A limpeza do cordão umbilical

A limpeza do cordão umbilical

Última atualização: 29 março, 2022

Cuidar do cordão do recém-nascido durante e após o nascimento pode reduzir infecções e mortes infantis. A limpeza do cordão umbilical é uma tarefa simples e rápida mas também delicada e muito importante. Você deve fazer isso com confiança e calma, porque não há terminações nervosas no cordão umbilical. Então, a menos que esteja infectado, o bebê não sentirá dor.

Quando o cordão umbilical, que os manteve juntos por nove meses é cortado, permanece no corpo do bebê um coto que deve secar, curar e cair por conta própria. Durante esse processo de cicatrização, o cordão deve ser mantido o mais limpo e seco possível. É importante ter cuidado durante esse período, que pode durar cerca de 15 dias.

Os especialistas recomendam especialmente aos pais do bebê que mantenham o cordão muito limpo, pois quando está secando há um alto risco de infecção devido aos vasos expostos que facilitam a entrada de germes no corpo.

Isso pode levar rapidamente a uma infecção grave que pode ser fatal para o bebê. Essa ressalva não deve preocupar demais você porque é um processo rápido e simples.

Médicos cortando o cordão umbilical do bebê.

O que você deve saber sobre a limpeza do cordão umbilical do seu bebê

  • O cordão umbilical deve secar e cair quando o bebê tiver aproximadamente 5 a 15 dias de idade.
  • Há especialistas da área da saúde que recomendam a limpeza apenas com gaze e água, porém há quem o faça com um desinfetante como álcool, solução fisiológica ou outro produto antisséptico. Você pode perguntar ao seu pediatra qual é a recomendação dele.
  • Alguns pediatras recomendam que você dê banho no bebê com uma esponja durante esse período. Contudo, sem submergi-lo em uma banheira até que o cordão caia. Mas essa também é uma recomendação que você pode consultar com seu pediatra.
  • Limpe e seque o cordão umbilical toda vez que trocar a fralda do bebê. Ademais, tente manter a área ventilada. Para isso, você pode usar fraldas especiais para recém-nascidos.
  • Deixe o cordão cair naturalmente. Nunca tente puxá-lo, mesmo que esteja pendurado apenas por um fio.
Bebê recém-nascido com cordão umbilical.

Como deve ser a limpeza do cordão umbilical?

  • Antes de mais nada, é sempre bom ter tudo o que você usa para limpar o cordão à mão. Assim a tarefa será mais rápida e fácil. Feito isso, lave as mãos com água e sabão desinfetante para manter a assepsia da cicatrização.
  • A melhor posição para limpar o cordão umbilical do bebê é quando ele está deitado. Quando ele estiver nessa posição, aplique água ou um desinfetante médico no cordão e nos arredores para evitar que a área seja infectada. Em seguida, limpe com gaze ou cotonetes.
  • É possível que o bebê chore. Isso geralmente acontece porque o desinfetante ou o álcool que você está aplicando está frio, não porque o umbigo dói.
  • Certifique-se sempre de que a fralda deixe exposta a área do cordão, pois isso ajudará a secar a área mais rápido.

Também é muito importante que durante essa tarefa diária você esteja muito atenta aos sinais de infecção local no cordão.

Esses sinais incluem:

  • Secreção amarelada e fétida do cordão umbilical.
  • Vermelhidão, inchaço ou sensibilidade da pele ao redor do cordão umbilical.

Também é bom conhecer os sinais de uma infecção mais grave. Se você detectá-los, entre em contato com o pediatra do bebê o mais rápido possível. Esses sinais são:

  • Alimentação deficiente.
  • Febre de 38° C ou superior.
  • Letargia.
  • Tônus muscular fraco e flácido.

Aspectos a considerar no cuidado do cordão umbilical

Se o cordão for puxado ou atingido de alguma forma, pode iniciar um sangramento ativo, o que significa que toda vez que uma gota de sangue é limpa, outra aparece. Se isso acontecer, ligue para o seu médico imediatamente.

Você também precisa saber que, às vezes, em vez de secar completamente, o cordão forma um tecido cicatricial rosado, chamado granuloma.

Esse granuloma drena um líquido claro e amarelado, que geralmente desaparece em cerca de uma semana. Se isso não acontecer, você também deve ligar para o pediatra. Você deve fazer o mesmo se o cordão não cair em quatro semanas ou um mês, visto que isso pode indicar um problema com a anatomia ou o sistema imunológico do bebê.

This might interest you...
Células-tronco e a conservação do cordão umbilical
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Células-tronco e a conservação do cordão umbilical

Por que a conservação do cordão umbilical é aconselhável? Vamos analisar essa e outras perguntas ao longo deste artigo sobre células-tronco.