Como lidar com os namoros das crianças

05 Agosto, 2018
Apaixonar-se pela primeira vez é uma das mais belas experiências que seu seu filho vai ter

Como lidar com os namoros das crianças? Às mães com filhos pequenos nem ocorre pensar nessa ideia.

Mas à medida que o bebê cresce e se torna maiorzinho, notícias como: “O filho da fulana já tem namoradinha!” desperta em você o alerta de que mais cedo ou mais tarde essa criança que ontem brincava em seus braços vai trazer seu primeiro parzinho para casa.

Ser pais de um adolescente pode ser complicado, sobretudo porque não existe uma escola que prepare o ser humano para assumir tarefa de tanta envergadura.

Como lidar com os namoros das crianças?

Sem dúvidas, é uma pergunta difícil de responder.

 

adolescentes-enamorados

O amor na adolescência

O amor é um sentimento atormentado que provoca um agir diferente, impulsiona a cometer ações impensadas, e até muda o caráter.

Quando nos apaixonamos não nos importa que a outra pessoa seja mais velha ou mais nova do que nós, more longe (inclusive em outro país), nem sequer que tenha outra relação.

Amamos, compartilhemos ou não gostos e valores, tenhamos os mesmos objetivos, estejamos dentro das perfeitas características de homem ou mulher que até o momento havíamos sonhado. O amor é cego, não respeita raça, sexo e idade.

Havendo comentado tudo acima, ideias que certamente lhe tocaram, como o ser humano que você é, pretendemos que entenda que assim como é o amor para todo mundo, vai ser para seu filho.

Mas à somatória de acertos e desacertos que tem esse sentimento atormentado, no caso de um adolescente como o seu filho, você deve adicionar sua inexperiência.

Resumindo, esperamos que você entenda a carga emocional que o amor vai trazer ao adolescente que tem em casa, ao que por algum motivo pode atribuí-lo um peso a mais, como o seu desacordo, proibição e descontentamento.

Como lidar com os namoros das crianças?

Embora a fase de namoro seja uma das maiores paixões que podem ser sentidas, quando não é correspondida ou termina, pode causar muitos transtornos.

Nesse sentido, você deve refletir.

Seu filho sempre vai ser seu bebê, seu menino querido. Dependendo  de como você tenha os criado, o acompanhará em momentos tristes e felizes. Ele será o protagonista da sua vida até o último momento…

adolescentes-enamorados2

Mas ele cresceu, e se ontem era até seus braços que corria primeiro, hoje já tem novos abraços que o abrigam com prazer.

Se seu filho ou filha lhe diz que está apaixonado, seu papel é de guiá-lo pelo caminho correto. Ajudá-lo sempre que lhe peça. Dar-lhe conselhos sobre o amor verdadeiro e as relações amorosas.

Fale sobre o uso de preservativos em suas relações sexuais e sobre a primeira delas, inclusive. 

É importante que você o oriente à respeito do planejamento familiar e fale sobre os riscos de uma gravidez na adolescência.

Se seu filho está namorando, receba seu par em sua casa. Assim como você é amiga dele, deve ser de quem ele apresente.

Mas não o proíba de namorar, porque assim você estará impulsionando uma rebeldia que até esse minuto pode ser que não conhecia.

Ah, se em toda essa conversa você sinta um pouco de ciúmes e por acaso caia uma lágrima, no se preocupe, é normal!

Para as mães, é sempre difícil aceitar que suas sementinhas cresceram. Mas sinta-se feliz por seu filho experimentar os benefícios de um sentimento tão maravilhoso quanto o amor.