O que são as habilidades parentais positivas?

Esses recursos parentais são implementados por muitos pais e se baseiam nos princípios de uma paternidade positiva. Aqui vamos explicar do que se trata esse conceito.
O que são as habilidades parentais positivas?

Última atualização: 27 Novembro, 2021

A educação e a paternidade são uma das tarefas mais difíceis da vida. Por esse motivo, é muito importante desenvolver boas habilidades parentais desde o início. Entre elas, as habilidades parentais positivas são aquelas que permitem aos pais realizar o seu trabalho de forma responsável e respeitosa.

Em geral, todos os pais têm capacidade para cumprir seu papel. No entanto, diversos fatores podem condicionar a implementação de suas atitudes.

Os filhos dependem de um bom vínculo para se desenvolver bem, e os pais precisam trabalhar muito para conseguir isso. Por isso, hoje queremos compartilhar com você essas ferramentas fundamentais para criar seus filhos.

Habilidades ou capacidades parentais positivas?

Quando falamos sobre habilidades parentais positivas (HPP), estamos nos referindo aos recursos cognitivos, emocionais e comportamentais que os pais usam para criar seus filhos. Com isso, eles conseguem proporcionar carinho e segurança, e promover as condições necessárias para que os pequenos se desenvolvam de forma saudável.

Antes de entrar nesse tópico, é importante diferenciar dois conceitos-chave:

  • Capacidades ou competências parentais, que são as características pessoais dos pais para lidar de forma adequada com a educação dos filhos.
  • Habilidades parentais, que se refere à implementação de cada uma das capacidades parentais disponíveis.
Pais abraçando seu bebê para se relacionar e se conectar com ele.

Todos nós temos capacidades parentais, uma vez que estamos preparados para desempenhar o papel de pais. No entanto, nem todos nós temos as habilidades necessárias para colocá-las em prática.

Quais são os papéis das habilidades parentais positivas na infância?

Para serem consideradas HPP, essas habilidades devem cumprir três funções essenciais.

Função de socialização

As HPPs permitem que a criança faça uma construção de si mesma e mantenha boas interações com o ambiente.

Portanto, a missão dos pais é servir de exemplo para que os filhos adquiram comportamentos socialmente aceitáveis. Isso é essencial para que os pequenos aprendam a se relacionar com os outros de maneira respeitosa.

Função nutriente

Criar indivíduos saudáveis e íntegros requer nutri-los física e emocionalmente. Nesse sentido, o apego seguro desde os estágios iniciais permite que as crianças se sintam seguras e protegidas para experimentar fora do ninho.

Função educacional

O mundo é o que seus membros podem alcançar. Portanto, se quisermos dar aos nossos filhos um mundo melhor, devemos transmitir bons valores. Entre eles, a responsabilidade e o respeito pela vida humana e pela natureza.

Quais habilidades parentais são necessárias nos primeiros anos de vida?

Durante a primeira infância é fundamental contribuir para o desenvolvimento positivo e adequado das crianças. Para isso, é necessário apelar a certas capacidades pessoais que fazem parte da parentalidade positiva: empatia, flexibilidade, altruísmo, capacidade de resolução de problemas e assertividade.

Nesse sentido, as habilidades parentais positivas necessárias para criar um filho na primeira infância são as seguintes:

  • Capacitar: incentiva as crianças a se esforçarem para que desenvolvam suas próprias capacidades a fim de atingir seus objetivos pessoais e sociais.
  • Estabelecer vínculos afetivos calorosos: isso lhes dá segurança emocional.
  • Apoiar e estimular: ajuda no desenvolvimento de suas capacidades internas.
  • Estruturar: um ambiente com limites claros dá às crianças a segurança externa e interna necessária para alcançar a calma.
  • Educar sem violência: é uma condição indispensável para criar indivíduos que construam uma sociedade justa e pacífica.

Consequências das habilidades parentais positivas

Os filhos começam uma longa jornada de vida ao nosso lado, e as consequências dos diferentes estilos de criação serão evidentes a curto e longo prazo.

Quando as HPPs são implementadas, alguns aspectos da vida das crianças se beneficiam diretamente, como saúde física, emocional e psicológica.

Por sua vez, os pais que colocam em prática essas habilidades educam de forma mais tranquila e respeitosa. Isso permite que seus filhos cresçam em um ambiente muito mais alegre e tranquilo, onde o respeito, o carinho e a solidariedade são a norma.

Por isso, no futuro, as crianças criadas com as HPPs serão pessoas mais saudáveis, mais equilibradas e justas.

Crianças se abraçando durante uma viagem de campo.

Adote alguns desses hábitos parentais!

Como você viu neste artigo, as HPPs favorecem o desenvolvimento e a educação das crianças. Todos nós podemos ter certas capacidades para sermos pais, mas não necessariamente temos os recursos para colocá-las em prática.

É importante que os pais se observem e reflitam sobre si mesmos com alguma frequência, para recalcular suas estratégias parentais e educacionais.

O sucesso da educação de uma criança depende não apenas da escola que ela frequenta, mas também do papel ativo de seus pais.

Pode interessar a você...
Estilos educativos parentais e sua influência na personalidade
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Estilos educativos parentais e sua influência na personalidade

Sabemos que existem diferentes estilos educativos parentais. Cada um deles afeta, de maneiras diferentes, a personalidade dos nossos filhos.



  • Capano, Á., & Ubach, A. (2013). Estilos parentales, parentalidad positiva y formación de padres. Ciencias psicológicas, 7(1), 83-95. En internet : http://www.scielo.edu.uy/scielo.php?pid=s1688-42212013000100008&script=sci_arttext
  • Gómez Fraguela, X. A., & Villar Torres, P. (2001). Los padres y madres ante la prevención de conductas problemáticas en la adolescencia. La aplicación del programa Construyendo salud: Promoción de habilidades parentales. CEAPA.
  • Ger, S., & Sallés, C. (2011). Las competencias parentales en la familia contemporánea: descripción, promoción y evaluación. Educación social. Revista de intervención socioeducativa, 49, 25-47.