Livros didáticos: sim ou não?

14 Agosto, 2020
A tecnologia mudou o paradigma com o qual os alunos aprimoram suas capacidades educacionais. Neste artigo, aproveitamos a oportunidade para analisar a viabilidade do uso dos livros didáticos.

A modernização atingiu todas as partes do planeta e, como não poderia deixar de ser, também está presente nas escolas. Chegamos ao ponto em que muitos professores, profissionais do ensino e pais fazem a seguinte pergunta: livros didáticos, sim ou não?

Os livros didáticos acompanharam os estudantes de todas as gerações até o momento. Eles são um dos elementos que mais estiveram presentes nas salas de aula de escolas do mundo todo. No entanto, a verdade é que eles estão desaparecendo porque há cada vez mais materiais digitais disponíveis.

Dessa forma, a tecnologia criou outro cenário no qual os tablets eletrônicos aparecem como uma alternativa aos livros didáticos de sempre. Embora existam muitas pessoas nostálgicas que se opõem a essa mudança de paradigma, parece que é um processo natural que não poderá ser parado.

Para te ajudar a decidir, apresentamos um estudo feito em 2016 no qual foi solicitado que 90 alunos lessem pequenos textos informativos em um computador ou impressosOs alunos tiveram um desempenho igualmente bom ao descrever a ideia principal das passagens, independentemente do meio.

No entanto, quando foi solicitado que listassem pontos-chave adicionais e relembrassem de mais detalhes, os leitores dos textos impressos tiveram vantagem. O que mais podemos acrescentar em relação a essa questão?

Quais são as razões para continuar a usar os livros didáticos?

1. Facilidade para encontrar as informações

A facilidade com que permitem que os alunos encontrem as informações é um dos motivos para manter os livros didáticos.

Geralmente, os livros são escritos com páginas de conteúdo detalhado e índices que, se elaborados corretamente, podem ser usados ​​para encontrar rapidamente o que o aluno estiver procurando. Os livros didáticos também proporcionam uma estrutura para a aprendizagem dos alunos.

2. Simplicidade para os professores

Também há benefícios para os professores que usam livros didáticos. Para os professores inexperientes, os livros didáticos podem ser especialmente úteis porque o material e a estrutura das lições costumam ser muito detalhados. Ou seja, eles não precisam perder muito tempo elaborando novas ideias para as aulas.

Livros didáticos

3. Maior conforto para trabalhar

Embora a maioria dos livros eletrônicos seja equipada com um pequeno arsenal de ferramentas que permitem que os alunos destaquem pontos importantes ou façam anotações, eles simplesmente não estão acostumados a usar os tablets eletrônicos durante as aulas.

A maioria ainda prefere livros tangíveis, onde possam destacar os pontos importantes fisicamente e escrever anotações nas margens.

“Os livros são escritos com páginas de conteúdo detalhado e índices que, se elaborados corretamente, podem ser usados ​​para encontrar rapidamente o que o aluno estiver procurando”.

Pontos fracos dos livros didáticos

O primeiro dos pontos fracos é o peso que os alunos precisam carregar nas costas toda vez que vão à escola. A imagem de uma criança carregando uma mochila cheia de livros é algo típico na maioria das escolas. Mas isso pode ser evitado com a implementação da tecnologia.

Outro aspecto negativo dos livros didáticos é que, embora às vezes eles sejam reutilizados por familiares ou amigos, na maioria dos casos, geralmente ficam esquecidos depois de utilizados.

Quais são as razões para apostar na tecnologia?

1. Aumentar a criatividade

O formato conveniente do tablet incentiva a criatividade: é possível desenhar, compor músicas ou fazer filmes sem a necessidade de ferramentas adicionais. É assim que os alunos exercitam suas habilidades criativas em vez de simplesmente serem receptores passivos do conhecimento.

2. Facilidade de uso

É preciso admitir que os tablets são muito mais intuitivos e fáceis de usar do que computadores e notebooks, ou até mesmo os livros de papel. Além disso, a maioria das crianças já está acostumada a utilizá-los.

3. Comunicação direta

Os tablets conectam todos os principais interessados: alunos, pais e professoresAs anotações ou tarefas manuscritas podem ser perdidas em pouco tempo, intencionalmente ou por acidente.

Isso nunca acontece com os dados digitais: quaisquer comentários que incluam críticas, elogios ou dúvidas estarão disponíveis para referência futura.

Livros didáticos

Pontos fracos da tecnologia na sala de aula

A primeira das desvantagens da introdução da tecnologia na escola tem a ver com o impacto que o uso dos tablets eletrônicos pode ter sobre as crianças. De fato, isso pode fazer com que elas se distraiam demais. E essa distração pode acontecer por causa de jogos, vídeos e dos inúmeros aplicativos de entretenimento que esses dispositivos incluem.

Em segundo lugar, diferentemente do material impresso, os livros didáticos digitais permanecem no tablet. Isso significa que não é possível que os livros sejam compartilhados entre colegas ou irmãos.

Por fim, você deve saber que, para muitos estudantes, o uso de livros eletrônicos não tem a ver com preferência ou preço, mas com a disponibilidadeGeralmente, os livros que os alunos precisam para a escola simplesmente não estão disponíveis em formato digital.

Em resumo, estamos diante de um assunto sobre o qual nem todos os envolvidos estão de acordo. No entanto, temos a certeza de que estamos em um período de transição que nos leva a pensar que a tecnologia estará cada vez mais presente nas salas de aula.