Como falar com a sua filha adolescente sobre a má conduta sexual

Você já conversou com a sua filha adolescente sobre a boa e a má conduta sexual? Vamos dar algumas dicas para fazer isso da maneira certa.
Como falar com a sua filha adolescente sobre a má conduta sexual

Última atualização: 01 Dezembro, 2020

É importante que, quando os seus filhos adolescentes começarem a crescer e ter interesse sexual, haja uma conversa sobre o assunto. É preciso falar sobre o sexo para que eles saibam quais condutas sexuais são adequadas e quais não são. Por isso, queremos dar algumas dicas sobre a forma de falar com a sua filha adolescente sobre a má conduta sexual.

Estamos nos referindo à conversa sobre o consentimento, sobre as maneiras de dizer “não” ao sexo oposto, deixando claro que você está falando sério, e sobre o que fazer se alguém te deixar desconfortável por meio de ações com conotação sexual. Tente fazer com que essa conversa não seja muito desagradável. Sua filha adolescente deve ver naturalidade em você diante desse assunto.

O que você deve saber sobre o assunto

Os adolescentes encontram informação e desinformação sobre o sexo em uma variedade de fontes: pais, amigos, cultura, mídia… As informações mais importantes sobre o sexo para os adolescentes vêm dos pais.

Além disso, não é preciso ser um especialista em sexualidade para ter conversas influentes com a sua filha adolescente sobre esse assunto. Fale sobre os fatos, associando-os aos seus valores pessoais e familiares em relação à consideração pelos outros, à sexualidade e às preocupações com a saúde sexual.

falar com a sua filha adolescente sobre a má conduta sexual

Para que a sua filha te leve a sério

Mantenha-se calma e positiva. Incentive sua filha tanto a falar quanto a escutar. Afinal, é uma conversa, e não uma conferência! Permita que ela argumente se não estiver de acordo com você.

Pense em como as suas expectativas em relação ao comportamento da sua filha adolescente vão mudar. Você pode dizer algo como: “Embora eu prefira que você espere para fazer sexo e beber, sei que as suas escolhas podem ser diferentes e sempre vou te ajudar quando você precisar de mim”.

O segredo para fazer com que os adolescentes te ouçam não é dar sermões. Faça da sua conversa um diálogo reflexivo, não uma palestra. Sua filha é um adulto emergente. Além disso, respeite a sua inteligência e a sua capacidade de reflexão. Se você tentar impor as suas próprias ideias, ela vai se fechar emocionalmente e deixar de te ouvir. Entretanto, se você realmente estiver interessada na perspectiva dela, isso vai fazer com que ela pense.

Além disso, suponha que os jovens sabem muito sobre sexo, seja porque já fizeram ou não. Eles certamente conversam sobre isso com os amigos e provavelmente já viram pornografia.

Talvez o que eles não estejam pensando é nas escolhas sexuais. Enfatize o fato de que, quando estiverem entre quatro paredes, nenhum adulto vai monitorar o seu comportamento sexual e, portanto, cabe a eles escolher o que é certo para eles mesmos.

Você poderia dizer algo como: “Se você não quiser fazer sexo com alguém, realmente espero que você não faça. Pense no que você poderia dizer a alguém que esteja te pressionando. Ter uma espécie de script em mente tornará mais fácil dizer não no calor do momento. E se você quiser dizer que sim, isso deve ser dito com seriedade. Não concorde em fazer algo à noite para depois se arrepender pela manhã”.

Eliminar o desconforto da conversa sobre a má conduta sexual

Na verdade, não há problema se essas conversas forem desconfortáveis. Não costumamos ter conversas sérias sobre sexo e não é algo com o qual a maioria de nós se sinta confortável. Faça o possível para ficar calma ao conversar com a sua filha adolescente, mas não se preocupe muito se se sentir desconfortável, fale mesmo assim.

falar com a sua filha adolescente sobre a má conduta sexual

Permita que a conversa aconteça naturalmente. Aproveite os momentos de aprendizado ao prestar atenção nas letras das músicas favoritas da sua filha adolescente, nos tópicos abordados pelos seus programas de TV favoritos ou nos eventos atuais.

Os adolescentes geralmente se sentem mais à vontade para falar sobre terceiros do que de si mesmos. Comece uma conversa com perguntas como, por exemplo: “Se dois amigos forem para casa juntos depois de uma festa, o que você acha que eles vão querer? Isso significa que eles vão fazer sexo?”.

Sobre a má conduta sexual

É necessário que os seus filhos adolescentes tenham compreensão sobre o que é consentimento e agressão sexual e que entendam que é importante estabelecer limites para evitar problemas com aqueles que não têm consciência do que é uma boa conduta sexual. É útil estabelecer as suas expectativas sobre como a sua filha trata as outras pessoas.

Dizer a eles para não terem relações sexuais provavelmente não vai funcionar, mesmo que você realmente espere que eles não tenham. Entretanto, você pode dizer para que, se fizerem sexo, sempre usem camisinha, além de outra forma de controle de natalidade e de prevenção contra doenças sexuais. Isso protege as duas pessoas. Adapte a conversa aos interesses e conhecimentos da sua filha adolescente.

Pode interessar a você...
A preocupação com o futuro durante a adolescência
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
A preocupação com o futuro durante a adolescência

Preocupação com o futuro: se seu filho adolescente passar muito tempo pensativo ou ansioso, é possível que ele esteja se questionando sobre seu fut...