Hidratação e esportes em crianças: o que você deve saber

Você leva em consideração a hidratação dos seus filhos durante a prática de esportes? Neste artigo, vamos explicar como cuidar melhor da saúde dos pequenos ao fazer atividades físicas.
Hidratação e esportes em crianças: o que você deve saber

Última atualização: 26 Julho, 2021

Manter a hidratação adequada durante a prática de esportes é de extrema importância, principalmente quando estamos falando de crianças. Mesmo assim, alguns pais não têm informações suficientes sobre o assunto e desconhecem os riscos que a desidratação acarreta para a saúde dos seus filhos.

Você quer saber mais sobre esse assunto? Confira todas as informações nos parágrafos seguintes.

Hidratação e esportes em crianças

A atividade física é um dos aspectos mais importantes da vida das crianças, não importa se é um jogo, um esporte ou um mero entretenimento.

As crianças geralmente apreciam essa experiência do movimento, o que também favorece a prevenção de doenças relacionadas ao estilo de vida sedentário. Por outro lado, manter-se em atividade contribui para o desenvolvimento físico e psicológico da infância.

Durante o exercício, o corpo realiza um esforço significativo. Com isso, parte da energia será transformada em movimento e o resto em calor. Isso causará uma elevação na temperatura corporal e um aumento da transpiração para compensar o superaquecimento.

Sinais de desidratação

Entre as substâncias que são eliminadas durante a transpiração está a água. Quando esse líquido não é reposto adequadamente, o corpo da criança gradualmente começa a mostrar sinais de sua carência.

No início, podem ser sinais muito sutis, mas com o passar do tempo e o aumento da perda, eles ficarão mais evidentes. Os primeiros sinais de desidratação em crianças incluem os seguintes:

  • Aumento da frequência cardíaca (taquicardia).
  • Pele pálida e fria.
  • Mais cansaço do que de costume.
  • Dor de cabeça, sensação de entorpecimento.
  • Olhos fundos.
  • Lábios e mucosa oral secos.

É importante saber que a sede é um sintoma de desidratação tardia, por isso é aconselhável repor os líquidos mesmo quando a criança ainda não estiver expressando essa necessidade.

Todos os itens acima podem ocorrer com mais frequência durante os meses quentes. Esse aspecto é algo que seu filho provavelmente vai ignorar, por isso recomendamos que você reforce mais do que nunca sua hidratação se ele costuma praticar esportes.

Preste atenção ao suor excessivo, pois pode alertar para o risco de desidratação. Observar esses aspectos também é um trabalho do treinador. Portanto, tente manter uma comunicação frequente com ele para ser atualizada sobre os problemas de saúde que seu filho pode vir a apresentar.

Hidratação adequada

Embora muitos adultos consumam bebidas esportivas para se reidratar durante ou após a atividade, elas não são apropriadas para crianças, pois contêm altos níveis de eletrólitos (como o sódio).

O mais recomendado para crianças é beber água antes, durante e depois dos esportes.

E a alimentação?

Quando falamos sobre hidratação e esportes, a alimentação não deve ser deixada de lado. Isso porque através do suor também são eliminados eletrólitos e alguns elementos importantes para o nosso organismo.

Em consonância com isso, a alimentação tem papel fundamental na saúde da criança esportista. Além de fonte de nutrientes (como proteínas ou carboidratos), a comida também fornece água. Dessa forma, obtém-se um duplo benefício para evitar a desidratação no esporte.

Sem exageros!

Em alguns casos, as crianças bebem mais água do que o necessário e isso também pode ser negativo para sua saúde.

Os especialistas recomendam que a hidratação esportiva seja promovida como um hábito. Por isso, é melhor que esteja presente antes, durante e depois da prática esportiva, e não apenas no final. Além disso, eles apontam que o consumo excessivo de água pode ser prejudicial em outros aspectos.

O objetivo da hidratação concentra-se em manter os níveis de hidratação adequados na criança. Isso vai depender da sua saúde, da sua idade, do clima e da intensidade do esporte que ela pratica. Portanto, o consumo de água não será o mesmo em todos os casos.

Tanto você quanto o treinador precisam se certificar de que as crianças não se estejam se sentindo “pesadas” depois de consumir água. Para evitar essa situação, podem ser implementados intervalos de hidratação durante o treinamento ou o jogo.

Usar protetor solar

 

A importância da hidratação na prática dos esportes.

Outro aspecto importante a ser mencionado sobre a hidratação e os esportes é a exposição direta ao sol.

Os raios solares (principalmente os ultravioleta) que entram em contato direto com a pele, além de causar danos a esse órgão, geram aumento da temperatura corporal. Ambos os fatores favorecem ainda mais o estado de desidratação.

Por esse motivo, recomenda-se que as crianças usem protetor solar sempre que forem treinar ou participar de uma competição ao ar livre.

Hidratação e esportes em crianças: peça conselhos

Se você tiver mais dúvidas sobre esse assunto, é importante consultar um especialista em saúde e esportes. É normal ter questionamentos! Portanto, não fique com vergonha disso. Ao saber como melhorar corretamente a hidratação do seu filho esportista, você poderá potencializar os benefícios dessa prática saudável.

Pode interessar a você...
4 sinais de que seu filho está comendo muito sal
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
4 sinais de que seu filho está comendo muito sal

O consumo excessivo de sal por crianças e adolescentes é considerado prejudicial à saúde a médio prazo. Saiba mais sobre isso.