O que faço se meu filho não quer ir à escola

· 18 de maio de 2017

Para algumas famílias ir ao colégio representa um grande desafio diário, pois quando alguma criança não quer ir a escola, geralmente é uma situação difícil de ser administrada tanto pelos pais como pelos professores.

Se essa é a situação na sua casa, preste atenção aos próximos tópicos.

Lembre-se quando esse comportamento apareceu

Se o seu filho ia feliz ao colégio e a partir de um dia já não quis mais ir, preste atenção a isso, pois pode ser um sinal de que algo aconteceu. Fale com ele e tente descobrir o que aconteceu; faça-o se sentir à vontade e que saiba que você estará lá para o que ele precisar. Você também deve ir ao colégio e falar com a professora, a psicóloga e o diretor se achar pertinente. Jamais subestime a rejeição de uma criança feliz e independente de ir para algum lugar, muito menos se essa negativa apareceu repentinamente.

Questão de preguiça

Se é um segunda-feira e o seu filho acorda com um pouco de preguiça e não quer ia para a escola, não tem jeito, ele terá que lidar com as segundas. Preste atenção também na hora que ele vai dormir todas as noites, poise não dorme bem, no dia seguinte vai ser difícil se levantarem pela manhã.

Meu filho não quer ir para a escola, o que faço?

Observe também as condições do seu quarto para garantir um verdadeiro descanso durante a noite: barulhos, iluminação, temperatura, condições da cama, pijamas, etc… Preste atenção em sua respiração, algumas crianças com desvio de septo nasal ou com congestões respiram mal, e por isso não descansam adequadamente.

Observe o comportamento do seu filho em outros ambientes

Se o seu filho também tem dificuldades para ir para outros lugares por ficar sem seus pais, então o problema pode não ser a escola, mas a criança em si. Se seu filho não quer ir para escola, mas também chora para ficar na casa da avó, ou na casa de um amiguinho ou em um aniversário que geralmente são lugares onde as crianças aproveitam e se divertem, pode ser que o seu filho seja uma criança insegura e tímida. Use algumas estratégias para torná-lo uma criança segura de si mesma e observe os resultados.

Entre em contato com outras mães do colégio

Converse com outras mães, pois sempre é bom saber se todas as crianças se sentem a vontade no colégio ou se existe alguma situação específica que esteja afetando todos as crianças, ou um grupo delas. Se o seu filho se negou a dizer o que acontece, você poderá ter um pouco mais de informação e saber se aconteceu algo.

Tenha uma boa comunicação com o seu filho

Num lar onde existe uma boa comunicação as crianças se sentem seguras do afeto e do apoio dos  pais. Nessas circunstâncias serão capazes de pedir ajuda ou contar sobre situações difíceis pelas quais estão atravessando, e assim você saberá o porquê de eles não quererem ir a escola. Escute-os com empatia, acredite nas suas palavras, não subestime suas dificuldades, o que para você pode ser uma besteira, pode significar uma grande coisa para ele.

Meu filho não quer ir para a escola, o que faço?

Preste atenção a problemas de saúde

Outro sinal de que realmente acontece algo de errado no colégio é o surgimento de doenças repentinas como febres, diarreias, dores estomacais ou dores de cabeça. Se seu filho queixa-se constantemente de algum incômodo, consulte seu pediatra e tente descobrir se trata-se realmente de um problema físico ou de um problema emocional.

Observe suas brincadeiras e seus desenhos

As crianças muitas vezes reproduzem sua realidade em brincadeiras e desenhos. Observe quando ele brinca com bonecos, escute os diálogos e preste atenção à situação que está reproduzindo na brincadeira.

Algo semelhante acontece com os desenhos, permita que ele se expresse com liberdade, em seguida observe se neles existe algo que possa indicar o motivo dele não querer ir à escola.

Busque ajuda especializada se o seu filho não quer ir para a escola

Certamente que cada mãe conhece o seu filho e com certeza todas essas recomendações que indicamos somados à sua intuição materna poderão esclarecer se a sua criança está passando por um dificuldade real. Não o subestime, imagine o que significa estar por 6 ou 8 horas seguidas num lugar que por alguma razão o faz se sentir mal. Agora imagine passar por isso todos os dias.

Se seu filho não quer ir para a escola e você tem certeza ou apenas suspeita que ele não está à vontade, busque ajuda de um psicólogo que possa ajudá-lo a se fortalecer, e ter as ferramentas para se defender ou que permita saber o que realmente está acontecendo.

Peça ajuda aos encarregados do colégio, pois eles estão ali para lhe ajudar e para garantir o pleno desenvolvimento do seu filho.