Histórias de crianças empreendedoras

31 de março de 2019
As histórias de crianças empreendedoras são surpreendentes devido à sua habilidade e convicção para expressar suas ideias. Os projetos que vamos apresentar são realmente incríveis e bem-sucedidos no momento atual.

Nestes tempos, o empreendedorismo se tornou o estilo de vida de muitas pessoas, que usam ferramentas como a internet para que seus projetos possam crescer maciçamente.

Isso não só tem sido aplicado por adultos, mas crianças empreendedoras com grandes ideias também decidiram fazer parte dessas histórias de sucesso, porque não há limites de idade para ter objetivos e alcançá-los.

As crianças aprendem muito rápido, tão rápido que pode ser surpreendente. Muitas delas começam a mostrar sinais desde cedo, começando com pequenas ideias de criação de negócios, como, por exemplo, vender em uma pequena barraquinha de limonada ou, graças ao avanço da tecnologia, até mesmo criar projetos na web.

Histórias de crianças empreendedoras

Começar um empreendimento não é fácil, de fato. As crianças devem aprender as dificuldades que podem surgir ao longo do caminho e saber como lidar tanto com o sucesso quanto com o fracasso.

A seguir, apresentaremos algumas histórias de crianças empreendedoras que começaram com diferentes tipos de empreendimentos desde a infância.

Charles Orgbon

Aos 12 anos, Charles Orgbon criou um site para incentivar a reciclagem que mais tarde se tornou um projeto mais sólido chamado Greening Forward. Atualmente, ele está estudando na Universidade da Geórgia e dirige as operações de sua empresa em todo o estado da Califórnia. Seu site é um dos mais importantes nessa área.

Evan do EvanTube

Com a ajuda de seu pai, Evan lançou seu canal no YouTube, chamado EvanTube, aos 8 anos de idade. Nesse espaço, ele faz resenhas de vários brinquedos e comenta principalmente sobre temas relacionados a crianças de sua idade. Sem dúvida, o estilo da criança fez com que o canal crescesse rapidamente na plataforma.

Robert Nay

Com apenas 14 anos de idade, Robert Nay criou um jogo para smartphones com o qual conseguiu se posicionar rapidamente na App Store da Apple.

Seu jogo, chamado Bubble Ball, superou, surpreendentemente, o famoso Angry Birds e conseguiu ganhar milhares de dólares.

Christian Owens

Christian Owens teve seu primeiro computador aos 14 anos de idade e aprendeu sozinho sobre web design. Nessa mesma idade, ele fundou o Mac Bundle, onde oferecia pacotes simples de web design. Atualmente, é uma empresa consolidada, que oferece vários serviços de design.

Adora Svitak

Atualmente, ela tem 23 anos, mas quando começou seu negócio era apenas uma menina de 7 anos. Com essa idade, Adora Svitak escreveu um livro com o intuito de promover a criatividade das crianças para realizar seus sonhos. Essa jovem realiza vários tipos de conferências, além de escrever ensaios, histórias, poemas, blogs e livros.

Adam Hildreth

Quando Adam tinha 14 anos, ele se juntou a vários amigos para criar o projeto Dubit, uma plataforma para fazer networking. Depois de ser um dos sites mais populares no Reino Unido, decidiu criar a Crisp, uma empresa de software que protege as crianças enquanto elas navegam na internet.

Cameron Johnson

Cameron tinha 11 anos quando seus pais lhe pediram para fazer convites para uma festa dos seus vizinhos. Os participantes da festa o parabenizaram por seus convites e começaram a contratá-lo.

Devido ao sucesso com seus projetos, quando tinha 14 anos, ele fundou a empresa Cheers and Tears, onde se dedicou à publicidade online e desenvolvimento de software.

Com os vários tutoriais que as crianças podem encontrar em plataformas como o YouTube, elas têm a possibilidade de aprender habilidades diferentes.

Emil Motycka

O que começou como um trabalho no qual se dedicava a cortar a grama quando tinha 9 anos de idade, tornou-se a Motycka Enterprises quando Emil completou 18 anos.

Como deveria cumprir as suas obrigações de adolescente, tinha que trabalhar no turno da noite em seu negócio, mas Emil seguiu com sua ideia e conseguiu consolidar sua empresa.

Geoff, Dave e Catherine Cook

Os irmãos Cook queriam fazer novos amigos na escola, então decidiram criar o My Yearbook, que anos depois mudaria seu nome para MeetMe.

Esse site foi usado por crianças de diferentes escolas para que todas pudessem se conectar e conhecer novos amigos. Esse projeto apareceu antes do Facebook se tornar tão popular e atualmente ainda se mantém.

As crianças podem ser incrivelmente engenhosas e criativas. O fundamental é que os pais as apoiem ​​nesse processo para que possam promover suas ideias e realizar seus sonhos.

Atualmente, o empreendedorismo continua a aumentar, então, certamente, mais projetos de crianças empreendedoras cheias de convicção e aprendizado aparecerão em breve.