Fertilidade masculina: um homem pode ser fértil a vida toda?

· 31 de maio de 2019
A fertilidade masculina, ao contrário da feminina, não diminui até o ponto da infertilidade completa. Não há limites, nem em idade nem em número, para a quantidade de espermatozoides produzidos durante a vida. No entanto, apesar de o homem sempre ser fértil, a fertilidade masculina diminui com a idade.

É um fato conhecido que a fertilidade de uma mulher é restrita e que os alarmes começam a disparar quando ela atinge a idade de 30 anos e ainda não tem filhos. Pelo contrário, muitas pessoas geralmente se perguntam se um homem pode ser fértil a vida toda.

A primeira coisa que você deve saber é que a idade do homem é importante. Inclusive, isso influencia até mesmo a saúde futura da criança, uma vez que, à medida que os homens envelhecem, as chances de conceber e ter um filho saudável diminuem.

A fertilidade masculina começa a diminuir após os 40 anos, quando a qualidade dos espermatozoides é reduzida. Isso significa que leva mais tempo para as parceiras conceberem e, quando conseguem, há um risco maior de aborto espontâneo.

Fertilidade masculina: um homem pode ser fértil a vida toda?

Houve inúmeros casos em que homens com 80 anos conceberam. Essa é uma prova conclusiva de que os homens não se tornam estéreis até o último suspiro.

Os espermatozoides são produzidos ao longo da vida de um homem. Por consequência, teoricamente, um homem pode ser fértil a vida toda. No entanto, a potência diminui consideravelmente com a idade.

Apesar de tudo, não há dois homens iguais. A herança genética varia de um para outro e existem inúmeros fatores, tais como dieta e vida sexual, que podem determinar as chances de conceber durante a velhice.

O que um homem pode fazer para ser fértil a vida toda?

Na verdade, você deve saber que existem muitas maneiras de aumentar a fertilidade de um homem, mesmo em idades mais avançadas. O mais importante é escolher o estilo de vida certo e manter o estresse sob controle.

O que um homem pode fazer para ser fértil a vida toda

Há algumas mudanças simples de estilo de vida que todo homem pode fazer para aumentar a sua fertilidade e, dessa forma, aumentar as chances de concepção. Estas são algumas das dicas que devem ser levadas em conta:

1. Evitar o excesso de peso

Para começar, você deve saber que é importante ser saudável. Estar acima do peso tem efeitos negativos, pois faz com que o nível de testosterona seja menor porque a gordura tende a reduzir esses níveis no corpo. Da mesma forma, a obesidade afeta a fertilidade e a contagem de espermatozoides.

2. Manter uma boa dieta

Comer bem melhora a qualidade e a quantidade de espermatozoides. Portanto, os homens devem ficar longe de alimentos gordurosos, tanto quanto possível.

Essa precaução servirá para reduzir significativamente o risco de danos aos espermatozoides. Além disso, você deve considerar que não consumir carne reduz significativamente o número de espermatozoides.

Além disso, homens que têm uma dieta rica em folato, uma vitamina do complexo B que está presente em muitos alimentos, tais como aspargos ou brócolis, têm entre 20% e 30% menos risco de ter espermatozoides anormais.

3. Prática de exercício físico

A prática de exercícios regulares pode ajudar a fertilidade, pois permite controlar o peso corporal e aliviar o estresse.

Homens que se exercitam regularmente – mais de 7 horas por semana – têm 50% mais espermatozoides do que os homens que não se exercitam ou que fazem isso com moderação.

“A herança genética varia de um para o outro e existem inúmeros fatores, tais como dieta e vida sexual, que podem determinar as chances de conceber durante a velhice.”

4. Parar de fumar

Fumar não afeta apenas os pulmões, mas também pode prejudicar a fertilidade masculina. A nicotina diminui a contagem de espermatozoides e também afeta a sua qualidade e mobilidade.

5. Reduzir o consumo de álcool

Limitar o álcool é necessário para manter a fertilidade. Embora não seja tão prejudicial quanto a nicotina, o consumo excessivo de álcool diminui a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

Reduzir o consumo de álcool

6. Evitar o calor

O calor das saunas ou banheiras de hidromassagem é terrível para os espermatozoides, já que aumenta a temperatura nos testículos e, consequentemente, reduz a produção de espermatozoides.

7. Aprender a controlar o estresse

O cortisol, o hormônio do estresse, diminui a produção de testosterona no organismo. Quando isso acontece, a produção de espermatozoides também é reduzida. Portanto, quando o estresse é crônico e pode ser sentido em altas doses todos os dias, a produção de espermatozoides será afetada.

Por fim, lembre-se de que, embora um homem possa ser fértil durante a vida toda, as doenças sexualmente transmissíveis, tais como a clamídia e a gonorreia, são a principal causa evitável de infertilidade nos homens. Tanto essa quanto as sugestões anteriores permitirão que você desfrute de uma vida fértil mais prolongada.