Formas de estimular a visão dos bebês

· 17 de dezembro de 2017

Brincar com o bebê, escondendo seu brinquedo favorito, é uma das formas de contribuir com o desenvolvimento da visão. Se você deixar apenas uma parte visível, ele vai conseguir encontrar.

No início da vida, tudo está para ser descoberto. Estimular a visão dos bebês é uma tarefa maravilhosa que vai abrir os olhos para uma vida cheia de experiências e conquistas.

No recém-nascido, o olfato e o tato são os sentidos mais desenvolvidos. A visão ainda é limitada. Ele consegue perceber o que acontece ao redor, mas tem dificuldade de focalizar um objeto no seu campo visual. Até os 2 anos de idade, estimular a visão do bebê vai ser um grande desafio e as cores são seu grande aliado.

A conquista desse mundo exterior, o qual o bebê mal conhece, vai ser mais fácil à medida que a estimulação visual for iniciada desde cedo.  Quanto menor o bebê for, mais chances do progresso ser rápido.

Quando o bebê consegue diferenciar formas, ele aumenta sua percepção visual, um aspecto fundamental para a fase escolar. Os pais devem estimular essa capacidade para aumentar a velocidade no reconhecimento dos objetos e de situações da vida diária.

O primeiro e melhor estímulo é o rosto materno. O bebê nunca se cansa de trocar olhares com a mamãe. Se ela tentar se manter a 25 centímetros do rosto do bebê, o pequeno será capaz de focalizar melhor sua visão nos primeiros meses de vida. Com isso, as palavras doces e divertidas que você disser olhando seu pequeno nos olhos, vão causar um efeito prazeroso que farão com que seu bebê queira sempre procurar seu olhar.

estimular a visão

Vozes e olhares, o vínculo materno

O recém-nascido vai associar o rosto da mamãe à voz, ao tato, aos carinhos, ao momento de matar a fome e ao sentimento de segurança. É recomendável manter contato visual com o bebê ao dar de mamar, ao dar banho e ao brincar com o pequeno. Quando o bebê olha e toca a mamãe, enquanto ela fala e faz carinhos, o vínculo afetivo se reforça.

Fixar o olhar em um objeto é uma conquista obtida a partir das seis semanas de vida. O bebê, então, consegue acompanhar movimentos, perceber luzes e sombras, contrastes e formas.

Chocalhos vermelhos ou coloridos ajudam o bebê, a partir do terceiro mês, a relacionar a visão com a audição para encontrar a origem dos sons. Quando você balançar e movimentar o objeto, o pequeno vai acompanhar com o olhar. Os bebês, geralmente, têm preferência por figuras de diferentes tamanhos e com desenhos elaborados.

Também é possível estimular a visão do bebê através de luzes que ele vai tentar acompanhar e que, além disso, contraem suas pupilas, um indicativo de que tudo está bem. Deixar o bebê olhar as mãozinhas, descobrir que consegue movimentá-las é de extrema importância. Logo ele vai tentar segurar objetos e vai começar a se tornar consciente do próprio corpo. Esse é o começo da coordenação entre os olhos e as mãos.

estimular a visão

Brinquedos e bichinhos de pelúcia

Balançar um bichinho de pelúcia em cada mão enquanto conversa com o bebê, vai atrair a atenção dele para os objetos mostrados. Além de estimular a visão, inicia o processo de aprender a conversar.

Os móbiles de cores alegres com brinquedinhos de vários tamanhos pendurados são muito úteis para a estimulação visual. Eles ajudam a praticar a coordenação, pois o bebê vai olhar e tentar pegar.

Grandes aliados nessa tarefa de estimular a visão do bebê são os alimentos coloridos que ele pode pegar com as mãos. Ao colocar na boca, o pequeno vai desenvolvendo ainda mais a coordenação entre os olhos e as mãos, aumentando os vínculos entre os cinco sentidos.

Fotos e outras atividades

Mostrar fotos de família ao bebê é um excelente estímulo para a visão. A partir dos 8 meses, o bebê já consegue reconhecer rostos e também se lembrar de pessoas queridas. Uma coisa positiva é dar um passeio no parque ou viajar para a praia e permitir que o bebê observe diferentes paisagens. Além de ter contato com objetos diferentes, como folhas, pedras, carros, animais, etc. Dessa maneira, o pequeno consegue aumentar sua capacidade visual. Apontar para as coisas ao mesmo tempo em que se fala delas também ajuda a desenvolver as habilidades dos bebês.

Pouco a pouco o bebê vai começar a diferenciar e reconhecer objetos. Ele vai começar a procurá-los com o olhar e se tornar mais consciente do mundo que está a sua volta. Ele começa a fixar o olhar em coisas pequenas, começa a ter noção de profundidade e acompanha objetos que se mexem rapidamente.

À medida que a estimulação avança, o bebê se torna capaz de diferenciar o que está perto do que está longe. Ele se torna mais consciente do mundo ao redor e mais capaz de enfrentar situações novas. Outra conquista da maravilhosa experiência de aprender a viver.