Guia de higiene do sono para crianças

· 4 de abril de 2019
O que posso fazer para meu filho descansar bem? Se o seu filho tem dificuldade para dormir, você pode colocar em prática o guia de higiene do sono para crianças.

Você sabia que a insônia produz efeitos prejudiciais se não for tratada a tempo? Por isso, é importante que as crianças tenham bons hábitos de sono. O sono é uma necessidade do organismo que permite restabelecer as funções físicas e psicológicas essenciais. Seguindo o guia de higiene do sono para crianças, você pode fazer com que o seu filho tenha um sono reparador que seja revertido em uma boa saúde.

Guia de higiene do sono para crianças: 5 recomendações

A fim de proporcionar um sono reparador para o seu filho, é conveniente seguir esta série de dicas:

Cumprir uma série de rotinas relacionadas à hora de ir dormir

É essencial gerar na criança o hábito de dormir todos os dias na mesma hora. Para fazer isso, você deve estabelecer atividades de rotina prévias, tais como tomar um banho, jantar pelo menos duas horas antes de ir para a cama e estabelecer uma quantidade de tempo prudente e fixa para assistir televisão ou ler uma história.

A qualidade do sono depende em grande parte de uma rotina estabelecida e do horário que as crianças acordam de manhã. Você deve permitir que a criança durma o tempo que ela precisar.

higiene do sono

O lugar onde a criança dorme

O quarto do seu filho ou filha deve estar condicionado para o sono. Isso significa que deve ter uma temperatura adequada, ser acolhedor, confortável e ter uma boa luz durante o dia, mas permanecer escuro à noite. Se a criança ficar com medo, você pode deixar acesa uma luz bem fraca, que não incida diretamente sobre o rosto.

Seu filho deve relacionar o quarto dele com dormir à noite. Outro detalhe é fazer com que a criança sempre durma na mesma cama e vista pijamas confortáveis.

Evite distrações e ruído excessivo

Os videogames, a televisão e os aparelhos de música não devem ficar ao alcance da criança na hora de ir para a cama. Eles trazem a tentação de brincar e distraem do sono. Além disso, é muito importante controlar o ruído no quarto para que o sono não seja interrompido. Se isso acontecer, depois será mais difícil pegar no sono novamente.

Ter autonomia na hora de dormir

Embora a criança precise estar perto de seus pais para se sentir segura, é necessário ensinar que ela deve dormir sozinha no quarto dela. A sugestão é acompanhá-la em algumas ocasiões enquanto ela adormece. No entanto, essa não deve ser a regra. Em outras noites, devemos permitir que ela fique sozinha até adormecer.

Limitar as atividades físicas à noite

Certamente, outro aspecto fundamental encontrado no guia de higiene do sono para crianças é não fazer atividade física pouco antes de dormir, parando pelo menos duas horas antes de ir para a cama.

Também é essencial servir o jantar duas horas antes de dormir e não consumir alimentos com alto teor de açúcar. Além disso, é interessante eliminar os carboidratos à noite para que a digestão não seja muito difícil.

Evite também que a criança tome bebidas estimulantes tais como chá, cafeína ou chocolate e forneça uma boa alimentação rica em frutas e legumes. Dessa forma, tudo isso vai garantir que a criança durma o suficiente e tenha um sono reparador.

Causas de insônia nas crianças

Efeitos prejudiciais para as crianças com dificuldade de dormir

Quando as crianças dormem pouco à noite, as consequências são evidentes no organismo. Mudanças de humor, falta de vontade de fazer atividade física e diminuição da capacidade de atenção e concentração. Nesse sentido, elas também ficam mais propensas a sofrer com problemas emocionais devido a esse desajuste.

Causas de insônia nas crianças

Na maioria dos casos, os transtornos mentais são acompanhados por uma piora na qualidade e na quantidade de sono, além de algumas doenças, tais como a enurese, que consiste na perda do controle sobre o esfíncter da bexiga.

Outros fatores são as condições do ambiente, a luminosidade e a escuridão, medicamentos e alergias, por exemplo.

Embora não seja fácil estabelecer uma rotina para a criança, deve-se persistir e contar com a contribuição da família inteira.