mais velho por um momento, de forma que ele não se sinta excluído. Realize as mesmas atividades que sempre fizeram juntos.
  • Aceite com naturalidade as possíveis regressões que eles possam apresentar, tais como pedir de novo a chupeta. É recomendável atender esses pedidos sem dar muito interesse.
  • É recomendável ser carinhoso com os dois filhos, ou seja, não mostrar falta de atenção a nenhum dos dois em particular. É preferível não mimar muito o filho ciumento, porque ele poderá pensar que é bom o que está fazendo.
  • Procure não repreendê-lo por algum carinho excessivo ao bebê. É sempre melhor falar com firmeza e clareza sobe o que bom e ruim.
  • Também pode ser que dê certo se o convidamos a ajudar com os cuidados do irmãozinho. Isso o ajudará a desenvolver o afeto por este e permitirá reconhecer que de fato o bebê precisa de mais dedicação.
  • Seu primeiro filho gostará que você dê algum privilégio especial por ser mais velho, de modo a tentar criar um estimulo especial para ele.
  • Dependendo da idade do filho ciumento, este se adaptará rapidamente ao novo irmão. Contudo, recomenda-se estar atento a qualquer excesso ou conduta inapropriada.