Filhos superprotegidos: o perigo do narcisismo

· 15 de setembro de 2017

Todos nós pais desejamos que os outros valorizem positivamente nossos filhos. Queremos que o mundo seja capaz de vê-los como nós os vemos: espertos, especiais e bons. Não existe maior fã de uma criança que seus próprios pais. E isso, por muitas vezes é um grande erro. Nós não nos damos conta de que fazendo isso, fomentamos o problema do narcisismo infantil.

A felicidade dos filhos é uma das prioridades dos pais. Temos medo de que a criança sofra, de que fique traumatizada, e que isso a leve a ter problemas quando adulto. São nossa maior alegria e por esse motivo, queremos dar a eles toda a facilidade e oportunidades que nós mesmos não tivemos. O problema é que não deixamos que eles se esforcem por um objetivo e isso, por fim, será pior do que qualquer trauma infantil.

Se transformam em crianças narcisistas, malcriadas e fracas. Sabem falar 3 idiomas aos 7 anos de idade, mas não sabem amarrar os sapatos ou colocar a mesa para as refeições. Possuem um ego exageradamente elevado, e se acham com direito a tudo o que querem. Para combater isso é preciso saber muito bem como é esse comportamento e quais são suas causas.

O que é o narcisismo?

É um transtorno de personalidade. A principal característica do narcisismo é: a admiração exagerada de si mesmo. Sobrestimam suas capacidades, carecem de empatia, e necessitam chamar a atenção dos demais para se sentirem bem. Geralmente, seu comportamento gera a antipatia das pessoas, o que os impede de ter amizades saudáveis. 

Também apresentam uma série de comportamentos, que costumam estar associados à má educação, quando na realidade, os pais tentaram fazer exatamente o contrário:

  • Somente podem ser compreendidos por pessoas de seu mesmo “tipo” ou que eles considerem superiores.
  • Acreditam que têm direito a tudo.
  • Tratam mal a todos em suas relações. São egoístas e se aproveitam das pessoas ao seu entorno.
  • Carecem de empatia, como já mencionamos anteriormente.
  • São muito prepotentes.
  • Acreditam que os outros sentem inveja deles.
  • Possuem uma autoestima bastante baixa. Por isso necessitam constantemente de admiração. 

Ensinar não é transferir conhecimento, é criar a possibilidade de produzi-lo.

-Paulo Freire-

Como evitar os problemas do narcisismo infantil?

Ainda que, como mencionado anteriormente, o narcisismo pertence à uma classe de patologia, é bastante comum encontrar sinais dela em muitas crianças superprotegidas. É nossa obrigação educar as crianças convenientemente, para que esse processo não se desenvolva. Compreendido isso, a aproxima pergunta é, o que podemos fazer a respeito?

Não atender a todos os seus caprichos

Devemos deixar bem claro para eles que nós não vamos atender a todos os seus pedidos. Se realmente desejam alguma coisa, têm de fazer por merecer. Devem saber que tudo o que possuem custou um esforço de seus pais. Que fora de casa nem sempre vão obter o que querem e é bem melhor que se acostumem a isso. Não sendo assim, podem se converter em pessoas insuportáveis.

del narcisismo 3

Ensinar a respeitar ao próximo

Esta certo que é bastante importante que a criança se sinta querida, porém, também é importante que não acredite que é superior aos demais. Devemos ensinar à ela que, ainda que seja muito especial, existem outras criança especiais, cada uma à sua maneira.

Ela deve respeitá-las e gostar de todas. Uma boa motivação para isso seria permitir que ela vá brincar na casa de outras crianças e também que outras venham brincar em sua casa. Assim se acostumará a dividir e a se relacionar com famílias diferentes da sua.

Qualquer ato tem suas consequências

Caso se comporte mal, será castigado. Caso se comporte bem, ganhará uma pequena recompensa. Isso servirá de estímulo para que modifique seu comportamento e saiba que não é intocável.

Não é preciso exaltar seus erros, nem humilhar a criança por isso, nem tampouco deixá-la de lado. Ela deve aprender a aceitar as consequências de seus atos. Assim no futuro, irá refletir antes de agir.

del narcisismo 2

Deixe que enfrentem pequenos desafios

O maior inconveniente do narcisismo é que impede que nossos filhos amadureçam. Deixe que enfrentem a pequenos desafios diários, como aprender a fazer a cama no menor tempo possível, ou a amarrar os sapatos de uma maneira diferente.

Com esses pequenos desafios, a criança aprenderá a fazer as coisas por si só. Você também pode motivá-la para que ela ajude na cozinha, deixando que ela mesma faça suas misturas e outras coisas que gostem. Assim, passo a passo, pode ser que se acostume a se alimentar de forma saudável.