Fobia de insetos em crianças

· 15 de julho de 2018
Para nós, adultos, os insetos podem parecer inofensivos. No entanto, para as crianças, esses bichinhos, alguns em especial, podem causar um medo muito grande. Esses medos podem chegar a se transformar em fobias.

Seu filho tem um medo muito grande e irracional de insetos? Se a resposta for sim, pode se tratar de uma fobia. Apesar de não ser algo grave, é recomendável extinguir esse medo o quanto antes. Por isso, neste artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre fobia de insetos em crianças.

Em primeiro lugar, vale a pena deixar claro que existe uma grande diferença entre fobia e medo. O medo é um sentimento de aversão e temor por alguma coisa. Todas as pessoas sentem medo em algum momento de suas vidas.

E mais: é um mecanismo necessário para a nossa sobrevivência. Ao longo dos milhares de anos da existência humana, o medo ajudou o ser humano a ficar alerta em relação a possíveis ameaças.

No entanto, uma fobia é diferente. As fobias se caracterizam pela intensidade, por causar uma ansiedade excessiva e, consequentemente, interferir no desenvolvimento da vida de uma pessoa.

Nas crianças, as fobias que podem se manifestar são variadas. As mais frequentes são a claustrofobia (medo de permanecer em ambientes fechados), a coulrofobia (medo de palhaços), a nictofobia (medo do escuro ou da noite), a fobia escolar, entre outras.

Sintomas da fobia de insetos em crianças

Em geral, o que uma criança com fobia de insetos sente quando se encontra na presença ou entra em contato com um desses bichinhos não é muito diferente do que outras pessoas com fobia sentem. Os sentimentos podem ser resumidos nas duas classificações a seguir:

  • Sintomas físicos: incluem dificuldade em respirar, taquicardia, tremores, tonturas e vômitos, suor intenso e sensação de aperto no peito. Além desses sintomas, podem aparecer outros mais específicos em cada indivíduo.
  • Sintomas emocionais: a pessoa sente um pânico paralisador, desejo de fugir, medo de perder o controle de si mesma e até medo de morrer. É uma situação muito angustiante e praticamente impossível de controlar ou esconder.

 fobia de insetos em crianças

Causas da fobia de insetos em crianças

Uma primeira razão para o aparecimento da fobia de insetos em crianças é ter passado por uma experiência traumática. Na infância, talvez provavelmente todos já tenhamos sido vítimas de picadas de formigas ou abelhas, por exemplo. Mas, para algumas crianças, essas experiências deixam marcas mais fortes do que para outras.

Por outro lado, na perspectiva dos pequenos, as próprias características dos insetos podem causar um medo muito grande. Pense bem: muitas patas, antenas, ferrões, asas, alguns têm até pelos. Para os pequenos, que estão descobrindo o mundo exterior, os insetos são praticamente monstros em miniatura!

Além disso, embora pareça exagero, muitas fobias são transmitidas aos pequenos pelos pais. Ou seja, são medos dos adultos que, através de reações, comentários e comportamentos, também foram crescendo na mente das crianças.

Da mesma forma, outros atores do convívio das crianças podem influenciar na construção das fobias. Por isso, é extremamente importante monitorar o conteúdo ao qual as crianças têm aceso, tanto na televisão quanto na internet.

“As fobias se caracterizam pela intensidade, por causar uma ansiedade excessiva e, consequentemente, interferir no desenvolvimento da vida de uma pessoa.”

Como ajudar a criança a vencer a fobia de insetos

A principal técnica para vencer um medo e, consequentemente, uma fobia, é enfrentá-los. Certamente, não é algo que deve ser feito de maneira brusca, já que seria uma experiência ainda mais traumatizante. Pelo contrário, deve ser feito da maneira mais progressiva possível.

Em primeiro lugar, podemos usar fotografias e vídeos para estabelecer o contato inicial. Isso será muito útil para que a criança compreenda o estilo de vida e o comportamento de cada inseto.

fobia de insetos em crianças

Em segundo lugar, podemos tentar um encontro ao vivo, mas ainda sem contato. A observação é uma excelente maneira de perder o medo excessivo pouco a pouco.

Em seguida, desde que a criança se sinta pronta, você pode ajudá-la a tocar no inseto. Se ela não quiser tocar com a mão, pode usar um graveto ou uma folha para estabelecer esse contato. Assim, com essas pequenas ações, poderemos ajudar as crianças a vencer a fobia de insetos.

Certamente, se não for suficiente, sempre existe a possibilidade de recorrer à ajuda profissional. Os psicólogos geralmente tratam fobias simples como essa em poucas sessões.

Por fim, é importante destacar três coisas que não se deve fazer. Obviamente, não faça pouco caso da situação. O menor comentário ofensivo sobre esse medo, que a criança não controla, pode ser negativo para a autoestima dela.

Também não subestime os sentimentos da criança. Da mesma forma, não tente argumentar para que ela ‘elimine’ esse medo sozinha. Pelo contrário, assuma uma atitude compreensiva e expresse tranquilidade com suas ações na presença desses bichinhos com quem compartilhamos o mundo. Com o tempo, as crianças vão conseguir vencer esse medo.