Meu filho engoliu chiclete, o que fazer?

O que acontece se seu filho engolir o chiclete? Existem vários mitos que podem nos preocupar como mãe, mas quais deles são reais? Aqui vamos contar a você.
Meu filho engoliu chiclete, o que fazer?

Última atualização: 19 março, 2022

Quem nunca ouviu ou disse em algum momento: “Meu filho engoliu chiclete e eu não sei o que fazer”? Bem, é quase impossível evitar que uma criança experimente goma de mascar desde cedo. Seja porque ganharam entre as guloseimas de um aniversário, ao brincar de doces ou travessuras no Halloween ou por causa da indulgência dos avós, sempre há a possibilidade de que eles cheguem às suas mãos. Embora seja verdade, não podemos monitorar cada mastigação, então você precisa saber o que fazer se seu filho engolir o chiclete.

Ao perceber que a criança já está comendo o doce, não há outra escolha a não ser ensiná-la o que fazer corretamente. Explique que o objetivo disso é aproveitar seu sabor e nos divertir em cada mastigada até a hora do descarte.

Constantemente ouvimos muitas coisas sobre o que poderia acontecer com esse chiclete dentro do corpo do seu pequeno. Na maioria das vezes, essas conclusões nada mais são do que mitos familiares que foram transmitidos por gerações, incluindo aquele que afirma que, se você engolir o chiclete, ele ficará no estômago por sete anos.

O que fazer se meu filho tiver engolido chiclete? A primeira coisa é manter a calma e ignorar os mitos que giram em torno do assunto. Além disso, é importante conhecer as informações adequadas e necessárias para entender o que realmente acontece quando você engole esse doce e como deve agir diante disso.

Quanto tempo levará para que o chiclete seja eliminado do organismo?

Embora seja verdade que o chiclete é feito de borracha (elastômeros, plastificantes e resinas), aromatizantes, óleos e adoçantes, também é verdade que resiste aos ácidos estomacais e, portanto, não pode ser dissolvido. Mas, mesmo assim, o próprio organismo é capaz de expulsá-lo sem problemas.

O que fazer se meu filho engoliu chiclete?

O chiclete seguirá o mesmo processo que qualquer outro alimento dentro do trato digestivo e será quase impossível que ele fique preso dentro do corpo. A guloseima não ficará para sempre no estômago da criança, pois, como o restante dos alimentos, acabará virando matéria fecal.

Meu filho engoliu chiclete, há algum risco?

O risco torna-se evidente quando a quantidade de chiclete é maior que 5 unidades, o que pode fazer com que algum pedaço fique preso na abertura do esôfago, provocando asfixia ou até obstrução do intestino, razão pela qual seria necessário recorrer à intervenção cirúrgica.

Se você perceber que seu filho deixa de ir ao banheiro com a mesma frequência de antes, pode se tratar de um bloqueio intestinal. A criança também pode apresentar vômito amarelado ou esverdeado. Os sintomas acima mencionados serão claros de que você deve ir ao pronto-socorro o mais rápido possível e indicar que a criança engoliu chiclete.

Consequências do chiclete para a saúde

  • O chiclete faz com que a criança engula ar, o que pode causar dor intensa e inchaço abdominal devido à ingestão constante de saliva. Enviar sinais falsos ao estômago ativará mais os ácidos, pois o órgão acreditará que deve digerir esse alimento. Isso produz gases e outros problemas gastrointestinais.
  • Em certas ocasiões, é recomendado mascar chiclete como método de relaxamento da articulação temporomandibular, mas fazer isso por muito tempo pode causar o resultado contrário e até desgaste.
  • Existem no mercado chicletes que, por não conterem açúcares naturais, são feitos com componentes químicos como o sorbitol, um conhecido laxante que pode ser tóxico e causar fortes dores de estômago e diarreia.
  • Por outro lado, chicletes que contêm altos níveis de açúcar são igualmente prejudiciais à saúde oral, pois, quando o açúcar adere aos dentes, promove o aparecimento de cáries.
    Meu filho engoliu um chiclete.

Evite angústias desnecessárias por mascar chiclete

A melhor coisa a fazer, como apontam os especialistas da The Nemours Foundation, é que crianças menores de cinco anos não masquem chiclete, pois não têm idade suficiente para entender que não deve ser ingerido. Tomar esse cuidado evitará episódios de angústia por: “meu filho engoliu um chiclete”, porque, por hábito, é isso que o pequeno vai fazer.

Da mesma forma, devemos aconselhar os mais velhos a descartá-lo quando seu sabor artificial desaparecer, pois esse doce não tem valor nutricional e não traz nenhum benefício ao organismo. Longe de ajudar, a goma de mascar pode se tornar um hábito que só trará consequências negativas à sua saúde e ao meio ambiente, já que os chicletes não se degradam facilmente.

Pode interessar a você...
Consumo de adoçantes por crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Consumo de adoçantes por crianças

O debate sobre como os adoçantes afetam a saúde ainda continua. No entanto, existe algum risco em oferecer adoçantes para as crianças?